Olhar Direto

Terça-feira, 12 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

‘Se não fosse a gestão Emanuel Pinheiro, o HMC seria o novo VLT’, compara prefeito

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

04 Nov 2019 - 14:25

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

‘Se não fosse a gestão Emanuel Pinheiro, o HMC seria o novo VLT’, compara prefeito
Prestes a entregar a quinta e última etapa do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) e deixa-lo com 100% de funcionamento, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) alfinetou, sem citar nomes, outros gestores da capital e do Estado, declarando que se não fosse a sua administração, a unidade de saúde seria mais uma obra paralisada como acontece hoje com o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), que é de responsabilidade do Governo do Estado.

Leia também
Após acusação de assédio, Emanuel defende Adevair Cabral: “palavra dela contra a dele”


Questionado sobre a paternidade do HMC em evento de entrega de óculos na Secretaria de Educação do Município, nesta segunda-feira (4), o prefeito foi taxativo em dizer que precisou sair de sua zona de conforto e trabalhar muito para concluir o hospital, atitude que ele disse não ser comum para outros gestores.

“O pai do HMC é o Emanuel Pinheiro. Se não fosse a gestão Emanuel Pinheiro, o HMC seria o novo VLT. Iria ficar uma obra licitada, mas largada e abandonada. Eu escolhi o caminho mais difícil, tive coragem, com uma equipe muito comprometida e com o apoio da bancada federal, para enfrentar um caminho penoso, dificílimo, que poucos gestores teriam a coragem de enfrentar”, disse o prefeito, explicando que o mais cômodo seria judicializar e ir adiando a obra, como vem acontecendo com o VLT.

“O mais confortável para um gestor era judicializar e empurrar o abacaxi como fizeram com o VLT. Mas eu escolhi o caminho mais difícil porque sei da importância de avançar e humanizar a saúde para população SUS e me comprometi a fazer um hospital com qualidade de um particular para a população SUS, com tudo de primeira qualidade”, afirmou.

O projeto e a licitação do novo pronto-socorro de Cuiabá foram iniciados em 2014, quando o atual governador Mauro Mendes (DEM) era prefeito da capital, em cumprimento de uma das promessas de sua campanha.

A obra teve continuidade na gestão de Emanuel Pinheiro, que no ano passado, com o apoio do ex-ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) e do senador Wellington Fagundes (PL), conseguiu um recurso de R$ 100 milhões do Governo Federal para equipar e finalizar a unidade médica.

O HMC terá sua última etapa inaugurada no dia 18 de novembro, com a presença de praticamente toda classe política mato-grossense. O governador Mauro Mendes, apesar de ter sido convidado, sinalizou que não irá comparecer.

21 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • pedro
    05 Nov 2019 às 08:45

    Se eu fosse o governador diria: Ja que voce é o pai da criança, agora vai ter que pagar a pensão sozinho. KKKK

  • João bicudo
    05 Nov 2019 às 08:06

    Os dois querendo fazer auto promoção com dinheiro público, não fizeram mais que a obrigação, afinal estão lá pra isso,

  • joao
    04 Nov 2019 às 21:32

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Itamar
    04 Nov 2019 às 21:21

    Cada vereador tem o seu cabide ali no pronto socorro para indicar Itamar_galvao@hotmail.com

  • socó baleado
    04 Nov 2019 às 18:40

    ‘Se não fosse a gestão Emanuel Pinheiro, o HMC seria o novo VLT’, compara prefeito. Será que ele esqueceu que fazia parte do projeto VLT? quanta hipocrisia do senhor paletó.

  • L.a.s
    04 Nov 2019 às 17:56

    Uma coisa é certa ..... Ele não tira mais fotos com paletó

  • Agassis Rodrigues
    04 Nov 2019 às 17:56

    Princípio da IMPESSOALIDADE manda um "oi" ao nobre prefeito.

  • José
    04 Nov 2019 às 17:48

    O cinismo desse prefeito não tem limites.

  • Moreira
    04 Nov 2019 às 17:35

    É pra rir? Kkkkkkkkkkkkk

  • Adriana Felipe Cavalcanti
    04 Nov 2019 às 17:10

    Chamar as vagas imediatas do seletivo nada, mas o "comentário" e que o HMC esta cheio de funcionarios contratados (indicados). Ta na hora no jornalismo mostrar essa situação.

Sitevip Internet