Olhar Direto

Quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Raoni e 45 povos indígenas lançam manifesto e citam ódio e violência promovidos por Bolsonaro

Da Redação - Fabiana Mendes

20 Jan 2020 - 17:40

Foto: Mário Vilela/Funai

Raoni e 45 povos indígenas lançam manifesto e citam ódio e violência promovidos por Bolsonaro
Líder indígena reconhecido internacionalmente desde os anos 1980, Kayapó Raoni, e mais 45 povos do Brasil, lançaram um manifesto, em que citam, entre outras coisas, ameaças e falas de ódio promovidas pelo presidente Jair Bolsonaro. Entre os dias 14 e 17 de janeiro, mais de 600 indígenas foram convocados na aldeia Piaruçu, na Terra Indígena Capoto Jarina, em Peixoto do Azevedo (a 697 quilômetros de Cuiabá), para juntar forças e denunciar o que eles chamam de projeto político de genocídio, etnocídio e econídio.

Leia mais:
Prefeitura abre seletivo com 47 vagas e salários que chegam a R$ 14 mil

"O Estado brasileiro tem que entender que tem uma dívida histórica com os povos indígenas. Nós somos os primeiros habitantes desse nosso país. Não apenas defendemos o meio ambiente: somos a própria natureza. Se matar o meio ambiente, está matando nós. Sempre queremos floresta em pé, não porque a floresta é bonita, mas porque todos esses seres que habitam a floresta fazem parte de nós e correm no nosso sangue", diz  trecho do manifesto.

Assinado no dia 17, o documento cita que as ameaças e falas de ódio do Governo Bolsonaro estão promovendo violência contra povos indígenas, o assassinato de lideranças e invasão de terras. "Hoje temos que nos preparar para enfrentar não só o Governo, mas também reagir a violência de alguns setores da sociedade, que expressa de forma muito clara o racismo, simplesmente pelo fato de sermos indígenas". O encontro contou com mulheres e também com a juventude indígena.  

O manifesto pontua também sobre o episódio ocorrido em 2019, quando o presidente teria dito que Raoni não seria a principal liderança indígena, em um encontro da Organização das Nações Unidades (ONU). "Afirmamos que o Cacique Raoni é sim a nossa liderança, ele nos representa. Ele será nossa referência, por sua luta firme e pacífica de liderança, hoje e sempre. Por isso apoiamos sua candidatura ao prêmio Nobel da Paz", afirmam.

Raoni Metuktire já foi recebido por autoridades de todo o mundo ao longo de sua militância em defesa dos povos tradicionais e das florestas brasileiras. Ele estava recolhido há alguns anos em sua aldeia, no Xingu, em Mato Grosso, mas voltou à ativa, aos 89 anos diante das queimadas do ano passado e em protesto às políticas ambientais do governo Bolsonaro. 
 
O manifesto completo pode ser acessado AQUI.

33 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Pandora
    21 Jan 2020 às 22:11

    Obrigada Curupira!

  • Aleixey
    21 Jan 2020 às 20:29

    A teta secou kkkkk, vão ter q trabalhar agora

  • Udson
    21 Jan 2020 às 12:52

    O nobre índio ja voltou de PARIS? Ele poderia falar sobre os 259 mil hectares que índios de Roraima venderam para os Irlandeses? Esse suposto ódio, contra indios deve ser por qual motivo? Por descobrirem a verdade ? Sobre as 15 MIL e 900 ONGS dentro da amazonia legal? Cidadão brasileiro o cacique nao deixa entrar na reserva, mas ongs estrangeiras dominaram a Amazônia , por qual motivo sera heim?

  • Udson
    21 Jan 2020 às 12:52

    O nobre índio ja voltou de PARIS? Ele poderia falar sobre os 259 mil hectares que índios de Roraima venderam para os Irlandeses? Esse suposto ódio, contra indios deve ser por qual motivo? Por descobrirem a verdade ? Sobre as 15 MIL e 900 ONGS dentro da amazonia legal? Cidadão brasileiro o cacique nao deixa entrar na reserva, mas ongs estrangeiras dominaram a Amazônia , por qual motivo sera heim?

  • Oi?
    21 Jan 2020 às 11:04

    Os índios são os verdadeiros "donos" do Brasil. Tudo o que veio depois foi invasão. Agora, os invasores querem acabar de exterminar a população original - o pouco que restou. Vergonha!

  • walter liz
    21 Jan 2020 às 09:24

    o comentario do IGOR retrata perfeitamente o momento atual, o que há hoje é uma orquestração de movimentos com intuito de desestabilizar o governo

  • Aroldo Nunes
    21 Jan 2020 às 09:23

    Esses índios nunca trabalharam. E agora querem dinheiro internacional para continuar a mamata.

  • Raimundo
    21 Jan 2020 às 09:05

    Ódio, genocídio, etc. Acho que ele está falando do PT, pois é exatamente isso que pregam, aliás a corrupção cometida por eles matou muita gente.

  • Sérgio Junqueira Dantas
    21 Jan 2020 às 08:57

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ângelo
    21 Jan 2020 às 08:56

    Coxinhas, por que vocês não publicam meus comentários? Ou não pode falar mal do nazista mor?

Sitevip Internet