Olhar Direto

Domingo, 19 de janeiro de 2020

Notícias / Cidades

Quinteto é preso por manter adolescente em cárcere privado e cometer estupro; dois associados ao CV

Da Redação - José Lucas Salvani

14 Dez 2019 - 10:50

Foto: Reprodução - PMMT

Quinteto é preso por manter adolescente em cárcere privado e cometer estupro; dois associados ao CV
Após denúncia, cinco pessoas, identificadas como S.G.S.F. (21), W.T.S. (18), V.P.S. (18), D.L.S. (23) e M.G.S. (19), foram detidas por manter uma adolescente de 17 anos, sem nome revelado, em cárcere privado e estupro. A prisão aconteceu na noite desta sexta-feira (13), na cidade Cáceres (217 km de Cuiabá). De acordo com o tenente Conde, dois dos presos são associados ao Comando Vermelho.

Leia mais:
Mulher denuncia ameaças de morte pelo amante, mas ele aponta plano para matar marido

Uma viatura estava fazendo ronda até que foi parada por uma testemunho anônima próximo ao bar Point da Gelada. Ela então denunciou que quatro homens estariam mantendo uma adolescente em cárcere privado e mantendo relações sexuais com a mesma na Rua Canaã, próximo ao Bar da Rose. A vítima estaria na casa desde o período da manhã.

Ao chegar no local, os policiais visualizaram uma moto entrando na residência. Quando também entraram na casa encontraram a vítima deitada no colchão juntamente de S.G., V. P., W. T. e D. L.. Uma mulher, M.G., chegou no lugar posteriormente com uma moto Honda Titan e ela estaria dando cobertura para os suspeitos. Ela tentou fugir, mas foi impedida pelos policiais.

A vítima relatou aos políciais que sua família é de Santa Cruz do Xingu (a 1029 km de Cuiabá). Ela explica que foi para Confresa há alguns dias e precisava de dinheiro para retornar para sua cidade. Os suspeitos teriam oferecido ajuda e ela então foi mantida em cárcere. Há a suspeita de que ela é usuária de droga.

De acordo com o tenente Conde, dois dos suspeitos haviam sido presos na quinta-feira (12) por tentativa de homicídio. O policial acredita que eles possuem vínculo ao Comando Vermelho e usaram de sua fragilidade de não ser de Confresa para mantê-la na residência.

O quinteto foi encaminhado para delegacia de polícia, onde foi confeccionado o boletim de ocorrência. A menor foi encaminahda para o Conselho Tutelar local. O caso será investigado.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • LUNETA
    16 Dez 2019 às 06:19

    QUE NOTÍCIA MAIS TRUNCADA!!! O FATO OCORREU EM CONFRESA OU CÁCERES??? SE FOI EM CÁCERES, A REPORTAGEM NÃO EXPLICA O QUÊ A MENOR ESTAVA FAZENDO NAQUELA CIDADE FRONTEIRIÇA.

Sitevip Internet