Olhar Direto

Quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Notícias / Cidades

Prefeitura adia formaturas e suspende aulas após assassinato de professor em bar

Da Redação - Fabiana Mendes

12 Dez 2019 - 16:50

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Prefeitura adia formaturas e suspende aulas após assassinato de professor em bar
A Prefeitura de Nova Ubiratã (477 quilômetros de Cuiabá) cancelou três formaturas escolares, programadas para essa quarta e quinta-feira (11 e 12), em decorrência do assassinato do professor de educação física João Claudio Mesquita Lemos, de 36 anos, em um bar, localizado na avenida Getúlio Vargas, área central do município. As aulas da rede municipal de ensino também foram suspensas e serão retomadas na sexta-feira (13).

Leia mais:
Professor de educação física é executado com dois tiros em bar; vítima deixa filho recém-nascido

O comunicado foi feito pelo secretário municipal de Educação, Leandro Alves Pereira dos Santos. Segundo Leandro, as alterações de datas foram propostas pelos gestores escolares em solidariedade a família do professor.

“Tanto os professores quando os alunos estão emocionalmente abalados. Perdemos um colega de trabalho, um amigo. Não temos condições e nem motivos para comemorar” lamentou o secretário.

Entre os eventos adiados está à formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd) agendado para quinta-feira, na Escola Municipal Tancredo Neves, instituição de ensino em que o professor trabalhava. A formatura de aproximadamente 180 alunos foi transferida para fevereiro, no início do ano letivo.
 
A Escola Estadual 19 de Dezembro também adiou a formatura dos estudantes do 3º ano que aconteceria quarta-feira, assim como o Centro Municipal de Educação Infantil Dois Pinheiro que transferiu a solenidade de formatura para quinta-feira.
 
O corpo de João Claudio foi velado no Ginásio Poliesportivo Jonas Pinheiro, em Nova Ubiratã, e deve ser transladado para o município de Arenápolis.
 
Relembre o caso
 
O professor de educação física João Claudio Lemos, de 36 anos, foi executado na noite da última terça-feira (10), em um bar, localizado na avenida Getúlio Vargas, área central de Nova Ubiratã. Segundo as informações iniciais, pouco antes de ser executado, o professor e um empresário do ramo de transportes teriam discutido, em uma lanchonete, próximo a Praça da Fé. 

Logo em seguida, a vítima teria seguido em direção a outro bar, mas acabou perseguido pelo suspeito e atingido no tórax e costas. Os disparos teriam sido feitos à queima roupa. O professor chegou a ser socorrido com vida, mas morreu depois de dar entrada no Pronto Atendimento (PA) do município.

João Cláudia trabalhava na Escola Municipal Tancredo Neves que atende cerca de 800 alunos. Ele, que faria aniversário na segunda-feira (16), deixa esposa e um filho recém-nascido.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • LUNETA
    13 Dez 2019 às 06:25

    SUJEITO COVARDE QUE MATOU O PROFESSOR!!! QUE DEUS CONFORTE A FAMÍLIA E AMIGOS.

  • Velho Chico
    12 Dez 2019 às 19:59

    Por que não noticiaram sobre o assassino? É gente influente?

Sitevip Internet