Olhar Direto

Quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Bombeiros resgatam corpo de jovem embaixo de ponte com mensagem anti-suicídio

Da Redação - Fabiana Mendes e José Salvani

28 Jan 2020 - 14:36

Foto: Olhar Direto

Bombeiros resgatam corpo de jovem embaixo de ponte com mensagem anti-suicídio
O corpo de um jovem que pulou da Ponte Nova, que liga Cuiabá a Várzea Grande, foi resgatado por homens do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, por volta das 13h30 desta terça-feira (28).

Leia mais:
Mulher pula da ponte Sérgio Motta e é salva por pescador

O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados para fazer o resgate na ponte. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou o óbito da vítima. Por conta da situação, houve congestionamento na região.

Uma faixa com mensagem de apoio e um número de celular também foi colocada na ponte. "Suicídio não é a solução. Não deixe os problemas controlarem sua vida. Deus está com você e esse é o seu valor", diz o texto.

Foto: Olhar Direto

Combate ao suicídio

O município de Cuiabá pode ganhar dois Centros de Atendimento Psicossocial (CAPS) com atendimento 24h, todos os dias, até o final de março de 2020. Atualmente, há três unidades municipais em Cuiabá com atendimento assíduo de mais de 250 pessoas. Em Várzea Grande também há três unidades municipais. Todos os CAPS funcionam de segunda-feira a sexta-feira, entre às 7h e 17h.

Serviço

CUIABÁ

Centro de Atendimento Psicossocial Álcool, Drogas e Adolescência (CAPS Adolescer)


Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h.
Avenida Romania, sem número - Bairro Jardim Europa
65 3617-1835 ou 65 3617-1836

Centro de Atendimento Psicossocial CPA (CAPS CPA)

Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h.
Rua Pardal, Quadra 110 - Bairro CPA 4
65 3649-1968 ou 65 3649-6618

Centro de Atendimento Psicossocial 2 - Verdão (CAPS Verdão) - Atendimento Adulto

Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h.
Rua Rio Grande do Sul, 504 - Bairro Jardim Paulista
65 3617-1830 ou 65 3617-1831
VÁRZEA GRANDE

Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD)

Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h. Segunda-Feira a Quinta-feira, das 18h às 21h.
Avenida Castelo Branco, 2333 - Bairro Água Limpa
65 3688-3045 ou 65 98404-9468 

Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil - Sérgio Luiz Ferreira da Silva (CAPSi)

Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h
Rua Presidente Prudente de Moraes, 1130 - Bairro Ipase
65 3688-3046 ou 65 98464-6511

Centro de Atendimento Psicossocial Transtorno Mental (CAPS II)

Segunda-Feira a Sexta-Feira, das 7h às 17h
Rua Fenellon Muller, 579 - Bairro Centro
65 3688-3112 ou 65 98459-4676
Os endereços dos demais CAPS do estado de Mato Grosso podem ser 

Tratamentos psicológicos a preços simbólicos são desenvolvidos em:
 
Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) - (65) 3615-8492
Universidade de Cuiabá (Unic)
Centro Universitário de Várzea Grande (Univag) - (65) 3688-6130
Faculdade de Cuiabá (Fauc)
Centro de Ensino, Pesquisa, Diagnóstico e Intervenção Psicológica - (65) 3025-2025

Sobre o CVV

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os cerca de 3 milhões de atendimentos anuais são realizados por 3.000 voluntários em 104 postos de atendimento pelo telefone 188 (sem custo de ligação), ou pelo site via chat ou e-mail. A entidade realiza também ações presenciais, como palestras, cursos e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio – GASS (https://www.cvv.org.br/cvv-comunidade/).

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Pedro
    29 Jan 2020 às 14:58

    Existe uma aplicativo muito bom para quem está passando por situações como essa: meusentimento. Baixem no celular, lá vc pode ajudar e ser ajudado.

