Olhar Direto

Sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Notícias / Cidades

Unic demite quase 100 professores, coordenadores e funcionários de outros setores

Da Redação - Fabiana Mendes

09 Dez 2019 - 17:45

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Unic demite quase 100 professores, coordenadores e funcionários de outros setores
O grupo Kroton Educacional, que administra a Universidade de Cuiabá (Unic), na avenida Beira Rio, demitiu uma série de profissionais neste final de ano. De acordo com o que apurou a reportagem, teriam sido cortados pelo menos 85 funcionários de vários setores, inclusive coordenadores e professores. Essa não seria a primeira vez que a Universidade promove a demissão em massa de trabalhadores. 

Leia mais:
Ministério Público processa Unic por cobranças abusivas e pede indenização de R$ 2 milhões

Procurada pelo Olhar Direto, a Instituição justificou, por meio de nota, que ao final de cada semestre letivo são realizados ajustes no quadro funcional. Sendo assim, o processo de contratações e substituições decorre do ciclo regular do ensino superior, na medida em que, via de regra, a movimentação de pessoal ocorre nas viradas de semestre.

A Unic era administrada pela maior empresa privada de educação do Brasil, o grupo Kroton. Com valor de mercado de R$ 18,2 milhões, em outubro deste ano, ela mudou de nome, foco e de governança e passou a ser a holding Cogna Educação.

No mês passado, conforme reportagem do Estadão, a Cogna  reportou lucro líquido de R$ 20,723 milhões no terceiro trimestre de 2019, o que significa queda de 94,04% na comparação com igual período do ano anterior. A margem líquida do trimestre recuou 25,7 pontos porcentuais, passando de 27,1% para 1,3%.

A reportagem cita que a menor rentabilidade no trimestre é consequência do maior nível de provisionamento para suportar os produtos de parcelamento da instituição e também da diferente sazonalidade do PNLD. A empresa menciona ainda um aumento de despesas de marketing e das referentes a novas unidades e maturação de cursos no Ensino Superior.

Veja posicionamento da Unic na íntegra: 

A Unic – unidade Beira Rio, Cuiabá – MT, esclarece que ao final de cada semestre letivo são realizados ajustes no quadro funcional. Sendo assim, o processo de contratações e substituições decorre do ciclo regular do ensino superior, na medida em que, via de regra, a movimentação de pessoal ocorre nas viradas de semestre. A Unic reitera seu compromisso com educação acessível e de qualidade para todos os brasileiros.

Atualizada e corrigida às 10h48 do dia 10/12/19. 

19 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • getúlio vergas
    14 Dez 2019 às 11:41

    só espero que os coords de arqui e agro estejam no meio, pagam mal os funcionparios e os professores não ensinam direito, já basta a braão fechar e ainda ficam com aulas online. e pior, formam nós alunos para cair com diploma e atender em lonja ou lanchonete. pracabar.

  • juliano poleti
    13 Dez 2019 às 08:53

    partiu comprar açoes kroton

  • Pedro Paulo
    11 Dez 2019 às 13:42

    Será que a UNIC não está quebrando?

  • Emes Francisco
    10 Dez 2019 às 20:34

    Será que ninguém percebeu que a faculdade está vendendo curso presenciais mas na verdade ele está saindo seme presenciais ou seja a cada 6 matéria cursadas 4 vai ser bleend então é 4 professor a menos.

  • ALUNOS DE ENF
    10 Dez 2019 às 14:24

    ESTAMOS INDO PARA O TERCEIRO SEMESTRE! VAI SAIR UNS 15 ALUNOS! CHEGAAAAA DE PORTALLLL

  • Josias de Moraes Costa
    10 Dez 2019 às 12:17

    Estudei nesta instituição e realmente é de se lamentar. Muitos professores além de não ter domínio do que tentam ensinar são totalmente despreparados para o exercício da função. Tudo isto é reflexo de uma educação nacional que forma profissionais, contudo não forma pessoas com conteúdo suficiente para terem excelência no que faz, sendo então descartados pelas instituições como meros trabalhadores de um mercado de trabalho que importa-se menos em ter qualidade e sim apenas trabalhadores sem qualificação suficiente.

  • Aline
    10 Dez 2019 às 11:26

    que eles não voltem, pois há professores e funcionários que não têm espírito necessário para trabalhar numa instituição de ensino. O que é verdade verdadeira.

  • João Luiz
    10 Dez 2019 às 11:21

    É assim mesmo que a UNIC trata os professores, além da desvalorização, hora aula baixíssima, uma vergonha o tratamento para os professores desta instituição, aliás é a que pior paga aos professores em Cuiabá.

  • Lugger
    10 Dez 2019 às 09:25

    Típico de como o ensino é tratado pela iniciativa privada br. Ao invés de aproveitarem e formarem cursos de excelência, preferem trabalhar com o gado que eles chamam de alunos.

  • Rocha
    10 Dez 2019 às 08:50

    Jesus ..o último a sair apaga a luzzz !! Socorroooo

Sitevip Internet