Olhar Direto

Quinta-feira, 01 de outubro de 2020

Notícias / Cidades

Aeronave da Gol sofre pane e faz pouso de emergência no aeroporto de Cuiabá

Da Redação - Wesley Santiago

21 Nov 2019 - 09:05

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Aeronave da Gol sofre pane e faz pouso de emergência no aeroporto de Cuiabá
Uma aeronave da Gol Linhas Aéreas precisou fazer um pouso de emergência no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), na última quarta-feira (20). O voo saiu de Sinop e tinha a cidade de Guarulhos (SP) como destino. Uma pane elétrica teria motivado a volta do piloto para o terminal da capital mato-grossense.

Leia mais:
Aeronave com três passageiros derrapa na pista e invade lavoura após falha no trem de pouso
 
O voo decolou normalmente de Sinop, onde a Gol começou a operar este mês o voo entre a cidade e Guarulhos.

Depois de certo tempo, a aeronave começou a apresentar problemas. O piloto, visando a segurança, comunicou aos passageiros que iria alternar para Cuiabá, onde realizou o pouso de emergência.
 
O pouso foi realizado normalmente pelo piloto e os passageiros desembarcaram no aeroporto, onde receberam atendimento da companhia.

A suspeita inicial, conforme a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) é de que tenha havido um pane elétrica.
 
A Gol Linhas Aéreas informou ao Olhar Direto que o voo G3 1481, que faria a rota Sinop - Guarulhos, alternou, por medidas de segurança, para o aeroporto devido à necessidade de uma manutenção não programada na aeronave. 

"A Companhia ressalta que o voo teve decolagem prevista para meia noite, do horário de Brasília, com destino ao Aeroporto de Guarulhos. A GOL informa ainda que medidas como essa visam garantir a segurança de todos, valor número um da empresa, e está prestando toda a assistência necessária aos Clientes", diz trecho da nota.

Por fim, a companhia ressalta que tem seu padrão de segurança operacional reconhecido mundialmente, há 11 anos, pela certificação IOSA (IATA Operational Safety Audity). O programa de auditoria internacional é responsável por avaliar e mensurar os sistemas de gerenciamento e de controle operacional das companhias. 

Diferença entre pouso de emergência e forçado

Um pouso forçado é uma aterrisagem da aeronave feita em uma situação de emergência, em que a permanência da aeronave no ar não deva ser prolongada sob pena de grave risco para os seus ocupantes, devendo o piloto descer no primeiro aeroporto que encontrar e, em últimas circunstâncias, em algum local ermo.

Uma aeronave está em situação de pouso forçado quando estiver com o motor crítico inoperante, incêndio a bordo, menos de cinco minutos de autonomia, entre outros. Um exemplo é um pouso realizado por uma aeronave em uma rodovia ou campo aberto.

Já o pouso de emergência é aquele onde há tempo para planejá-lo com antecedência, rever procedimentos, escolher a melhor pista, entre outros, e pode ser ocasionado por problemas mecânicos. Ele também é conhecido como um procedimento de precaução.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet