Olhar Direto

Sábado, 26 de setembro de 2020

Notícias / Cidades

Perícia ainda não concluiu laudos de inquérito que investiga morte de criança atropelada por influencer

Da Redação - Fabiana Mendes

18 Jan 2020 - 11:25

Foto: Rogério Florentino Pereira/OD

Perícia ainda não concluiu laudos de inquérito que investiga morte de criança atropelada por influencer
O inquérito sobre o caso da digital influencer Lidiane Campos, esposa do ex-prefeito de Rondonópolis Adilton Sachetti (PRB), que matou o menino Daniel Augusto da Silva, de 3 anos, naquele município, ainda não foi finalizado, mesmo após mais de cinco meses do crime. A Polícia Civil ainda aguarda o resultado da Perícia no celular da acusada para concluir os trabalhos. No entanto, não há prazo devido às particularidades dos exames periciais de computação forense.

Leia mais:
Polícia ainda aguarda laudos para conclusão de inquérito que investiga morte de criança atropelada por influencer

Lidiane atingiu uma motocicleta onde estavam três pessoas, sendo uma delas o menino que faleceu. A vítima estava sem capacete. Os dados fazem parte de laudo da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) e irão subsidiar inquérito policial instaurado pela Delegacia Especializada em Trânsito de Rondonópolis. 

Após pedido da Polícia Judiciária Civil, a Justiça decretou a quebra do sigilo telefônico da motorista que causou o acidente. O celular da influencer foi encaminhado para Politec no dia 31 de outubro.

Procurada pelo Olhar Direto, a Politec informou que o laudo pericial de extração e análise dos dados do celular de Lidiane encontra-se na unidade realização de exames. Devido às particularidades dos exames periciais de computação forense, não é possível estimar um prazo para a sua conclusão, sendo que, assim que concluído será encaminhado para a autoridade que o requisitou.

Nos últimos anos houve um acréscimo considerável demanda de exames periciais de computação forense, além da capacidade de atendimento da instituição. Diante da situação, foram tomadas medidas como o remanejamento interno de pessoal, visando o aumento no número de peritos lotados na seção. Atualmente a unidade conta com catorze peritos oficiais criminais.

O pedido precisou ser refeito após uma reunião da Polícia Civil com a Politec, em que foi tratado sobre os termos das requisições de perícia em celular. A delegada responsável pelo caso, Ludmila Vendramel, reiterou a urgência na perícia e aguarda o resultado para a conclusão do inquérito. 

O acidente

No dia 11 de agosto de 2019, conforme as informações do boletim de ocorrências, a esposa do ex-deputado seguia em uma Toyota Hilux quando chegou ao cruzamento de duas avenidas. O casal e a criança vinham em uma motocicleta, que acabou atingida pela caminhonete.

O casal foi socorrido por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A caminhonete foi abandonada pela esposa do ex-deputado atrás de um supermercado nas proximidades de onde ocorreu o atropelamento.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet