Olhar Direto

Sábado, 18 de janeiro de 2020

Notícias / Cidades

Aos 98 anos, cabo da PM é homenageado com medalha e volta a usar fardamento

Da Redação - Patrícia Neves

10 Dez 2019 - 10:30

Foto: Soldado Luiz/PM-MT

Aos 98 anos, cabo da PM  é homenageado com medalha e volta a usar fardamento
Ao completar 98 anos, neste final de semana, o cabo da Polícia Militar de Mato Grosso Benedito Cassiano Alvarenga voltou a usar fardamento. Ele foi surpreendido em sua residência pelo comandante-geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, Alvarenga  e recebeu a medalha ‘Tenente Neteslau – Mérito Sangue de Mato Grosso’.

Segundo a assessoria da PM, atendendo ao pedido da família do cabo, o coronel não só autorizou o uso da farda, como doou o fardamento e fez questão de conhecê-lo para fazer a homenagem. A ‘Mérito Sangue’ é concedida aos policiais feridos no cumprimento da missão de segurança.    

Leia Mais:
Servidores e veterinários receberam mais de R$ 6 milhões em propinas em esquema da JBS

O encontro entre Assis e Alvarenga aconteceu no sábado (7). O comandante foi até a cidade de Rio Verde, Mato Grosso do Sul, acompanhado do subchefe de Estado Maior, coronel Wankley Corrêa Rodrigues, do comandante e comandante-adjunto do 4º CR de Rondonópolis, coronel Wilker Sodré e tenente-coronel Cândido, do coordenador de Comunicação e Marketing, tenente-coronel Luiz Fernando Dias, entre outras autoridades.

O cabo Alvarenga ingressou na PMMT em 1950, em Cuiabá. Anos mais tarde, na cidade de Bela Vista, fronteira com o Paraguai, em Mato Grosso do Sul, o militar foi atingido por vários tiros, um no peito e outro no braço, durante uma confusão em que um delegado e outro PM foram gravemente feridos.

Alvarenga conseguiu revidar a agressão, evitar que outras pessoas fossem atingidas e socorrer os companheiros até uma unidade médica. Os dois policiais, no entanto, morreram e ele passou quatro meses internado em um hospital de Campo Grande.

Por causa das seqüelas daquela trágica ocorrência o militar aposentou-se precocemente. Deixou de vestir a farda e de ir às ruas combater a criminalidade, porém ainda carrega consigo o amor e o orgulho por atuar pela PMMT servindo à sociedade.

Para o coronel Assis, essa é uma homenagem que a PMMT devia ao cabo Alvarenga. Era necessário reconhecer sua bravura e capacidade de criar a oportunidade de socorro em um ambiente de conflito, como fez com os policiais que estavam com ele. A história do cabo Alvarenga, destaca o comandante, reflete a realidade policial cotidiana, a grande responsabilidade e os riscos que todos enfrentam na missão de proteger os cidadãos.

Família

Cabo Alvarenga é viúvo. Foi casado por 44 anos com dona Carmélia Duarte Alvarenga, com quem teve 8 filhos. Ele tem 12 netos e 20 bisnetos. Rodeado pela família, o militar recebeu a equipe do Comando da PM e depois celebrou o aniversário em uma festa que reuniu os parentes e amigos.

Dois netos dele são policiais. Inspirados pelo avô, a neta Elizane é cabo da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul. Já o neto, cabo Aldo, serve no Corpo de Bombeiros do mesmo Estado.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marise luzia silva
    11 Dez 2019 às 05:55

    Parabéns meu amigo cel Assis vc está fazendo a diferença

  • Ares
    10 Dez 2019 às 18:30

    Vdd Durval Leal todos nós estaríamos bem servidos se todas as pessoas no mundo fossem dessa magnitude do honrado e digno Cabo talvez nem precisasse de polícia né

  • GERMANDO FEITOSA (Cb Rf)
    10 Dez 2019 às 18:22

    Atenção aos OFICIAIS que já COMANDARAM essa PMMT. Eu CABO da PMMT ingressei na PM em 1978 AO longo dos meus 30 ANOS encerrando em 2008 VOLTEI pra PATRIMONIAL ficando até 2018 10 ANOS. ( NUNCA NUNCA ) * vi UMA AÇÃO TÃO LOUVAVÉL de 1 OFICIAL CORONÉL COMANDANTE GERAL DA PMMT (ir até 1 PRAÇA 1 CABO Rr da PMMT) ***CONDECORAR, HOMENAGEAR, DA O DEVIDO PRESTIGIO, A HONRADEZ*** Acredito eu que ISTO DEVE SER UMA (((CULTURA HEREDITÁRIA DE FAMILIA E FORMAÇÃO INTELECTUAL E HUMANA))) parabens a voçês Senhores PRAÇAS - SUB-TENENTES & SOLDADOS da GLORIOSA POLICIA MILITAR DE MATO GROSSO. voçês estão com 1 COMANDANTE GERAL DE PMMT> Digno de capacidade humana e valores a serem reconhecido pela instituição e pela sociedade. #Srº Governador Mauro Mendes o Senhor nunca nunca acertou tanto na Indicação e a exaltação de 1 CORONÉL tão certo para a frente da intituição. Que sá que esse COMENTARIO chegue as mão do no Mui Dignissimo Senhor Governador Mauro Mendes. E o caminho é esse Senhor CORONEL ASSIS que possa o seu (futuro e proximo substituto segui-lo seus exemplos a como COMANDAR uma intituição, estou na RESERVA RENUMERADA mas acompanho as suas ações que NUNCA NUNCA mesmo em 40 anos de caserna VI umas VALORIZAÇÃO ao POLICIAL MILITAR o quando VOSSA EXCELÊNCIA tem feito e prestigiado. AFINAL ES

  • mso
    10 Dez 2019 às 16:30

    Bonita história desse cidadão homenagem merecida !

  • DURVAL LEAL
    10 Dez 2019 às 14:13

    merece esses meritos.todos POLICIAS fossem nessa MAGNITUDE estavamos bem servidos.

  • Edgar
    10 Dez 2019 às 14:11

    Justíssima homenagem. Cabo Alvarenga é um verdadeiro herói. Parabéns ao Alto Comando da PMMT pelo elevado gesto de nobreza. Somente homens de espírito elevado é que se prestam a esse tipo de conduta. Parabéns a todos.

  • Teldo Henrique Palma
    10 Dez 2019 às 12:25

    Parabéns ao cabo, porém a homenagem poderia ser melhor deveria junto com a medalha vir uma troca de patente, nada mais justo ..

Sitevip Internet