Olhar Direto

Quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Notícias / Política MT

Selma cita celeridade incomum e afirma que vontade política de opositores tem pressionado por cassação

Da Redação - Vinicius Mendes

03 Dez 2019 - 08:42

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Selma cita celeridade incomum e afirma que vontade política de opositores tem pressionado por cassação
A senadora Selma Arruda (Podemos) utilizou a tribuna do Senado nesta segunda-feira (2) para falar sobre o trabalho de combate à corrupção e a expectativa sobre o julgamento do seu processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), hoje (3), em Brasília. Ela citou 'incomum celeridade' da Justiça em seu processo e afirmou que espera que a pressão de opositores não influencie decisão por cassação. Ela ainda disse que a cassação mostrará que mudança no Brasil ainda é necessária.
 
Leia mais:
Selma Arruda é escolhida titular da CCJ e mais quatro permanentes no Senado
 
“A corrupção é um crime muito mais grave do que um homicídio, latrocínio, um estupro, do que qualquer coisa. A corrupção mata milhares de pessoas e passa batida. Ela não tem um nome, não tem uma vítima. Num latrocínio você tem a vítima, o cheiro do sangue, a arma, a materialidade. A corrupção não tem isso, ela é volátil, é um mal que está aqui, uma nuvem negra que está nos cercando”, disse a parlamentar.
 
Selma destacou que está prestando um serviço ao povo brasileiro e ao estado de Mato Grosso e lembrou do apoio que recebe no seu estado em relação ao processo.
 
“Cada um dos meus 678.542 votos, o que correspondeu a mais de 25% dos votos válidos do meu estado, cada um desses votos foi dado com essa intenção. As pessoas com quem eu converso, com quem eu encontro na rua não me criticam por estar sendo processada, elas me elogiam porque sabem o que está acontecendo. Então, ao invés de eu me sentir constrangida ou mal em falar sobre isso, eu venho aqui e digo de cabeça erguida, estou sendo processada. O meu processo foi um recorde como o senhor mesmo disse [fazendo referência a crítica do senador Eduardo Girão (Podemos-CE) sobre a celeridade na tramitação do processo da parlamentar]”, pontuou.
 
A congressista disse ainda que, independente do resultado do seu julgamento, ela e todos que defendem o combate à corrupção sairão vitoriosos.
 
“Talvez eu seja a única brasileira que não pode se queixar da lentidão da justiça. Em razão disso, a gente pode até prever que o resultado não seja positivo. Mas eu penso que, de qualquer forma, o resultado será positivo diante disso tudo. Vai trazer uma mensagem bastante positiva pra todos nós porque, se a justiça for feita, se os julgadores analisarem o processo com técnica, se eles abandonarem a vontade política de alguns que estão lá pressionando para minha cassação, eu vou sair vitoriosa, todos nós sairemos vitoriosos por termos visto a justiça prevalecer, mas se isso não acontecer, nós saímos vitoriosos de qualquer forma porque nós levamos daí uma lição muito importante, a lição de que toda luta ainda é pouca, a lição de que a gente precisa mesmo mudar esse país”,  falou a parlamentar.

 

17 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • XICO CURVO
    03 Dez 2019 às 14:18

    tôma papuda agora tá do outro lado da mesa, e sem tóga.

  • Rico
    03 Dez 2019 às 14:12

    Não faz diferença nenhuma pra Mato Grosso a presença ou ausência dessa senhora no Senado Federal, igual os outros Deputados federais, só números! Kkkkkk

  • ELEITOR
    03 Dez 2019 às 13:43

    ENGRAÇADO SEMPRE CRITICARAM A JUSTIÇA POR LENTA AGORA ESTA SENHOR QUE FOI JUIZA E SENADORA AGORA RECLAMA DA RAPIDEZ! ACHO QUE ELA DEVERIA ESTAR CONTENTE PRA MOSTRAR O QUANTO ANTES QUE É INOCENTE MAS ELA ESTA PREOCUPADA COM RAPIDEZ.. EX- SENADORA QUEM NAO DEVE NÃO TEME.

  • Moises
    03 Dez 2019 às 13:22

    Uau, não entendo......!!! Se demora, a justiça é lenta.... Se é rápida e eficiente, a justiça é célere...’!!!!

  • AVANÇA MT
    03 Dez 2019 às 12:45

    SÃO POUCOS JUÍZES GANHANDO DEMAIS NÃO HÁ ATENDIMENTO DIGNO NO JUDICIÁRIO TUDO EMPERRADO!

  • Júnior Gomes
    03 Dez 2019 às 12:19

    Errou tem que pagar . Votei em você é me decepcionei usou Bolsonaro e o moro pra entrar na onda do oba , oba

  • Xai
    03 Dez 2019 às 11:20

    Tá com problema de memória, coitada. Nem lembra mais da velocidade que ela aplicava no julgamento de processos de "alto interesse" em MT - eram tããoo rapidinhos.

  • Eduardo
    03 Dez 2019 às 10:57

    Os processos do Lula tbm foram rápidos rsrsrsrs. Achava que a Senadora apoiava a celeridade processual, vivem dizendo que o judiciário é lento....

  • Vidas Roubadas
    03 Dez 2019 às 10:55

    "Celeridade Incomum?" A mesma régua que mediu a prisão do ex-governador Silval e seu grupo está sendo utilizada para medir seus atos de corrupção. Deus fará justiça por todos os inocentes (familias inteiras destroçadas envolvidos midiaticamente a seu mando e desmando junto a imprensa, que tiveram suas vidas roubadas por seu afã de querer aparecer, e nada tinham a ver com a corrupção dos envolvidos) hoje essas pessoas inocentes que sofrem aguardam o resultado do seu destino. Deus proverá!

  • Luciano
    03 Dez 2019 às 10:38

    Será que ela acha que no caso do Lula a justiça também foi célere?

Sitevip Internet