Olhar Direto

Sábado, 07 de dezembro de 2019

Notícias / Cidades

Polícia Federal confirma uma morte em garimpo alvo de operação em Mato Grosso

Da Redação - José Lucas Salvani

07 Out 2019 - 18:17

Foto: Reprodução

Polícia Federal confirma uma morte em garimpo alvo de operação em Mato Grosso
A Polícia Federal confirmou uma morte no garimpo ilegal instalado no município de Aripuanã (a 704 quilômetros de Cuiabá). O local foi alvo da “Operação Trype”, deflagrada na manhã desta segunda-feira (7). A ação é realizada junto a forças de segurança do estado de Mato Grosso. 

Leia mais:
Imagens mostram ‘minicidade’ construída em garimpo ilegal alvo da Polícia Federal

Não há mais informações sobre a morte até o momento. A assessoria de comunicação da PF deve se manifestar por meio de nota sobre o ocorrido, dando mais detalhes do falecimento. 

A operação, que conta com 160 policiais e servidores da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), visa encerrar as atividades de um garimpo ilegal localizado na cidade de Aripuanã que está causando impacto ambiental e devastação social na cidade.

O índice de homicídios, tráfico de drogas e prostituição aumentou na região por conta o garimpo ilegal. Imagens divulgadas pela PF mostram que o espaço havia se tornado uma “minicidade”.

A operação foi deflagrada após dois suspeitos, identificados como R.R.L., 34 anos, e W.B.F., 33 anos, serem presos em um aeroporto na zona rural da cidade, em junho deste ano. Foram apreendidos 6,5 kg de ouro avaliados em R$ 7 milhões, além duas pistolas (9mm e 635) com seus respectivos carregadores e 27 munições intactas.

Em depoimento, R.R.L. confessou ser dono do outro e disse que estava aguardando a aeronave que levaria o ouro, mas não fez referência ao avião que havia pousado minutos antes e levantado voo.

A primeira fase da operação foi deflagrada no dia 26 de setembro, com o objetivo de investigar irregularidades na extração de ouro em garimpos de Mato Grosso. Foram cumpridos mandados de prisão em Juína, Aripuanã, Alta Floresta e Paranaíta.

“Minicidade”

Em imagens divulgadas pela PF, pode-se notar que o garimpo havia se transformado em uma “minicidade”. Gravadas através do helicóptero que dá apoio na ação, as imagens mostram que há vários pequenos imóveis espalhados ao longo da região.
 

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • ZE NINGUEM
    08 Out 2019 às 09:42

    "minicidade" FOI ESCRITO ENTRE ASPAS AMIGO. E QUANDO SE ESCREVE ENTRE ASPAS PODE TER UM SENTIDO FIGURADO, ETC. VAMOS ESTUDAR, PORQUE SEM ESTUDO FICA DIFICIL ATE PRA CRITICAR.

  • Chico Bento
    08 Out 2019 às 07:49

    "mini cidade" Para se ter status de cidade seja grande ou pequena, é preciso ter: Energia elétrica, água tratada, telefone, igrejas, ruas devidamente projetadas, casas devidamente construídas, órgãos governamentais, principalmente delegacia de polícia e destacamento militar. Será que lá tem tudo isso?

Sitevip Internet