Olhar Direto

Terça-feira, 12 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

Mauro promete grande evento para dezembro e descarta privatizar Arena Pantanal

Da Redação - Wesley Santiago

02 Nov 2019 - 15:00

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Mauro promete grande evento para dezembro e descarta privatizar Arena Pantanal
O governador Mauro Mendes (DEM) descartou, nesta sexta-feira (1º), durante a abertura do Mutirão Fiscal, a privatização da Arena Pantanal. Segundo ele, isto é apenas conversa mole, já que não seria viável para nenhuma empresa ter o controle do estádio sem que Mato Grosso tenha alguma representatividade na série A do Campeonato Brasileiro. Além disto, ele apontou que o Executivo tem tomado medidas para reduzir os custos e prometeu um grande evento para o mês de dezembro.

Leia mais:
Em Cuiabá, ministro da Educação critica Arena Pantanal e VLT: 'Dinheiro jogado fora'
 
“Esta conversa de privatizar, não é viável, já não foi em grandes centros. Temos que parar com estas conversas moles que têm por aí, vendendo ilusões. Quem vai privatizar isto aqui tendo apenas um time na série B do campeonato nacional? É impossível. O governo tem feito tudo para diminuir os custos, melhorar a infraestrutura. Melhoramos muito este ano. Vamos entregar todos os setores em condições de receber grandes jogos. São vários tipos de investimentos”, disse o governador.
 
Além disto, Mauro Mendes aproveitou para anunciar que a Arena Pantanal deve receber um grande evento de fim de ano. “Em dezembro, teremos um grande evento aqui, para dar um sentido maior a este espaço. Em breve divulgaremos detalhes. São muitas ações planejadas para tornar este espaço público mais utilizado, dando a sensação de que o dinheiro gasto não foi assim tão em vão”.
 
Apesar de anunciar que a Arena Pantanal receberá um grande evento, Mauro Mendes preferiu guardar os detalhes para um anúncio posterior, que deverá ser feito nos próximos dias.
 
No começo de outubro, a juíza Celia Regina Vidotti, da Vara Especializada em Ação Cível Pública e Ação Popular, negou pedido da construtora Mendes Junior e manteve ação que busca reparar falhas na Arena Pantanal. Além de negar o pedido da empresa, houve determinação de prazo para produção de provas antes da sentença.
 
A ação, ajuizada pelo estado de Mato Grosso e Ministério Público Estadual (MPE), busca que a Mendes Junior seja obrigada a corrigir todos os defeitos e pendências construtivas encontrados na Arena Pantanal. Os problemas foram apontados em documento intitulado relatório de pendências.
 
O Poder Executivo  busca pela conclusão da Arena Pantanal, que foi projetada para obter certificação de sustentabilidade ambiental, bem como eliminar os problemas construtivos que surgiram em menos de cinco anos do evento da Copa do Mundo.
 
Só neste ano, para que o estádio tivesse condições de receber jogos da Série B do Campeonato Brasileiro de 2019, foram investidos cerca de R$ 500 mil. Deste montante, R$ 300 mil foram antes do início da competição e outros R$ 150 mil posteriormente, para  troca de gramado, após a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) suspender uma das partidas pela má qualidade do campo.
 
Desde o início da gestão da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), em janeiro deste ano, houve troca de 890 luminárias de emergência, manutenção de 132 portas corta fogo, teste hidrostático de 149 hidrantes e de 297 mangueiras de incêndio, manutenção de 214 detectores de fumaça, manutenção e vedação de 157 unidades de válvulas hidrantes e retirada de 400m de estruturas provisórias que atrapalhavam a sinalização.
 
O estádio ainda recebeu diversas outras ações de melhoria, como dedetização, limpeza em todas as caixas d’água, controle da água, recuperação do telão, entre outros.

Constrúida para a Copa do Mundo de 2014, após a demolição do 'Verdão', a Arena Pantanal recebeu quatro jogos do Mundial. Posteriormente, foi utilizada para jogos das séries A, B e C do Brasileirão, Copa do Brasil e confrontos do Estadual. A seleção sub-20 foi outro a desfilar pelos gramados.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Odeney Miguel de Arruda
    04 Nov 2019 às 19:09

    Arena pantanal precisa é de um Projeto-de-Lei para torna-lo rendavel isso sim e não de festas para politicos, não vai privatizar tbém porque ai não dá pra fazer politica nele. Continuamos com a velha politica brasileira de festas e pronto.

  • Cansada de ser enganada
    03 Nov 2019 às 23:12

    Tomara que esse tal "grande evento" de dezembro seja o show do U2 pois já estou farta de esperar. Aguardo providências urgentes nesse sentido. Ah e aproveitando, pague os servidores em dias logo, e não enrolem com o décimo deles senão não terei como viajar com o bofe pra Noruega, já que ele depende disso pra gente ir. Obrigada

  • Lisandro Peixoto Filho
    02 Nov 2019 às 18:53

    Quem administrando a Arena Pantansl e entorno, ao usuário pouco importa, desde que haja qualidade nos serviços proporcionados. Qto a utilização da Arena de forma rentável a evitar prejuízos financeiros, é de quem na gestão pública estadual. Visto não somente o uso ao futebol função a qual foi construída será suficiente a mantê-la. Portanto outras atividades rentáveis de lazer e serviços devem ser planejadas, ou mesmo sua privatização.

  • Informante
    02 Nov 2019 às 17:00

    Final do Brasileirão,é isso que está quase concretizado.

Sitevip Internet