Olhar Direto

Notícias / Política MT

Secretário de Emanuel entra na polêmica do Nilo Póvoas e compara projeto de Mendes ao 'apartheid'

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

28 Jan 2020 - 11:58

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Secretário de Emanuel entra na polêmica do Nilo Póvoas e compara projeto de Mendes ao 'apartheid'
A briga do Estado e Município, envolvendo a Escola Estadual Nilo Póvoas continuou nesta terça-feira (28), com mais um artigo, publicado desta vez, pelo secretário Municipal de Educação, Alex Vieira Passos, que desaprovou as críticas à gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) feitas pela secretária Estadual de Educação Marioneide Kliemaschewsk e comparou o projeto de educação inclusiva proposto pelo Governo, na unidade de ensino, à política de segregação racial implantada na África do Sul até o início dos anos 90.

Leia mais
Secretária de Educação chama Emanuel de mau gestor e populista ao negar ceder Nilo Póvoas


De acordo com Vieira, a secretária ao falar de inclusão, tentando transformar a Escola Estadual Nilo Póvoas em um centro de atendimento destinado a alunos do Ensino Médio com deficiência ou vítimas de bulliyng, acaba segregando os alunos, criando um ‘aphartaid’ educacional.

“O que a secretária está propondo é um ‘aphartaid’ educacional, ao transformar a histórica unidade, em um centro para atender alunos do Ensino Médio com deficiência ou vítimas de bulliyng. Isso é retrocesso, contramão com a metodologia de inclusão. Desde quando ‘incluir’ um aluno especial é separá-lo dos demais e fazer com que convivam apenas com os iguais a ele? Ou que o Governo entende ser igual a ele? Isso para mim tem objetivo contrário ao nome que divulgam: isto é exclusão! Essa atitude pode ser observada em vários pontos da história da humanidade. Aliás, considero mesmo é desumano”, disse o secretário municipal no artigo, que foi publicado e retirado alguns minutos depois do site oficial da prefeitura.

O comandante da pasta no município ainda defendeu a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro explicando que os ‘míseros 0,1 pontos’ de crescimento no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), creditados a atual administração, citado pela secretária, foi avaliado nos seis primeiros meses de 2017, ou seja, são reflexo do período em que ela estava na administração da Educação de Cuiabá.

“Em relação à avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), a secretária desconhece ou esqueceu que os ‘míseros’ 0,1 que Cuiabá cresceu é o resultado da prova realizada nos seis primeiros meses da atual gestão, em 2017, trazendo os resultados da gestão anterior. A secretária menospreza os dados da sua própria gestão! Difícil de entender”, afirmou.

O secretário, por fim, disse que o pedido de cessão da Escola feito pelo prefeito, iria servir para implantar uma unidade modelo de Educação Infantil. “O que a gestão Emanuel Pinheiro espera é uma resposta muito simples: sim, temos interesse ou não, não temos interesse. Quem está polemizando é o Estado”.

Veja abaixo a íntegra do artigo:

Apartheid da educação

Como atual secretário de Educação de Cuiabá contesto veementemente a posição da secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemanschewsk em artigo publicado em sites da Capital, criticando a gestão Emanuel Pinheiro na pasta da Educação e a proposta do Município para a Escola Estadual Nilo Póvoas.

O que a secretária está propondo é um ‘aphartaid’ educacional, ao transformar a histórica unidade, em um centro para atender alunos do Ensino Médio com deficiência ou vítimas de bulliyng. Isso é retrocesso, contramão com a metodologia de inclusão. Desde quando “incluir” um aluno especial é separá-lo dos demais e fazer com que convivam apenas com os iguais a ele? Ou que o Governo entende ser igual a ele? Isso para mim tem objetivo contrário ao nome que divulgam: isto é exclusão! Essa atitude pode ser observada em vários pontos da história da humanidade. Aliás, considero mesmo é desumano!

