Olhar Direto

Notícias / Cidades

Santa Rosa e São Matheus dispensam médicos do Pronto Atendimento em meio à pandemia

Da Redação - Isabela Mercuri

02 Abr 2020 - 09:31

Foto: Reprodução

Santa Rosa e São Matheus dispensam médicos do Pronto Atendimento em meio à pandemia
Os hospitais Santa Rosa e São Matheus dispensaram médicos dos Prontos Atendimentos, mesmo em meio à pandemia do coronavírus. A denúncia foi feita por diversos médicos e pacientes ao Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed). A justificativa seria a queda da demanda.

Leia também:
Doses da vacina contra gripe esgotam nos núcleos da Unimed Cuiabá e não há previsão de retomada

De acordo com a assessoria do Sindimed, o Hospital São Mateus não tem mais pediatra no pronto-atendimento e diminuiu de 05 médicos para 02 nos plantões, e o Santa Rosa está com somente 50% dos médicos no plantão do pronto-atendimento.

“Enquanto a rede pública está tentando se organizar para que as pessoas tenham atendimento nessa pandemia de coronavírus, os hospitais privados estão reduzindo as escalas pela queda da demanda, ou seja, não estão de prontidão para dar sua colaboração em prol do combate ao coronavírus. Para ‘economizar’ como estão com menos pacientes, simplesmente diminuíram os plantões, um absurdo e falta de comprometimento com a população”, alertou o médico e diretor de comunicação do Sindimed Adeildo Lucena.

“E ainda recebemos a informação que [os hospitais] reduziram o salário dos enfermeiros em 25%. São profissionais que trabalham duro. Sabemos que a equipe de enfermagem faz diferença”, acrescenta Adeildo. “Quando se fala de saúde não é só a rede pública que tem que ficar de prontidão, que inclusive está contratando para suprir a demanda de casos suspeitos que tem aumentado assustadoramente.  E a rede privada está dispensando médicos. Ora,  eles esquecem que as pessoas que têm plano de saúde não vão para a rede pública E quando isso acontecer e os pronto-atendimentos ficarem lotados, um foco de transmissão do vírus aí sim vão tomar providências e chamar os profissionais médicos?”, questiona.

Outro lado
 
O Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat) em atenção a matéria “Sindicato denuncia 2 hospitais de Cuiabá por redução de médicos em pandemia”, veiculada no Olhar Direto hoje (02), esclarece que:

- Os hospitais citados asseguram que as unidades estão completamente preparadas e equipadas para atender aos casos de Covid-19, assim como as demandas regulares, e que as alterações transitórias de escalas de médicos, não causarão qualquer prejuízo ao atendimento. E conforme a demanda serão reavaliadas.

- O sindicato que reúne todas as empresas que prestam serviços de saúde, incluindo os hospitais particulares de Mato Grosso se mantem a disposição da sociedade cuiabana e mato-grossense para juntos enfrentarmos esse momento inédito em nossa história, de forma a garantir que todos os esforços seguem no sentido de prestar a melhor assistência para a população. A entidade, inclusive faz parte do  COE – COVID 19, Comitê de operações Especiais coordenado pela Secretaria Estadual de Saúde para enfrentamento ao Coronavírus, contribuindo ativamente para que instituições público e privadas estejam alinhadas no combate à pandemia. 

- Ainda, o Sindessmat reafirma o compromisso das unidades de saúde privadas de Mato Grosso em oferecer atendimento de excelência à população. E mais uma vez reforça que mantém pronto atendimento com equipes preparadas, treinadas e capacitadas para atender a população cuiabana. Assim, a estrutura hoje é suficiente para atender as demandas e estamos acompanhando a evolução dos casos para adaptar à realidade, conforme ela irá se modificando.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marcos
    02 Abr 2020 às 22:06

    Não me espanto. Money. money, money, money, money.........

  • Helton
    02 Abr 2020 às 12:26

    Demissão de médicos e redução de salário dos enfermeiros?! Obrigado Santa Rosa e São Matheus. Bando de mercenário. Tem um tio da minha mãe sócio do São Matheus e é um bolsomínion do c*ralho! Só pra resumir.

  • Sandra Marques
    02 Abr 2020 às 12:21

    O momento não é pensar em danos econômicos, essa virose mata. Dinheiro se recupera, a vida não. O isolamento social é essencial neste momento. É bom ficar em casa, sem sair pra nada? Lógico que não. Mas temos que fazer sacrifício pelo bem de nós mesmos.

  • Cidadão de bens
    02 Abr 2020 às 12:08

    Diminuíram o atendimento médico no privado forçando a procurar o SUS. Defendam o SUS.

  • Carlos
    02 Abr 2020 às 10:46

    Esses donos de hospitais particulares são todos mercenários só visam lucros.

  • João
    02 Abr 2020 às 10:14

    O fluxo de pessoas diminuiu em todos os setores, não importa se é hospital ou não. Mais um motivo pro comércio voltar a rodar

Sitevip Internet