Olhar Direto

Quinta-feira, 06 de agosto de 2020

Notícias / Política MT

Sefaz projeta retomada do equilíbrio fiscal em 2020 e destaca “freio” nas despesas com pessoal

Do Local - Wesley Santiago / Da Redação - Érika Oliveira

11 Out 2019 - 17:30

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Sefaz projeta retomada do equilíbrio fiscal em 2020 e destaca “freio” nas despesas com pessoal
Contrariando as perspectivas do governador Mauro Mendes (DEM), que no início do ano disse considerar improvável que seu Governo “arrume” o Estado em apenas um mandato, o secretário de Fazenda, Rogério Gallo, deu declarações muito mais otimistas esta semana e previu que o Executivo recupere o equilíbrio de suas contas já em 2020.

Leia mais:
Governo fecha setembro com rombo de R$ 69 milhões; segundo menor na gestão de Mauro Mendes

“Fizemos o dever de casa com relação ao aumento da receita, com o trabalho de revisão dos incentivos fiscais, corrigimos distorções no Fethab. E fizemos o dever de casa com relação às despesas, o que é fundamental. Se todos lembrarem, abrimos 2020 com R$ 1,6 bilhão de déficit. E agora encaminhamos para a Assembleia Legislativa um déficit de R$ 1 bilhão a menos. Isso é fruto do trabalho que fizemos. E com as premissas que nós estamos colocando e com o crescimento da economia que a gente prevê que ela finalmente saia desse ponto morto em que estamos, nós teremos condições em 2020 de ter no Estado um cenário de equilíbrio fiscal”, estimou o secretário.

No mês passado, após reestruturação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020, o relator da matéria no Legislativo, deputado Dr. Eugênio (PSB), anunciou que o Estado saiu de uma previsão de orçamento deficitário para um superávit de R$ 122 milhões.

Bastante polêmica, a minirreforma tributária acoplada ao texto do PLC 53/2019 estabeleceu novas alíquotas de contribuição do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para alguns setores e deverá, entre as medidas austeras adotadas por Mendes até aqui, a medida de maior impacto no orçamento do Estado.

O texto sancionado pelo governador Mauro Mendes foi, no final das contas, um substitutivo elaborado pela Assembleia Legislativa. Em julho, após a aprovação do projeto de revisão dos incentivos fiscais e que instituiu a minirreforma tributária, a Casa de Leis afirmou que o texto aprovado pelos deputados poderá possibilitar ao Estado uma arrecadação de até R$ 1 bilhão.

Mauro Mendes, no entanto, trabalha com uma expectativa mais tímida. Na época, a divergência provocou, inclusive, uma pequena crise entre a Assembleia e o Governo, depois que o secretário de Fazenda, Rogério Gallo, disse que os deputados tinham desfigurado a proposta do Executivo.

Passadas as votações, agora, Gallo comemora o trabalho executado e que permitiu, por exemplo, que o déficit mensal no orçamento do Estado caísse dos quase R$ 200 milhões registrados em janeiro para R$ 69 milhões em setembro, conforme demonstrativo.

“Nós contivemos o aumento da receita com pessoal. O que se gastou nos 8 primeiros meses de 2019 é exatamente o que se gastou nos 8 primeiros meses de 2018, ou seja, não houve aumento da folha de pagamento. Se você comparar a serie histórica dos últimos cinco anos, isso nunca havia acontecido, o aumento médio era sempre de cerca de 20% de um ano para o outro. Foi o que nos trouxe a esse desequilíbrio fiscal. E também seguramos o custeio, aquela despesa discricionária, custo de energia, de locação, conseguimos economizar R$ 200 milhões em relação ao mesmo período do ano passado. É um cenário muito melhor”, pontuou o secretário.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • produtor
    13 Out 2019 às 22:00

    thor olha quem paga essa conta, dinheiro não brota igual pensa, quem paga conta é produtor 107 reais por tonelada fetab, icms sujeito de cair proalmat, administra o MT é fácil aqui "brota" dinheiro, quero ver administra o estado do Rio de Janeiro e paga as contas

  • Thor
    12 Out 2019 às 07:00

    Freio como a despesa de pessoal se NOMEOU PROFESSORES AGORA EM SETEMBRO? ??? A QUEM VOCÊS QUEREM ENGANAR COM ESSE SHOW DE PIROTECNIA FINANCEIRA? PAREM DE CRIAR ARTIFÍCIOS PARA MOSTRAR POPULAÇÃO QUE O ESTADO ESTÁ UM CAOS E A CULPA É DO SERVIDOR. INTERESSANTE QUE TODO ANO É ESSA PALHAÇADA DE CRISE. CHEGA FINAL DO ANO CESSA A CRISE? BROTA DINHEIRO NOVO E COMEÇAM A PAGAR EM 2X E DEPOIS EM UMA. TUDO ISSO ARMADO E PARA MOSTRAR QUE OHHH QUE BOM GESTOR FINANCEIRO É O GALO! ! TUDO ISSO PARA APENAS SE FORTALECER E FORTALECER A PGE. FAÇA MEU FAVOR GALO! ! AQUI NINGUÉM É OTARIO. POR FALAR NISSO ONDE ESTÃO AS PUBLICAÇÕES DA LFR ESTADUAL? A ROLT QUE VOCÊ CRIOU PARA NUNCA MAIS SE PAGAR RGA? OUTRA PERGUNTA PORQUE NÃO COMEÇOU A PAGAR O DÉCIMO EM OUTUBRO JÁ QUE TEM SIM CONDIÇÕES FINANCEIRAS PRA COMEÇAR A QUITAR? JOGADA POLITICA PORQUE SE PAGA O DÉCIMO DEMONSTRA QUE ESTAMOS MELHORES, FATO QUE LEVARIA A APROVAÇÃO DE UMA EMENDA NA LOA QUE GARANTE PAGAMENTO DA RGA. MASSS AGORA EM DEZEMBRO OS PROCURADORÉS TEM O RATEIO DO FUNJUS. TÁ PREOCUPADO NÉ GALO!

  • jose a silva
    12 Out 2019 às 06:51

    Dando o calote, não pagando salários corretamente, não pagando os juros (a sefaz é uma senhora multadora e multas pesadíssimas, mas pra pagar.....atrase seu imposto um único dia pra ver?) e outros passivos até eu que sou um bestão! Esse Gallo nem cantar sabe!

  • Eliane
    12 Out 2019 às 00:12

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Eliane
    11 Out 2019 às 22:14

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Roberta Caldas
    11 Out 2019 às 20:49

    Paga logo o meu pai em dia. Nossa luz atrasa todo mês aqui em casa?

  • joaoderondonopolis
    11 Out 2019 às 18:12

    Só faltou a falar que em 2020 vai ter "freio" nas despesas com pessoal com exclusividade servidores do executivo. Pra quem entende um pingo é uma palavra.

Sitevip Internet