Olhar Direto

Segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Notícias / Política MT

Com dívida acumulada da campanha de Wilson, presidente do PSDB critica lançamento de Nigro

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

13 Dez 2019 - 17:45

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Ricardo Saad é presidente do diretório municipal do PSDB

Ricardo Saad é presidente do diretório municipal do PSDB

O presidente do diretório do PSDB em Cuiabá, o vereador Ricardo Saad, criticou o lançamento da pré-candidatura do empresário Luis Carlos Nigro à prefeitura da capital e pediu que seus correligionários tenham responsabilidade para não deixarem o partido mais endividado após outra disputa majoritária.

Leia também
PSDB oficializa pré-candidatura de Nigro a prefeito de Cuiabá; veja vídeo


O vereador, no entanto, garantiu que, assim como seu colega de parlamento Renivaldo Nascimento (PSDB), vai apoiar a candidatura do empresário, que depois de muita insistência da Executiva Estadual, decidiu se colocar à disposição para a disputa.

“Eu aceito, o Renivaldo também aceitou o nome do Nigro, porque ele é do partido. Agora pegar um e enxertar o partido eu fico contra. O partido tem essas pessoas que querem ser candidato, eu apoio, agora eu sou crítico. Porque o partido está com dívida para pagar. Cada um que passou lá deixou conta e ninguém quer pagar isso. Acho que o pretenso candidato tem que saber como é que vai bancar a campanha dele. Não adianta falar que que é candidato, se fosse só falar isso, eu poderia dizer que sou candidato”, disse o parlamentar na quinta-feira (12).

A dívida do diretório, segundo o vereador, ultrapassa R$ 4 milhões por conta da campanha do deputado Wilson Santos (PSDB) em 2016, que deve ser quitada com ajuda da Executiva Nacional. “A dívida é de R$ 4 milhões que ficou do Wilson Santos, mas a Nacional irá ajudar a pagar esta conta, já está definido”, afirmou.

Próximo ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), o parlamentar prevê que o PSDB, com o lançamento da pré-candidatura ficará no meio da polarização que está se formando entre o chefe do Executivo municipal e o governador Mauro Mendes (DEM), que irá lançar um candidato.

“O Renivaldo e o Adevair ficaram muito próximo do prefeito. Eu, através da proximidades deles, não poderia ficar afastado. Hoje o PSDB que estamos construindo ficará no meio, pois vejo que irá polarizar com o prefeito, o Governo, e nós que estamos no meio. Eu enxergo o PSDB no meio disso”, explicou.

Com três vereadores na Câmara, o PSDB, que nas eleições de 2016 foi adversário de Emanuel Pinheiro, passou a ser da base governista desde os primeiros meses da gestão.

O vereador Adevair Cabral, que é cotado para ser vice do prefeito, em uma eventual disputa pela reeleição no ano que vem, deve deixar o ninho tucano e migrar para o PTB na próxima janela.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rocha
    13 Dez 2019 às 19:26

    Quem é nigrooo ???? Kkkkk ...psdb viajando na maionese