Olhar Direto

Sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Deputado Silvio Fávero confirma que apoiará Pivetta: "meu compadre, é lógico que vou apoiar"

Da Redação - Max Aguiar

14 Fev 2020 - 08:11

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Deputado Silvio Fávero confirma que apoiará Pivetta:
O deputado estadual Silvio Fávero (PSL) deve correr na contramão de seu partido na disputa suplementar para o Senado, na eleição de 26 de abril. Em recente entrevista, durante o colhimento de assinaturas para criação do partido Aliança pelo Brasil, em Cuiabá, o parlamentar confirmou que apoiará Otaviano Pivetta (PDT).

Leia também:
Em reunião com Jayme, Alcolumbre endossa nome de Júlio ao Senado: “nosso general em MT”

“Eu apoio o Otaviano Pivetta, ele será meu candidato sem dúvida nenhuma. Ele é meu compadre”, confirmou o deputado sem titubear. Mesmo questionado se isso não o colocaria em maus-lençóis com o partido, Fávero foi rápido em dizer que não.

“O partido tem o pensamento dele e eu o meu. Então caminhamos assim. Eu estou encaminhando minha saída do partido. Só não sai ainda porque não abriu a janela partidária e porque o Aliança não está montado. Se estivesse montado, eu estava nele”, disse.

A fala do candidato ainda não foi comentada na cúpula do PSL ou rebatida por alguns de seus membros, mas ele deixa claro que não há briga com ninguém, mas mesmo que Nelson Barbudo, ex-presidente do partido seja candidato, ele não o apoiará. “Não tem como eu não apoiar meu compadre”, concluiu.

Por hora, os membros do PSL apenas confirmam que não são candidatos porque o partido ainda tem senadora. Em entrevista ao Olhar Direto, o deputado federal Nelson Barbudo disse que “não vela defunto vivo”.

Outro fator novo é que Fávero irá pedir, segundo ele, pessoalmente, para que o presidente Jair Bolsonaro faça campanha em prol de Pivetta. “Vou tentar sim. Pode ter certeza que vou pedir o apoio do presidente”. Mas essa situação pode causar nova polêmica dentro partido, tendo em vista que o PSL deve lançar candidato para tentar a vaga que será deixada por Selma Arruda e deve contar com apoio do presidente, assim como o Podemos, do deputado federal José Medeiros, que sempre cava um espaço ao lado de Bolsonaro.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet