Olhar Direto

Notícias / Cidades

Advogada é presa ao invadir casa de promotor de justiça com faca

Da redação - Carlos Gustavo Dorileo

30 Mar 2020 - 12:19

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Advogada é presa ao invadir casa de promotor de justiça com faca
A Polícia Militar prendeu na madrugada deste domingo (29), a advogada P.B.A., de 30 anos, acusada de ter invadido, portando uma faca, a casa do promotor de justiça Aldo Kawamura Almeida, na cidade de Colniza (1.074 km de Cuiabá).

Leia também
“A justiça será feita nos anos de cadeia”, diz sargento após prisão de homem que estuprou e matou sua mãe


No boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil do município é relatado que a jurista foi detida por seguranças do promotor com uma faca de 25 centímetros em punho, após pular o muro da residência.

A PM foi acionada e a mulher foi detida em flagrante por invasão de domicílio. A Polícia Civil apura o motivo pela qual ela entrou na casa do promotor e o que ela pretendia fazer. 

A mesma advogada já havia sido presa em dezembro de 2019, acusada de ter entrado na Penitenciária Central de Cuiabá (PCE) com uma câmera espiã. 

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Zeca
    30 Mar 2020 às 16:39

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Jose
    30 Mar 2020 às 15:48

    No caso do PCE era ja para ter perdido a OAB.Porque o crime dela era gravissimo e agora mais esta.

  • Tio Bento em Indiana Jones
    30 Mar 2020 às 14:04

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Paes
    30 Mar 2020 às 13:17

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Maria
    30 Mar 2020 às 12:53

    Aonde chegou a Advocacia!!!! Deveria fazer parte dos requisitos para se ter uma carteira da ordem, além da prova, atestado de sanidade mental.

  • Osmar
    30 Mar 2020 às 12:47

    E ainda continuará advogando? Espero que não.