Olhar Direto

Terça-feira, 12 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

Após acusação de assédio, Emanuel defende Adevair Cabral: “palavra dela contra a dele”

Da Redação - Wesley Santiago/Da Reportagem Local - Carlos Gustavo Dorileo

04 Nov 2019 - 10:26

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Após acusação de assédio, Emanuel defende Adevair Cabral: “palavra dela contra a dele”
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) saiu em defesa do vereador Adevair Cabral (PSDB), acusado de assédio contra uma ex-servidora da Secretaria Municipal de Saúde, durante um encontro que teve com ela para tratar sobre o seu cargo. Na ocasião, o parlamentar teria, supostamente, se masturbado na frente dela. O chefe do Executivo municipal deu voto de confiança para o tucano, criticou o que chamou de condenação antecipada e pontuou: “palavra de uma pessoa contra ele”.

Leia mais:
Ex-servidora detalha assédio de Adevair Cabral e cita intimidação
 
“Conheço o Adevair. Tenho certeza que vai provar que não tem nada a ver com isto. Ele está chocado com esta notícia. É uma palavra de uma pessoa contra ele, tem que provar. Infelizmente, há uma condenação pública precipitada, antecipada, ante a um processo deste que macula uma vida pública de 15 anos, irrepreensível”, disse o prefeito.
 
Emanuel ainda citou o abalo que a situação causou na família do vereador e voltou a dizer que Adevair não tem nada a ver com a história. “Esta senhora tem que provar. O Ministério Público Estadual (MPMT) vai conduzir as investigações e dou meu voto de confiança ao vereador, acredito que não tem nada a ver com isto”.

Corre nos bastidores que Adevair Cabral é um dos candidatos a vice em uma eventual candidatura à reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro.
 
Suposto assédio
 
O vereador Adevair Cabral (PSDB) teria 'se masturbado' na frente da ex-servidora da Secretaria Municipal de Saúde durante um encontro que teve com ela para tratar sobre o seu cargo. A informação é da própria vítima que foi ouvida pelo Gazeta Digital na última sexta-feira (1º).
 
Segundo ela, após as investidas do vereador via aplicativo de Whatsapp, onde chegou a mandar uma foto no dia 23 de maio de 2017, onde aparece apenas de "samba-canção", o parlamentar decidiu convidá-la para uma reunião na Associação dos Servidores da Prefeitura de Cuiabá, conhecida como ‘Clube Aspe’.
 
Ao chegar no local, teria aguardando por uns 20 minutos, quando foi autorizada a entrar na sala em que estaria o vereador. Ao abrir a porta, a enfermeira se deparou com o parlamentar se masturbando em sua frente.
 
A vítima relata que logo após o ocorrido teria deixado o local bastante abalada, porém, não registrou nenhum Boletim de Ocorrência com medo de represália.

Após o ocorrido, o indicado político de Adevair Cabral, o coordenador da Regional Norte da equipe de Atenção Básica do Município, Gilson Guimarães, também teria começado a assediá-la pelo Whatsapp.
 
Com a negativa da vítima, Gilson então teria iniciado represália contra ela, transferindo-a para várias unidades de saúde do município sem justificativa.
 
Diante desta situação, a enfermeira teria entrado em depressão, e, após uma licença médica, foi demitida por Gilson Guimarães.
 
A ex-servidora chegou a registrar diversos Boletins de Ocorrência contra Gilson Guimarães, já que ela se sente ameaçada pelo vereador.
 
Registro de BO
 
O vereador Adevair Cabral (PSDB) registrou uma queixa contra o colega de parlamento, Abílio Junior (PSC), pelo crime de difamação na 1ª Delegacia de Polícia de Cuiabá, nesta quinta-feira (31). Segundo o boletim de ocorrência, Abílio tem exibido uma foto do tucano para outros parlamentares com a intensão de constrangê-lo.
 
No boletim de ocorrência, Cabral diz que Abílio tem uma foto em que o denunciante aparece deitado em uma cama. A imagem estaria no smartphone do parlamentar, que a tem mostrado para os outros vereadores há cerca de 30 dias.
 
O parlamentar também explicou que não sabe como o colega conseguiu a foto, a qual ele classifica como íntima e pede providências, pois, vários vereadores já a viram.
 
Nota de Adevair
 
Com relação à suposta denúncia de assédio, o vereador Adevair Cabral (PSDB) esclarece que:
 
- Tomou conhecimentos do fato por meio da imprensa, tendo em vista que não há qualquer tipo de representação ou denúncia contra a sua pessoa nos órgão de controle;
 
- Afirma ainda que irá buscar se interar sobre o ocorrido para tomar as providências cabíveis;
 
- Na tarde desta quinta-feira, dia 31, o parlamentar registrou um Boletim de Ocorrência contra o vereador Abílio Junior (PSC), uma vez que chegou ao seu conhecimento que o parlamentar estava propagando fotos íntimas suas para os demais integrantes do Parlamento Municipal;
 
- Até então, Adevair não tinha conhecimento de qualquer tipo de denúncia contra a sua pessoa.
 
 - O registro do Boletim de Ocorrência foi uma forma de resguardar as sua privacidade e de sua família.
 
Vereador Adevair Cabral (PSDB)

22 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Maria Auxiliadora
    05 Nov 2019 às 13:14

    Palavra dela contra a dele? E a foto bizarra escatológica? E as mensagens de WhatsApp do vereador e do seu assecla? Não, prefeito, não é só a palavra dela e mesmo que fosse, conhecendo a fama desse camarada, a palavra dela vale um milhão de vezes mais que um discurso inteiro com choro e ranger de dente do vereador.

  • Alencar
    05 Nov 2019 às 11:10

    É seu prefeito machista. Quer dizer que a mulher sofre assédio e ainda tem que provar. Agora têm que andar com celular gravando tudo.

  • Lara
    05 Nov 2019 às 00:30

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Adriana Felipe Cavalcanti
    04 Nov 2019 às 17:07

    Mas a palavra dele (homem) vale mais do que a dela, cara de pau...

  • De Lima
    04 Nov 2019 às 16:37

    Meu caro Mané Palito isso aí só é ponta do novelo à ainda muita coisa para se desenrolar ainda e estou pronto para dar meu testemunho a casa do vereador está caindo

  • ALAN KARDEQUE
    04 Nov 2019 às 16:20

    JA SAO 3 VITIMAS AS 3 ESTAO MENTINDO ENCRUSIVE O MARIDO DE UMA FALO AXO QUE ESSE VEREADOR TEM QUE IR PRA CADEIA ESSA E A MINHA OPNIAO

  • Cindy Loper
    04 Nov 2019 às 14:31

    Eu não acredito...muito não.. Abilio é capaz de tudo!!

  • marcelo cunha
    04 Nov 2019 às 14:27

    SE UM VÍDEO DE DEPUTADOS PEGANDO DINHEIRO E COLOCANDO ATÉ NA CUECA NÃO SERVIU PARA NADA IMAGINA SÓ A PALAVRA DE UMA SENHORA!

  • Degas
    04 Nov 2019 às 13:43

    Que governo que valoriza o servidor.Mande apurar com rigor pois ele é um simples vereador e ela servidora.So por ser mulher?

  • Raphael
    04 Nov 2019 às 13:42

    As eleições estão chegando... ele voltou a andar mais de paletó, né

Sitevip Internet