Mas, não quero polemizar a questão. Não vamos comparar gestões ou ficar olhando no retrovisor. O Prefeito Emanuel Pinheiro simplesmente pediu a cessão da unidade em continuidade a uma reunião que mantivemos durante a audiência pública sobre o FUNDEB, no ano passado na AMM, com o secretário adjunto Alan Porto, acompanhada pelo secretário de Educação de Várzea Grande, Sílvio Fidelis. Na ocasião, o secretário adjunto manifestou a intenção do Estado em passar todas as unidades de 2º Ciclo, do 6º ao 9º Ano, para o Município. 

Diante disso, protocolamos e o Prefeito anunciou o pedido da cessão do Nilo Póvoas, para que pudéssemos implantar na Escola Estadual Nilo Póvoas, uma unidade modelo de Educação Infantil. E, o que a gestão Emanuel Pinheiro espera é uma resposta muito simples: sim, temos interesse ou não, não temos interesse. Quem está polemizando é o Estado.  

Em relação à avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), a secretária desconhece ou esqueceu que os ‘míseros’ 0,1 que Cuiabá cresceu é o resultado da prova realizada nos seis primeiros meses da atual gestão, em 2017, trazendo os resultados da gestão anterior. A secretária menospreza os dados da sua própria gestão! Difícil de entender.  

E por fim, ao falar sobre a ‘falta de gestão’, queremos destacar que ‘falta de gestão’ é o número de crianças, na faixa etária de 0 a 5 anos, que contabilizava, na sua gestão, 5 mil crianças na fila de espera, sem mencionar a grande rede que a então gestão, deixou deficitária fazendo com que tivéssemos que promover intervenções e até reconstruções em inúmeras unidades. 

É importante lembrar que com ações assertivas a atual gestão, viabilizou e entregou CMEIs além de dois novos Centros de Educação Infantil Cuiabanos, criando  2 mil novas vagas, para essa faixa etária. 

Portanto não há falta de gestão no município, como disse de forma equivocada a secretária de Estado de Educação. Nesses três anos a Educação de Cuiabá vem se transformando num exemplo de gestão moderna e Ensino eficiente, tanto que em áreas como a Educação Especial, recebe demandas vindas de todo o Estado, em especial do Vale do Rio Cuiabá, por total falta de atendimento do Estado.

Lembro ainda que nos últimos três anos, a gestão Emanuel Pinheiro, tem olhado com prioridade para a Educação Pública do Município e, tão importante quanto as obras de reconstrução e reforma já entregues a população, realizadas em 36 unidades, além de manutenções e reparos em quase uma centena de unidades, em escolas que a anos não recebiam atenção do poder público, foi a conclusão da política educacional, a Escola Cuiabana, que preconiza a Educação Inclusiva como forma de avançar na formação de uma nova geração de cidadãos . 

Precisamos olhar para as pessoas. Para a parcela da população que necessita da ação e intervenção do poder público. Precisamos ter cuidado e não retroceder no processo em busca de um ensino que traga desenvolvimento, valorização do ser humano e respeito a todos!  

Alex Vieira Passos - Secretario Municipal de Educação de Cuiabá

 

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • jose
    28 Jan 2020 às 15:32

    Tem uma escola estadual no bairro Dom Aquino fechado a prefeitura não solicita ela.

  • JORGE1
    28 Jan 2020 às 14:35

    Essa discussão precisa parar. O governador já disse que não cede o prédio para o município. Ponto final!

  • JORGE1
    28 Jan 2020 às 14:35

    Essa discussão precisa parar. O governador já disse que não cede o prédio para o município. Ponto final!

  • Sinvaldo
    28 Jan 2020 às 14:21

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • José Costa
    28 Jan 2020 às 13:42

    Chama o Aamaral, que ele marca "homem a homem" o apartaid

  • Paty
    28 Jan 2020 às 13:01

    RIDÍCULA essa briguinha de egos de prefeito e governador. Nojo dessa política nojenta. Vão trabalhar...

Sitevip Internet