Olhar Direto

Segunda-feira, 08 de março de 2021

Notícias / Política MT

Prefeitura pede bom senso de empresários e não descarta fechar bares e boates compulsoriamente

Da Redação - Érika Oliveira

17 Mar 2020 - 11:58

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Prefeitura pede bom senso de empresários e não descarta fechar bares e boates compulsoriamente
A pandemia do coronavírus que começa a ganhar força em Mato Grosso está forçando a população a mudar alguns hábitos, entre eles o de frequentar ambientes públicos como bares, restaurantes e boates. Alguns estabelecimentos já se adiantaram e anunciaram que não vão abrir por um período ou que irão passar por readequações para continuarem em funcionamento. A Prefeitura de Cuiabá, que baixou decreto com algumas sanções na última segunda-feira (17), pediu bom senso dos empresários. Se os casos na Capital aumentarem, o fechamento compulsório destes espaços não é descartado.

Leia mais:
Estabelecimentos iniciam movimento de quarentena e cancelam eventos em Cuiabá

“Poder de polícia para fechar o estabelecimento, nosso decreto ainda não chegou nesse ponto. A partir do momento que tivermos um caso de calamidade ou de emergência, aí sim podemos fechar esses ambientes através da força publica. De qualquer maneira, a principio estamos trabalhando na conscientização, dos empresários principalmente”, disse o secretário, em coletiva de imprensa.

A princípio, o decreto assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) prevê a suspensão de eventos que exijam licença do poder público, com público superior a 100 pessoas em local aberto e a 50 pessoas em ambientes fechados.

O decreto determina, ainda, que as secretarias de Saúde e de Comunicação promovam, de forma urgente, campanhas publicitárias com orientações aos profissionais que atuem em bares e restaurantes.

O prefeito destacou, porém, que novas providências poderão ser adotadas se for registrado o aumento de casos na Capital.

Conforme divulgado pelo Olhar Direto, alguns estabelecimentos já estão adotando medidas preventivas por conta própria. O Malcom Pub, por exemplo, anunciou a suspensão de suas atividades até o dia 5 de abril.

Outros espaços como restaurantes, para que não precisem fechar suas portas, estão readequando seus serviços, modificando a estrutura dos espaços físicos para aumentar a distância entre as pessoas e priorizando os atendimentos via delivery.

A casa noturna Vozz Club comunicou que estará fechada durante todo o mês de março por precaução. Os clientes que já adquiriram convites para os eventos que estavam previstos devem entrar em contato através do (65) 3054-5021. A Valley Pub também suspendeu suas atividades, a princípio até o dia 03 de abril.

Mato Grosso até o momento tem 15 casos suspeito de coronavírus. Um deles, em Cuiabá, testou positivo para COVID-19, mas ainda aguarda o resultado de uma contraprova para ser contabilizado pelas autoridades competentes.

“Neste primeiro momento estamos orientando as pessoas que estavam com viagens programadas para o exterior ou para as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, que são o epicentro no Brasil, que repensem a necessidade da viagem e que tenham consciência de que, se realmente for uma situação de vida ou morte, que tome os cuidados necessários e que não frequente boates, bares e ambientes fechados”, frisou o secretário.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet