Olhar Direto

Sexta-feira, 03 de abril de 2020

Notícias / Política MT

Com seis casos confirmados na Baixada, Mauro convoca Emanuel e Lucimar para reunião

Da Redação - Érika Oliveira

24 Mar 2020 - 13:02

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Com seis casos confirmados na Baixada, Mauro convoca Emanuel e Lucimar para reunião
O governador Mauro Mendes (DEM) deve receber os prefeitos de Cuiabá e Várzea Grande ainda nesta terça-feira (24) para uma reunião no Palácio Paiaguás. O objetivo é alinhar ações que deverão ser adotadas nos próximos para conter o avanço do coronavírus na região metropolitana. Todos os casos confirmados no Estado até o momento estão localizados na Baixada Cuiabana. 

Leia mais: 
Mauro e Emanuel voltam a expor “rixa” política em meio à pandemia do coronavírus 

O encontro entre os gestores ocorre em meio à mais uma crise na relação entre Mauro Mendes e Emanuel. Neste final de semana, o governador chegou a ser criticado por derrubar na Justiça parte de um decreto que o prefeito da Capital havia editado para impedir a circulação de ônibus. O democrata nega que tenha agido para atender interesses políticos. 

“Não há espaço para irresponsabilidade nem politicagem. Toda medida que vier a representar riscos à população será questionada em todas as esferas”, justificou o governador, a um seguidor de seu Intragram que criticou o pedido do Governo que acionou o Judiciário para garantir a manutenção de 30% da frota cuiabana em funcionamento para o uso geral.  
 
Dois dias antes do pedido, que foi protocolado pela Procuradoria Geral do Estado, na sexta-feira (20) Emanuel havia determinado a suspensão de 100% dos ônibus dentro do perímetro de Cuiabá, seguindo medidas de segurança e de prevenção a proliferação do novo coronavírus.  
 
Vale destacar que já no início da semana passada os dois entraram em atrito por conta de decretos que foram lançados, sem diálogo prévio entre os dois e ao mesmo tempo. Enquanto Emanuel anunciava medidas que seriam adotadas em Cuiabá, Mauro informava que o Estado suspenderia as aulas das escolas da Capital, o que na prática não competia ao Executivo estadual.   

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet