Olhar Direto

Quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Notícias / Política MT

Relatório das contas de Taques já está finalizado e será votado por comissão em dezembro, diz relatora

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

14 Nov 2019 - 08:10

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Relatório das contas de Taques já está finalizado e será votado por comissão em dezembro, diz relatora
O relatório das contas relativas a 2018 do ex-governador Pedro Taques (PSDB), produzido pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) já está finalizado e deve ser votado na Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa já no dia 11 de dezembro. Em seu parecer, a parlamentar questiona incoerências dos conselheiros do Tribunal de Contas (TCE) em não reconhecer irregularidades no último ano de gestão de Taques, que foram apontadas por eles próprios em prefeituras do interior do Estado.

Leia também
Perri vê acerto em decisão do STF, mas aguarda proposta sobre trânsito em julgado no segundo grau


A relatora das contas garantiu que seu relatório já está pronto e que deve ser encaminhado para procuradoria da Assembleia Legislativa nos próximos dias para ser realizado algumas correções, para poder ir para Plenário já na segunda semana de dezembro.

“Finalizei o relatório com minha equipe, pedi em plenário que a procuradoria da casa faça também sua análise e depois que eles fizerem estas correções, será votado na comissão de orçamento. Já pedi para comissão que no dia 11, segunda semana de dezembro para votarmos. Ele está pronto para ir a Plenário na segunda semana. A partir daí os deputados vão poder pedir vistas, alguns dos parlamentares devem divergir do parecer, mas na comissão eu trabalho para que passe com unanimidade””, disse a deputada.

A parlamentar, que foi opositora ferrenha ao Governo de Taques, assegurou que tomou muito cuidado na produção do relatório e que irá apresentar provas técnicas, usando inclusive as decisões dos próprios conselheiros do TCE, para provar que o ex-governador teve um tratamento diferenciado na corte, que aprovou por unanimidade suas contas, acatando o argumento do tucano de que sua administração foi duramente prejudicada pela crise econômica que o país enfrenta.

“Muito do que eu fiz foi pegar o entendimento do próprio Tribunal de Contas com relação aos municípios. Peguei umas jurisprudências de votações dos municípios, de artigos que também estavam apontados enquanto faltas mas contas do governador Pedro Taques e usei os próprios conselheiros falando sobre os temas para mostrar que existe ali um conflito, um trato com o Governo do Estado e com os municípios. Tem município que é reprovado por atrasar duodécimo nas contas e o Estado, no caso das próprias contas do ex-governador Pedro Taques não atrasou só para Assembleia, como atrasou para Ministério Público, ao Tribunal de Justiça. Teve uma lambança com as finanças públicas”, explicou.

“Foi este o cuidado que eu procurei ter, não fazer nenhum pedido adverso do que já tivesse um entendimento sobre aquele tema, para não criar nenhuma falácia de que é perseguição. Usando todos os pareceres do TCE eu fico respaldada e da mesma forma complica um pouco para defesa do próprio ex-governador”, afirmou.

As contas de Taques continham falhas apontadas como graves e gravíssimas. O TCE, no entanto recomendou pela aprovação, com mais de 40 recomendações no mês de agosto.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Chico Bento
    14 Nov 2019 às 08:52

    Essa mulher devia ficar calada. Nunca teve um projeto de nada em dois mandatos como deputada, a não ser dizer apoiar os servidores e ao final os deixou falando sozinhos.

Sitevip Internet