Olhar Direto

Sábado, 07 de dezembro de 2019

Notícias / Cidades

Afastamento de delegados seria pressão contra autonomia em investigações que podem atingir governo

Da Redação - Wesley Santiago

02 Dez 2019 - 16:25

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Afastamento de delegados seria pressão contra autonomia em investigações que podem atingir governo
Um desentendimento entre a diretoria da Polícia Civil e a Delegacia Fazendária (Defaz), sobre a autonomia que a especializada teria em investigações, pode ter sido o motivo da remoção dos delegados Anderson Veiga, titular da unidade e Lindomar Tofoli, dois dos que tem mais tempo de ‘casa’.

Leia mais:
Emanuel denuncia Mauro Mendes por perseguição e uso político da Delegacia Fazendária
 
Fontes do Olhar Direto apontam que um pedido de informações sobre investigações em curso que poderiam atingir de alguma forma o Governo do Estado teria iniciado toda a celeuma. Os dois delegados teriam sido orientados a repassar uma espécie de lista de inquéritos que estão em andamento. O episódio teria ocorrido há três semanas.
 
Os delegados recusaram-se a entregar a lista, citando que a delegacia tem autonomia para fazer investigações. Vale lembrar que o principal papel da Delegacia Fazendária é apurar crimes contra a ordem tributária e questões envolvendo corrupção de autoridades (mau uso do dinheiro público).
 
A portaria com a remoção dos dois delegados da Defaz ainda não foi publicada. Porém, os policiais estão cientes da determinação, que teria sido dada pelo diretor da Polícia Civil, Mário Dermeval Aravechia de Resende.  
 
A reportagem tentou contato com os delegados Anderson Veiga e Lindomar Tofoli. O primeiro não atendeu às ligações, enquanto o segundo afirmou que prefere não se pronunciar sobre o assunto e que, no momento oportuno, dará as devidas declarações.

O episódio, então, não teria ligação direta com a denúncia feita pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que apresentou aos presidente e vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputados Eduardo Botelho (DEM) e Janaina Riva (MDB), respectivamente, uma denúncia de um suposto uso da Delegacia Fazendária (Defaz) para prejudicá-lo politicamente. A acusação está sob análise da Procuradoria da Casa de Leis e será discutida entre os parlamentares.

Conforme apurou a reportagem do Olhar Direto, o governador Mauro Mendes, segundo a acusação de Emanuel, estaria pressionando o delegado-geral da Polícia Civil, Mário Demerval, a abrir procedimentos de investigação contra o prefeito, tanto no bojo da administração da Prefeitura, como em questões relativas à vida pessoal do emedebista – o que incluiria, inclusive, uma operação que estaria prestes a ser deflagrada.

Na semana passada, a Defaz recebeu a denuncia de uma servidora da Secretaria de Saúde, que acusou o prefeito de oferecer cargos na Prefeitura, além de dinheiro, para que os vereadores cassassem o mandato de Abilio Brunini (PSC). A “negociata” teria ocorrido na casa do vereador Juca do Guaraná (Avante), em um condomínio da Capital.

O prefeito nega as acusações e afirmou, em nota, que iria acionar judicialmente as pessoas envolvidas na denúncia.

A Polícia Civil deve se pronunciar sobre o fato ainda nesta segunda-feira (02). O Governo do Estado também não se pronunciou ainda sobre o caso.

10 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • marcos araujo de lima
    03 Dez 2019 às 13:42

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • marcos araujo de lima
    03 Dez 2019 às 13:42

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Paletó
    02 Dez 2019 às 21:35

    Cel Zaqueu vai ser senador no lugar da Selma.

  • Júnior Gomes
    02 Dez 2019 às 18:48

    Mato Grosso-MT, sai do espero e cai na brasa. E nós pagamos o Pato .

  • José Alencar
    02 Dez 2019 às 18:44

    Que feio pra Polícia Civil diretor...

  • patriota brasil
    02 Dez 2019 às 17:56

    Todas noticias que eu vejo sobre politica é irritante.

  • KEVIN
    02 Dez 2019 às 17:29

    Vergonhoso uso da maquina Publica para interesse pessoal. Pelo visto gostaram da grampolândia pantaneira! MAS ISSO NÃO PASSARÁ IMPUNE .

  • Raimundo
    02 Dez 2019 às 17:24

    A população implora para a polícia federal assumir essas investigações, a nível estadual já não é mais possível, essas transferências são a maior prova dessa interferência política.

  • Ares
    02 Dez 2019 às 17:18

    Vou contar uma coisa que talvez seus professores não ensinaram há 30 anos atrás caiu o muro de Berlim e foram os comunistas que correram para o lado socialista

  • valeria ribeiro
    02 Dez 2019 às 17:07

    gente do céu, cabe a pjc se pronunciar sobre isso. É uma acusação meio grave ein

Sitevip Internet