Olhar Direto

Quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Notícias / Política BR

Denunciado por morte de cuiabana, Dr. Bumbum anuncia que será candidato a vereador

Da Redação - Vinicius Mendes

24 Dez 2019 - 11:32

Foto: Reprodução

Denunciado por morte de cuiabana, Dr. Bumbum anuncia que será candidato a vereador
O médico cassado Denis Furtado, conhecido como Dr. Bumbum, lançou sua pré-candidatura para o cargo de vereador do Rio de Janeiro. Em seus perfis nas redes sociais o réu no processo sobre a morte da cuiabana Lílian Calixto confirma a pré-candidatura e nega que a paciente morreu por sua interferência.
 
Leia mais:
Acusação pede envio de imagens de exames de cuiabana que morreu após cirurgia do Doutor Bumbum
 
O médico tem utilizado seus perfis no Facebook e Instagram para fazer críticas à crise da saúde no Estado do Rio de Janeiro e também à atuação do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro na questão.
 
Na descrição de seu perfil no Instagram ele se define como “pré-candidato à vereador do RJ” e diz que “escrevo, publico e luto pela saúde e pela verdade”. Em uma postagem feita na manhã desta terça-feira (24) ele contesta as informações de que a morte de Lílian Calixto teve relação com o procedimento que realizou nela.
 
“Quatro pareceres técnicos de respeitados peritos foram apresentados ao longo do ano, todos realizados a partir dos exames contidos no prontuário de #LilianCalixto e apontando a causa do óbito como #infartoagudodomiocárdio, sem nexo de causalidade com o procedimento realizado, como já era de se esperar”, alega.
 
Dr. Bumbum tinha registro profissional no Distrito Federal e em Goiás, mas teve o registro cassado. Em maio deste ano o Conselho Federal de Medicina (CFM) manteve a cassação do registro e assim ele ficou impedido de atuar em qualquer região do país. Ele afirma que foi vítima de mentiras.
 
“Muitas mentiras foram contadas, esperamos que a justiça seja feita e a verdade divulgada como ela é na verdade!”, disse em sua postagem no Instagram.
 
Relembre o caso
 
Lilian faleceu depois de ter ido para o Rio de Janeiro fazer um preenchimento de glúteo com PMMA, no dia 14 de julho de 2018, pela manhã. Primeiramente, a cirurgia estaria marcada para acontecer em Brasília, mas foi transferida em cima da hora para o Rio. Ela trocou a passagem e foi.
 
No mesmo dia, após o procedimento, Lilian chegou a sair do local onde foi atendida para ir jantar. Logo depois, começou a passar mal e foi hospitalizada e sofreu um mal súbito. A hora da morte foi registrada às 2h da madrugada. No entanto, o Hospital teria ligado para o telefone do responsável – uma amiga, a única que sabia que ela faria o procedimento – só doze horas depois, às 14h do dia 15 de julho.
 
Lilian foi gerente do antigo HSBC e estava, à frente das contas do banco Bradesco. Natural de Barra do Bugres, ela era muito conhecida na capital. Ela deixa dois filhos. Um rapaz de 25 anos, e uma menina de 13, além do marido.
 
Famoso nas redes sociais, o médico possui mais de 600 mil seguidores e ofertava procedimentos de estética no Rio, em São Paulo e em Brasília. Nas redes sociais, ele é conhecido como 'Doutor Bumbum', em alusão aos procedimentos que realizava.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • João bicudo
    24 Dez 2019 às 20:22

    É bem a cara do político carioca, quanto pior, melhor

  • Marcos
    24 Dez 2019 às 19:57

    E vai ser eleito. A

  • T M P
    24 Dez 2019 às 16:28

    E a tal da Ficha Limpa???

  • patriota brasil
    24 Dez 2019 às 16:18

    Esse é o Brasil ...com certeza o gado vão elerger ele.

Sitevip Internet