Olhar Direto

Quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Notícias / Cidades

Adolescente de 15 anos é chamada de metida e estuprada por três encapuzados

Da Redação - Fabiana Mendes

14 Fev 2020 - 09:42

Foto: Ilustração

Adolescente de 15 anos é chamada de metida e estuprada por três encapuzados
Uma adolescente de 15 anos foi estuprada por três criminosos encapuzados, na noite de quinta-feira (13), quando voltava da casa de uma amiga, em Barra do Bugres (a 165 quilômetros de Cuiabá). Até o momento, nenhum dos suspeitos foi localizado. 

Leia mais:
Motoristas são socorridos após colisão entre carros na 'Estrada da Guia'

Segundo apurou a reportagem, uma equipe da 12ª Companhia de Polícia Militar foi acionada por volta das 19 horas para uma ocorrência de possível estupro nas proximidades do Cemitério Municipal na avenida Senador Filinto Muller.

Conforme relato da vítima, ela teria ido até a residência de uma amiga. No entanto, como não a encontrou, resolveu voltar para casa. Enquanto andava, foi abordada por três homens em carro. Um deles ainda teria dito: "Você é metida, ta aqui o que você merece".

O trio então puxou a vítima para o interior do veículo, onde foi agredida com vários tapas no rosto. Por conta da violência, ela desmaiou e só acordou cerca de quatro horas depois em um matagal, sem roupas e com várias marcas de mordidas e arranhões pelo corpo.

A adolescente acredita que o carro usado pelos bandidos seja um Corolla. A vítima foi encaminhada para uma unidade de saúde para exame de corpo de delito. O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ursula Mattos
    16 Fev 2020 às 07:24

    Bla-bla-bla

  • Jeves Bejame
    15 Fev 2020 às 09:04

    Não justifica. Crime é crime. Criminosos que especulam para praticar o seu vício insano devem ter suas penas majoradas. A noite é de todos.

  • Diego M
    15 Fev 2020 às 08:11

    Infelizmente é o mundo que vivemos, ao invés de se revoltarem c a noticia tentam colocar a vítima como culpada , a cabeça de muitos precisam de novos cérebros essa é a verdade... se fosse um roubo de celular a noite iria falar a mesma coisa ” tbm n sei oq faz na rua até essa hora “ me desculpe as pessoas q pensam ao contrário mais precisava dizer isso

  • Pasmem
    14 Fev 2020 às 22:34

    Sandra nogueira a senhora nunca andou na rua a noite??? E se andou queria ser estuprada??? E se fosse ou já foi já que me parece que acha normal, a culpa do crime foi sua???? É lastimável ler um comentário desse, ainda mais vindo de uma suposta mulher!!

  • Mateus
    14 Fev 2020 às 15:45

    Da para ter ciência, por meio de alguns comentários, de que poucos se importam com a ocorrência, gravíssima, do ato praticado contra a garota, pois, infelizmente, tentam justificar o porquê do estupro e acaba atribuindo culpa como sendo da vítima. Trata-se de alguém que teve a sua intimidade violada, e independentemente do que estava fazendo, nada justifica um crime.

  • Chico Bento
    14 Fev 2020 às 13:06

    Hummmm. Pode até ser, mas essa história está muito esquisita.

  • Sandra Nogueira
    14 Fev 2020 às 11:48

    Fazia o que na rua de noite?

Sitevip Internet