  • jane fernandes correa claro
    29 Jan 2020 às 14:23

    PARA QUEM NÃO SABE DEUS E TUDO NA NOSSA VIDA, ISSO E COISAS QUE TEM QUE SER TRATADO ESPIRITUAL DA PESSOA SIM, SO QUEM TEVE OU TEM SABE DISSO FALO POR EXPERIENCIA PRÓPRIA NÃO E FÁCIL NA MESMA HORA QUE AGENTE ESTA BEM JÁ VEM DERRE PENDE COISAS NA MENTE QUANDO VIU JÁ SE FOI PRECISA DE MUITA AJUDA E A PESSOA TEM QUE SER MAIS FORTE DO QUE ESSE DEMÔNIO QUE TENDA DOMINAR OS PENSAMENTO NA MENTE VAMOS AJUDAR E NÃO CRITICAR PORQUE NÃO E FACIL

  • moacir
    29 Jan 2020 às 09:16

    Quando alguém fala, "enxada ou trouxa de roupa resolve", as pessoas acham que é desrespeito com quem está doente mentalmente. Mas não é. O trabalho faz você se livrar de pensamentos ruins. Gastar energia faz sua mente trabalhar melhor, seja trabalhando ou exercitando. Ociosidade deixa a pessoa vulnerável.

  • Paulo Ricardo
    29 Jan 2020 às 08:50

    Essa faixa é irresponsável, pois ela coloca a pessoa fragilizada como culpada da própria situação. Imagina que difícil é para alguém que luta contra problemas psicológicos ser colocado contra a parede justamente no seu ponto mais fraco. Quem chega ao ponto de tirar a própria vida, pode ter certeza, já tentou de tudo, tudo mesmo. Ninguém pula da ponte pra morrer por pura diversão. Nossa sociedade está mentalmente doente e poucos são os que possuem condições de se tratar.

  • jose a silva
    29 Jan 2020 às 08:36

    Mas resolve parte do problema

  • Winchester 44
    29 Jan 2020 às 08:35

    Engraçado, na semana passada uma mulher pulou da ponte Sérgio Motta e foi salva por um pescador, ninguém falou nada e nem quiseram saber nem o nome do homem que à salvou. Já o motoqueiro em Chapada, só porque foi filmado, recebeu até homenagens. Esse pescador que ninguém nem procurou saber o nome também não é um herói? Talvez se alguém tivesse o filmado, sim né?!

  • Carlos Eduardo Corrêa de Lamônica
    28 Jan 2020 às 21:34

    SEI QUE A SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA É TER DEUS NO CORAÇÃO, PORÉM OS NOSSOS GOVERNANTES PODEM FAZER SUA PARTE COMO POR EXEMPLO DIFICULTAR O ACESSO À ESSES PONTOS QUE EM GERAL ACONTECEM OS SUICÍDIOS COMO GRADES DE PROTEÇÃO IMPEDINDO ASSIM DE ACONTECER ALGO LAMENTÁVEL

  • Marcos
    28 Jan 2020 às 19:43

    Deveria existir um lei que proibisse a divulgação de suicídios e tentativas de suicídios da população. Não divulgar nada principalmente a forma usada. Faixas, Deus, religiões, padres, pastores, benzedeiras, deuses do olimpo, nada disso vai evitar isso. É uma realidade antiga e cada vez mais recorrente na sociedade contemporânea. O ideal é como relatado em um dos comentários, TABU. Tratar essa doença psicológicas como tal. Quem sabe também se o estado tivesse como seu foco principal, a população. Muitas pessoas não estão nem aí paras as desgraças da vida e da sociedade, outras são mais sensíveis. A nossa vida, socialmente falando, anda muito pesada. Não é porque é suicida que não tem Deus no coração. Se assim fosse não existiria suicídios entre religiosos.

  • Odilei dos santos silva
    28 Jan 2020 às 19:02

    Sei lá......no meu ponto de vista o suicídio vem várias formas se pessoa estiver mau espiritualmente pode ser financeiro doenças amor aí os governantes vem contruir mas casas para apoio mas se Lá é onde realmente falta só lamento

  • Ronaldo
    28 Jan 2020 às 18:17

    Essas faixas são a mesma coisa de dizer se mate aqui