Olhar Direto

Domingo, 20 de outubro de 2019

Notícias / Política MT

Deputado exonera assessor acusado de assédio, estupro e importunação sexual

Da Redação - Isabela Mercuri

02 Out 2019 - 21:46

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Deputado exonera assessor acusado de assédio, estupro e importunação sexual
O deputado estadual Ulysses Moraes (DC) exonerou, nesta quarta-feira (2), o assessor parlamentar Leonardo Heitor Miranda Araújo, acusado de assédio, estupro e importunação sexual. O jornalista foi denunciado por um grupo de cerca de dez mulheres, na última terça-feira (1). A exoneração vale retroativamente, deste o dia 1 de outubro. O gabinete do deputado se manifestou por meio de nota à imprensa (leia a íntegra no final desta matéria).


Leia também:
Homem confessa que matou jornalista a pedradas após flagrá-lo fazendo sexo com sua namorada
 
As denúncias em Cuiabá apareceram depois que Leonardo foi indiciado no Espírito Santo, acusado de criar perfis falsos para enviar fotos e vídeos pornográficos para mais de dez vítimas. Na capital de Mato Grosso, além dos 10 boletins registrados, há pelo menos outras seis que também foram importunadas. A Polícia Judiciária Civil (PJC) confirmou as denúncias. Após as notícias virem a tona, o jornalista apresentou um atestado de 30 dias em seu trabalho. 

Todas as mulheres que o denunciaram são jornalistas. Elas se uniram em um grupo, depois que a matéria do Espírito Santo (publicada em julho) foi encontrada. De acordo com a criadora do grupo – que terá seu nome preservado - além do envio de fotos e vídeos pornográficos, há também denúncias de estupro, tentativa de estupro, ameaça e difamação.

As mulheres identificaram o jornalista, que usava o mesmo perfil ‘falso’ para entrar em contato com todas. Ele chegou a utilizar chips de Brasília e São Paulo, e enviava fotos e vídeos pornográficos, além de mensagens.

O jornalista também foi denunciado por Yuri Mariano, de Portugal, dono das fotos que Leonardo usava em seus números falsos.  
 
Outro lado
 

O jornalista disse ao Olhar Direto que foi à Delegacia da Mulher nesta tarde, espontaneamente, quando soube das denúncias. Alguns casos, ele reconhece, mas afirma que não os entendia como assédio. Outras abordagens, no entanto, ele diz que nunca aconteceram. “Não existe chantagem, como já foi falado, não existe nada disso. O que existe é que eu, volta e meia, falava com alguma colega, e quando tinha abertura para conversar, eu conservava”, afirmou. Leonardo também negou as acusações de estupro e tentativa de estupro.

Em relação às mensagens, ele afirmou que teve o celular roubado, e também é vítima da situação. “Eu tinha esse celular em 2016, comprei no final de 2015, para usar como funcional em Brasília. Quando eu fui embora de Brasília e voltei para cá, eu deixei ele num canto. E eu fui para Lucas [do Rio Verde], voltei, fui para Brasília, voltei, e no final do ano passado surgiu essas denuncia em relação a esse meu numero de Brasília. Mas esse número de Brasília eu já não usava há dois anos. Por isso eu falo, essas questões do assédio, ok, o que eu acho chato, e está me deixando muito mal, com todo respeito a essas pessoas que foram prejudicadas, eu não tenho nada com isso”, afirmou.

Leia a íntegra da nota:

NOTA À IMPRENSA:

Referente às matérias em destaque na mídia quanto a um de nossos colaboradores, o gabinete do deputado Ulysses Moraes vem a público esclarecer que:

- Tomamos conhecimento das denúncias com surpresa e apreensão. Todos os servidores da ALMT precisam apresentar seus antecedentes e certidões negativas, e em nenhum momento houve qualquer denúncia ou comunicação junto ao gabinete quanto a posturas reprováveis do servidor.

- O referido servidor apresentou atestado médico para afastamento pelo período de 30 dias e desde terça-feira (01/10) não se encontra trabalhando no gabinete.

- Devido à gravidade das denúncias, decidimos pela exoneração do referido servidor, a ser operacionalizada pela Secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, de forma que o próprio servidor possa se concentrar em sua defesa.

Reafirmamos nosso compromisso com a sociedade em prol da mulher. 

Esperamos que as autoridades competentes apurem as denúncias e tomem as medidas cabíveis de acordo com o resultado das investigações.

Gabinete do Deputado Ulysses Moraes.
 

Serviço

A Delegacia de Defesa da Mulher de Cuiabá atende pelo número (65) 3901-5327 e fica na Rua Coronel Peixoto, 84 - Bandeirantes - Cuiabá, MT - CEP: 78010-100.
 

 

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Cdirlene Cunha
    03 Out 2019 às 08:19

    Atitude adequadíssima por parte do referido parlamentar. Que sirva de exemplo par todos os demais. É urgente e necessário eliminar esse pensamento machista e retrógrado de que a mulher é objeto totalmente acessível. È preciso ampliar que as mulheres ocupam espaços de trabalho por competência , por habilidades, por condições profissionais. A mulher pode estar em todos os lugares e onde ela estiver precisa ser respeitada. Meu respeito e solidariedade com todas que em ato de coragem tiveram a atitude de denunciar. E que todas as outras que passam pelo mesmo desconforto seja onde for, sejam tomadas por essa mesma coragem.

  • observo
    03 Out 2019 às 07:52

    O gabinete esta de parabens pela atitude rápida e correta.....

  • trabalhador
    03 Out 2019 às 07:32

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Casa caiu
    02 Out 2019 às 22:01

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

Sitevip Internet