Olhar Direto

Sexta-feira, 03 de abril de 2020

Notícias / Política MT

Mauro Mendes endurece regras, fecha parques e restringe circulação para tentar conter coronavírus

Da Redação - Wesley Santiago

20 Mar 2020 - 14:42

Foto: Christiano Antonucci

Mauro Mendes endurece regras, fecha parques e restringe circulação para tentar conter coronavírus
Com o avanço do coronavírus, o governador Mauro Mendes (DEM) resolveu anunciar medidas ainda mais duras para tentar conter que a doença se espalhe pelo Estado. Sendo assim, foi decretado nesta sexta-feira (20) o fechamento de parques públicos ou privados, restrições nos transporte público, restaurantes e até no atendimento de postos de combustíveis.

Os decretos foram assinados pelo governador Mauro Mendes no início da tarde desta sexta-feira (20), após reunião com toda a equipe do Gabinete de Situação. A publicação das normativas será feita ainda nesta tarde, via edição extra do Diário Oficial.

“Há algumas semanas estamos tomando medidas para evitar aglomerações e contato social. E agora, como tivemos o primeiro caso confirmado do coronavírus, temos que impor novas medidas restritivas em favor da sociedade mato-grossense. Peço a colaboração de todos e agradeço as empresas, cidadãos e aos nossos servidores que estão colaborando. Precisamos que todos sigam essas normativas para o sucesso no combate à disseminação desse vírus no nosso Estado”, afirmou Mauro Mendes.

Confira abaixo todas as medidas tomadas no início da tarde desta sexta-feira (20).

- Fechamento dos parques públicos e privados;

- Proibição de qualquer forma de aglomeração de pessoas em eventos públicos e privados, inclusive em feiras, igrejas, reuniões em praças, ginásios, academias, festas. Fica autorizado o funcionamento das atividades privadas que possam ser exercidas com respeito ao distanciamento mínimo de 1,5m entre as pessoas e seguirem as demais normas sanitárias de prevenção à disseminação ao coronavírus;

- Postos de combustível só poderão funcionar de segunda a sábado, das 7h às 20h;

- Bares, restaurantes e similares deverão ter lotação máxima de 50% de sua capacidade, atendendo ao distanciamento mínimo de 1,5m e as demais normas sanitárias;

- Transporte coletivo municipal e metropolitano somente poderá funcionar com os passageiros sentados;

- Fica proibido o transporte coletivo intermunicipal;

- Em transporte por táxi e motorista de aplicativo, fica proibida a utilização do banco dianteiro do passageiro. A parte interna do veículo deverá ser submetida a assepsia após a finalização de cada corrida;

- Polícia Civil, Militar, Bombeiros e Defesa Civil deverão apoiar os órgãos sanitários e Procon para a aplicação das medidas;

- O descumprimento destas normas ensejará aplicação de penalidades administrativas cabíveis, inclusive interdição compulsória dos estabelecimentos.

9 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • luiz otavio
    22 Mar 2020 às 06:06

    o vírus vem pelo Aeroporto,muitas pessoas que desembarcaram da Europa, e ninguém monitora

  • 21 Mar 2020 às 10:42

    OU FECHA TUDO OU NÃO FECHA NADA . NÃO ADIANTA REDUZIR FUNCIONÁRIOS

  • Nely
    21 Mar 2020 às 10:38

    E o DETRAN que continua aglomerando pessoas??? Isso é um absurdo!!! Tem que parar tudo pois não adianta nada continuar circulando pessoas por lá!

  • Raphael
    21 Mar 2020 às 00:15

    Histeria nada, se informe por meios confiáveis, compare o Brasil a países que estão passando pelo surto e vc vai ver que isso ainda é pouco - milhares vão morrer e se ficar acreditando que é o superman vão ser milhões.

  • Evelyn Priscila
    20 Mar 2020 às 16:27

    Enquanto isso nos do comércio ficamos vulneráveis , ainda mais quem trabalha com o público .

  • Nathália Antonia De Barros
    20 Mar 2020 às 15:54

    A maior cidade do Brasil está parada por causa desse vírus, ônibus irão parar,shoppings estão fechados, comércios fechando as portas ,tudo q puder ser feito tem que fazer, ou seremos esmagados por esse vírus, o Brasil não tem estrutura financeira e nem médicos pra lutar contra,é mais sábio se resguardar!!! Aqui em Cuiabá e Várzea Grande, deveriam fechar os shoppings Center, até porque já não tem mais visitantes nesses locais, qual necessidade de manter esses shoppings abertos?? O aeroporto Marechal Rondon também tem que ser fechado!!! Bares, comércios, lojas, também fecharem as portas!!! Deixar somente estabelecimento de extrema necessidade abertos, como postos de gasolina, padarias, supermercados e farmácias!!!! Esse vírus é fatal, ainda tem muitas pessoas andando e passeando em Cuiabá e Várzea Grande!!!

  • Junior
    20 Mar 2020 às 15:29

    Apartir de quando passam a valer essas regras?

  • Karla
    20 Mar 2020 às 15:29

    Muito bem governador, que essa tempestade passe logo e voltamos com a nossa rotina, Deus nos de paciência e força.

  • Mauro
    20 Mar 2020 às 15:20

    Eu vejo isso na minha opinião com uma tremenda neurose histérica, tudo para desestabilizar o governo Bolsonaro, e nós é que vamos pagar por tudo isso.

Sitevip Internet