Olhar Direto

Segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Notícias / Política MT

Lúdio critica “corrida” pela vaga de Selma e diz que só irá avaliar candidatura após confirmação do pleito

Da Redação - Érika Oliveira

12 Dez 2019 - 17:27

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Lúdio critica “corrida” pela vaga de Selma e diz que só irá avaliar candidatura após confirmação do pleito
O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) não descartou entrar para a disputa ao Senado nas eleições suplementares que devem acontecer no próximo ano, em decorrência da cassação de Selma Arruda (Pode). O parlamentar, no entanto, criticou a pressa da centena de políticos que já anunciou candidatura. Selma foi cassada na última terça-feira (10) e as novas eleições, determinadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ainda não têm data fixada para ocorrer.

Leia mais:
Em desabafo, Selma diz que cassação foi recado para que Moro e Dallagnol não entrem para política

“Entendo que ainda existem etapas a serem cumpridas para que a cassação se confirme, mas no momento em que ficar evidente que haverá uma nova eleição para o Senado o PT precisa reunir sua militância para avaliar a possibilidade de apresentar candidato. Eu acho cedo para já falar em nomes, mas é importante que o Partido dos Trabalhadores apresente candidatura. O PT tem vários nomes de qualidade: a Rosa Neide, o Barranco, o Abicalil, a Edna Sampaio, a professora Vera Bertolini... Eu, pessoalmente, ainda não fiz uma avaliação sobre a possibilidade de ter meu nome nesse processo. Mas, quadros para a disputa o PT tem. O que eu acho é que primeiro precisa estar confirmada a nova eleição. Essa ansiedade em se colocar nome agora, eu acho que é precipitada, porque precisa saber as regras dessa nova eleição se realmente for acontecer”, defendeu o deputado.

Conforme divulgado pelo Olhar Direto, mais de dez autoridades políticas já iniciaram movimentação nos bastidores para definir candidatura. Entre elas estão o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), o presidente da Aprosoja de Mato Grosso, Antonio Galvan, o ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB) e o líder da bancada federal, deputado Neri Geller (PP). Veja a lista completa AQUI.

Segundo Lúdio, o Partido dos Trabalhadores irá definir seu representante conforme as demais candidaturas que se consolidarem. “A gente tem que avaliar, ainda, a realidade do país, avaliar a realidade do Estado, o quadro de candidaturas que vão se apresentar. Porque hoje tem 237 candidaturas, daqui a um mês pode ser que resistam apenas cinco, seis... É preciso ver o perfil dessas candidaturas, o que elas representam, quais interesses elas representam na campanha, e aí eu entendo que no momento certo o PT reunirá sua militância para apresentar um programa e um nome”, pontuou.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • CÉLIA CONCEIÇÃO ARCANJO FERREIRA
    13 Dez 2019 às 14:26

    Engraçado o povo "entendido" de politica, criticam o PT, porém é o único partido que defende os direitos dos trabalhadores, avante Lúdio, estamos contigo !!!

  • Angelo
    13 Dez 2019 às 10:58

    Aqueles pobres de direita que criticam uma possível candidatura do Ludio somente por ele ser do PT , decerto acham que quem vai defender os interesses deles no Congresso Nacional é gente do tipo do presidente da Aprosoja ... acordem pra vida seus alienados !

  • josé de souza
    13 Dez 2019 às 10:15

    DEPUTADO DR. LUDIO, QUEREMOS QUE O SENHOR FALE COM SECRETÁRIO SEGURANÇA PUBLICA, A FALTA DE AGUA NO PRESIDIO CCC, DUAS SEMANA A BOMBA QUEIMADA, QUEREMOS PROVIDENCIA URGENTE.

  • O Andarilho
    13 Dez 2019 às 09:23

    É evitar uma candidatura agora Lúdio, o PT não está com essa bola toda e cuidado para acontecer o mesmo que a Professora Serys. Pra tudo que se candidata não consegue progresso.

  • Raimundo
    12 Dez 2019 às 22:03

    O partido mais sem futuro que existe PT, é o que mais está sedento pela vaga, afinal estão em abstinência.

  • Gladston
    12 Dez 2019 às 19:17

    Se tiver essa coragem... Prepara o lombo para outra taca, petralha!

  • José
    12 Dez 2019 às 19:13

    E a baixaria continua, salve-se quem puder.