Olhar Direto

Quinta-feira, 28 de maio de 2020

Notícias / Política MT

Mendes critica número baixo de ônibus em Cuiabá: 'está piorando a situação da cidade'

Da Redação - Arthur Santos da Silva

02 Abr 2020 - 17:25

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Mendes critica número baixo de ônibus em Cuiabá: 'está piorando a situação da cidade'
O governador Mauro Mendes (DEM) criticou a decisão do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), de deixar apenas 30% dos ônibus em circulação na Capital. Segundo Mendes, a medida não ajuda no combate ao novo coronavírus (Covid-19). "Deixar 30% dos ônibus está piorando a situação da cidade de Cuiabá", afirmou o governador ao argumentar buscando por uma maior circulação principalmente nos horários de pico dos usuários. 

Leia também
Com longas filas, vacina contra Influenza esgota na metade do dia em Cuiabá

 
A afirmação foi exposta no Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real. Mauro Mendes relembrou ainda que o primeiro decreto de Emanuel Pinheiro suspendeu totalmente a circulação dos ônibus. Foi necessário o Governo do Estado entrar na Justiça para garantir uma frota mínima de 30%.
 
"Vamos analisar a sensatez, a prudência das medidas. O que o Governo diz? Já que nós temos que distancia pessoas, transporte coletivo municipal só pode funcionar com pessoas sentadas. Então não pode ter aquela aglomeração. Para evitar contaminação. As pessoas não ficarem trombando umas nas outras. Não é recomendado nesse momento. Aí o prefeito diz: 'suspende o transporte coletivo na cidade de Cuiabá'. Nós entramos na Justiça falando: 'olha gente, isso não é razoável'. Nós temos de 30 a 35% de profissionais da saúde que precisam andar nos ônibus. Nós temos profissionais da segurança pública que precisam andar nos ônibus", relembrou Mauro Mendes.  
 
Foi necessária decisão judicial do juiz plantonista Onivaldo Budny para que 30% dos ônibus fossem garantidos nas ruas. "Se você para os ônibus completamente vai criar um caos de abastecimento. Vai criar um transtorno gigante para serviços essenciais funcionarem e decreto federal proíbe isso".
 
Dias depois da Justiça garantir o mínimo de circulação, conforme levantamento apresentado pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), houve uma queda de 91% no número de usuários transportados.
 
O problema para muitos é que, com a diminuição da frota, a aglomeração dos poucos que ainda precisam do transporte coletivo possibilita a propagação do coronavírus.

A prefeitura se manifestou da seguinte forma:

A decisão quanto à suspensão do transporte público, adotada pela Prefeitura de Cuiabá, para o período de 23 de março a 5 de abril, atende a recomendações do Ministério da Saúde de que o isolamento social é uma das principais ferramentas para evitar a disseminação do novocoronavírus. 

A Prefeitura de Cuiabá, anteriormente a duas decisões judiciais versando sobre a liberação de um terço da frota para atendimento, já estudava plano de atendimento aos profissionais da saúde e de serviços essenciais (limpeza urbana da cidade).
 
Oportuno esclarecer que todas as iniciativas implementadas – por mais drásticas que sejam nesse momento -  visam resguardar e proteger vidas.

 

13 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Cleidi
    03 Abr 2020 às 09:24

    Concordo plenamente

  • Moreira
    03 Abr 2020 às 08:48

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Heitor Reyes
    03 Abr 2020 às 08:44

    Mauro Mendes, tendo tanta coisa para o governo do estado se preocupar fica dando opinião errada para o Prefeito Emanuel. Vai trabalhar e deixa a Prefeitura trabalhar, Cuiabá esta muito mais bem cuidado que o Estado. O governo do estado está perdido nas ações de proteção a vida.

  • Ralf
    03 Abr 2020 às 08:30

    A geral gritando fica em casa, mas quando a fome bate, vai ao mercado faz compra pois esta recebendo todo mês do estado. Já o trabalhador da informalidade deve ficar em casa e passar fome, é garantir que não contamine a turma de privilegiados que só sai pra abastecer a geladeira. E as farmácias, postos de combustíveis e mercados, esses podem ir as ruas, trabalhar, pegar o tal covid mortal, para manter os especialistas de saúde de internet com a barriga cheia. O hipocrisia.

  • Ralf
    03 Abr 2020 às 08:25

    Deovaldo e morreu os 1 milhão de caso positivo? E quer dizer que em 30 dias o vírus vai sumir da face da terra e ai quem não pegou por estar em casa vai poder voltar as ruas, ou seja quase toda a população e ai em pleno período de inverno final de maio e junho todos nas ruas pegando outras gripes junto com o covid. Se esta certinho ne, fique em casa em pleno verão, e quando a fome bater, sai todos as ruas depois de 30 dias em pleno inverno. Oh inteligência.

  • Moisés sem Paletó
    03 Abr 2020 às 04:30

    Prefeito com Paletó se não matar o povo de COVID, vau matar o povo de raiva ..!! Oras, se pode colocar só pessoas sentadas nos ônibus, tem que aumentar a frota, em vez de limitar a 30%... porra, será que é difícil de fazer essa conta...???????

  • RENATO
    02 Abr 2020 às 22:44

    Faça a sua parte também governador, abra o detran, libere as vistorias e transferencias que com certeza entrará dinheiro nos cofres

  • Cidadão
    02 Abr 2020 às 19:26

    Sou muito burro, acho, então é u gostaria de estudar mais pra entender melhor.... já que fica determinado menos gente por ônibus, na minha opinião deveria aumentar a frota..... e não diminuir...!!

  • Maria Aparecida
    02 Abr 2020 às 19:14

    Quando vejo essa pessoa se pronunciando, respiro aliviada por não ter votado nesse indivíduo.

  • Olga Pontes
    02 Abr 2020 às 18:47

    Povo só aprende com correia

Sitevip Internet