Olhar Direto

Domingo, 08 de dezembro de 2019

Notícias / Meio Ambiente

Sema já aplicou R$ 380 milhões em multas; estimativa de R$ 700 mi até o fim de 2019

Da Redação - José Lucas Salvani

19 Nov 2019 - 14:24

Foto: Christiano Antonucci/ Secom-MT

Sema já aplicou R$ 380 milhões em multas; estimativa de R$ 700 mi até o fim de 2019
A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) já aplicou R$ 380 milhões em multas em uma área total de 70 mil hectares, entre janeiro e julho deste ano. A estimativa é de que as multas cheguem em até R$ 700 mil até o final de 2019 em autos de infração por crimes contra a flora, mais que o dobro dos autos lavrados em 2018.

Leia mais:
Governo aplica quase R$ 300 milhões em multas e valor deve disparar após aumento de queimadas

Desde a deflagração da Ação Integrada de Combate ao desmatamento e queimadas na Amazônia, em agosto, os órgãos de controle identificaram mais de 71 mil hectares a serem autuados em uma estimativa de multa de mais de 270 milhões. Tais resultados se devem ao monitoramento diário da cobertura vegetal do Estado por meio da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal que utiliza a constelação de satélites Planet.

Já por manter as taxas de desmatamento abaixo do gatilho de performance de 1788 km², mantendo em 1685 km², de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas (Inpe), o estado deve receber mais um desembolso por meio do Programa REM.

A taxa divulgada pelo Inpe nesta segunda (18) é preliminar e ainda passará por revisões e auditagens. Assim como ocorreu em novembro de 2018, a taxa publicada preliminarmente apontou desmatamento de 1.749 km², sendo que após revisão foi consolidada em abril deste ano em 1.490km². Dessa forma, a Secretaria projeta que que mais uma vez a taxa será mantida ao redor dos 1500 km²

O programa REM é um projeto internacional financiado pelos governos da Alemanha e do Reino Unido que premia as jurisdições pioneiras na Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD+). De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de 2004 a 2018 o Estado acumula redução de 87% no desmatamento da Amazônia.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Juvenal
    20 Nov 2019 às 10:17

    Duvido que os políticos e os corruptos de lá irão permitir que os infratores paguem pelo menos a metade disso.

  • domingos santana da cruz
    19 Nov 2019 às 19:24

    ESSAS MULTAS NINGUÉM PAGAS, E SÓ CONVERSA FIADAS,SÓ SERVEM PARA NEGOCIATAS POLITICAS.

  • Xai
    19 Nov 2019 às 15:32

    Alguém paga essas multas?

Sitevip Internet