Olhar Direto

Terça-feira, 07 de julho de 2020

Notícias / Política MT

“Tirem o cavalinho da chuva”: Medeiros afirma que Selma ficará oito anos no Senado

Da Redação - Érika Oliveira

18 Set 2019 - 15:43

Foto: Reprodução

“Tirem o cavalinho da chuva”: Medeiros afirma que Selma ficará oito anos no Senado
Com a experiência de quem já disputou eleição ao Senado - na ocasião como suplente de Pedro Taques (PSDB) - e sofreu com a cassação de seu mandato, o deputado federal José Medeiros (Pode) classificou o pleito em Mato Grosso como uma "carnificina" ao dar as boas-vindas para a senadora Selma Arruda, que passa por situação parecida e trocou de sigla nesta quarta-feira (18) alegando "falta de amparo" no PSL, partido do presidente da República Jair Bolsonaro. Durante cerimônia em Brasília, Medeiros disse ter certeza da inocência de Selma e que ela concluirá os oito anos de mandato.

Leia mais:
Selma chora em filiação do Podemos e diz que sigla não faz imposições

“Saiba que o Podemos está de braços abertos. Me perguntaram: ‘Selma está chegando, como vamos recebê-la?’. E eu respondi: casa aberta, ar-condicionado ligado e tapete vermelho. Hoje a imprensa de Mato Grosso está lá cheia de pré-candidatos ao Senado, quero dizer para eles tirarem o cavalinho da chuva porque já está trovejando e Selma fica até o ultimo dia do mandato”, declarou Medeiros, durante a cerimônia de filiação.

Eleita como a candidata mais votada ao Senado em 2018, com quase 700 mil votos, a juíza aposentada Selma Arruda teve seu mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, acusada de omitir da Justiça despesas de R$ 1,2 milhão durante a campanha, o que configura caixa 2 e abuso de poder econômico.

Na semana passada, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, emitiu um parecer no qual defende a cassação imediata do mandato de Selma e a realização de novas eleições em Mato Grosso para preencher a vaga.

A cassação de Selma ainda precisa ser confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a análise do processo sequer tem data marcada, mas uma série de nomes já começa a surgir no horizonte como possíveis candidatos ao cargo, entre eles o do ex-governador Júlio Campos, do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, do deputado Dilmar Dal’Bosco, todos do DEM, e do ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD).

“Ela foi a mais votada e foi ela que o povo mato-grossense quis eleger e mandar pra cá. E eu digo isso preliminarmente para dizer da injustiça que ela está sofrendo. A eleição em Mato Grosso para o Senado foi uma carnificina, muita gente que já não tinha voto querendo ganhar a eleição antes de começar, tentaram tirar ela do páreo de tudo que é jeito. Não conseguiram, mas a perseguição começou já na campanha. Quando terminou a eleição eles já diziam: ‘ela ganhou, mas não toma posse’. E começou o martírio e ela enfrentando tudo de peito aberto. O único crime que Selma cometeu foi ter sido a segunda mulher do Estado a se tornar senadora. Seu crime foi ousar contra as oligarquias, isso é um pecado que não passa impune ali. Quem perdeu está tentando ganhar a eleição na mão grande, como se ninguém tivesse feito pré-campanha”, rebateu Medeiros.

Conhecimento de causa

Em 2018 o TRE de Mato Grosso determinou a cassação do mandato do então senador José Medeiros por conta de uma fraude em registro da candidatura. Ele foi eleito primeiro suplente de Pedro Taques em 2010 e assumiu quando o titular assumiu o Governo do Estado, em 2015.

A ação apurou uma possível fraude nas assinaturas da ata que definiram a candidatura da coligação ‘Mato Grosso Melhor Para Você’. O registro original tinha o então candidato Pedro Taques, seguido pelo deputado estadual Zeca Viana (PDT) como primeiro suplente e o empresário Paulo Fiuza na segunda suplência.

Com a desistência de Viana, que optou por disputar a reeleição como deputado na Assembleia Legislativa, Fiúza deveria ter tomado posse no lugar de Taques, após ele se licenciar para disputar o Governo do Estado, mas a ata, segundo a Justiça Eleitoral, foi fraudada colocando Medeiros como o primeiro suplente. A ação chegou a ser extinta, mas uma decisão do TSE mandou reabrir o caso em 2016.
 

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Kalil Ueda
    19 Set 2019 às 10:30

    "Flexes"?, Revoltado? Jura? Estuda mais.

  • Mulher ma
    19 Set 2019 às 09:43

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • rogie
    19 Set 2019 às 09:30

    Selma Brasa

  • ROBSON JOSÉ
    19 Set 2019 às 09:27

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • silvio lopes de moraes
    19 Set 2019 às 08:48

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Joaquim Alves
    19 Set 2019 às 04:26

    Esse Medeiros devia ter Bolsonaro no nome. Não perde oportunidade de falar m. Me mata de vergonha.

  • Ademir
    18 Set 2019 às 21:13

    Mas eu acho que ela não quer deputado, ela falou que tem NOJO DA POLITICA.

  • nonato
    18 Set 2019 às 20:29

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Revoltado
    18 Set 2019 às 19:37

    É bom aproveitar os flexes, o fim do seu tempo no senado está próximo.

  • Servidor
    18 Set 2019 às 18:25

    QUER DIZER QUE O SENHOR MEDEIROS ESTA ACIMA DA JUSTIÇA ELEITORAL QUE CASSOU ESSA SENHORA POR UNANIMIDADE?

Sitevip Internet