Olhar Direto

Quinta-feira, 28 de maio de 2020

Notícias / Política MT

Governo adotará medidas diferentes para cada cidade: não é porque SP fez que todos deveriam fazer

Da Redação - Isabela Mercuri

02 Abr 2020 - 16:13

Foto: Mayke Toscano

Governo adotará medidas diferentes para cada cidade: não é porque SP fez que todos deveriam fazer
O governador Mauro Mendes explicou que o estado de Mato Grosso adotará medidas diferentes no combate ao coronavírus em cada cidade, a depender da existência de casos de contaminação importadas, locais ou cominitárias. “Não podemos pegar uma cidade de Mato Grosso de cinco, dez mil habitantes, e querer dar o mesmo tratamento da cidade de São Paulo, que tem 12 milhões de habitantes. São realidades mito diferentes”, afirmou.

Leia também:
Estado prevê queda de arrecadação em 50% e suspende cobrança de tributos no primeiro semestre
 
Segundo Mauro, as restrições serão maiores naquelas cidades em que já há a transmissão comunitária do vírus, ou seja, quando não se sabe quem foi o vetor, e mais brandas em cidades com contaminação apenas local, ou seja, aquelas em que apenas pessoas que tiveram contato com alguém que veio do exterior que também se contaminaram.
 
Ele também explicou que, apesar disso, o decreto publicado há dois dias proíbe toda e qualquer aglomeração em todos os 141 municípios, como reuniões, eventos, festas, feiras e jogos.
 
Os casos de transmissão serão identificados como locais ou comunitários somente pela Secretaria de Estado de Saúde, em ato publicado. “As medidas tem momento certo de ser aplicadas. Não é porque São Paulo fez, porque a Europa fez, que todas as cidades brasileiras deveriam ou devem fazer. Respeitando, obviamente, a autonomia dos prefeitos”, completou.
 
Segundo Mauro, o decreto governamental é um instrumento para que as Prefeituras possam ancorar suas decisões, que devem ser, em sua maioria, técnicas para que “possam promover um instrumento de proteção à saúde publica e evitar a propagação do coronavírus, mas não fazer dessa parada geral, como alguns estão defendendo, um instrumento para prejudicar milhares de mato-grossenses”.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Rubens Tadeu Reynaud
    03 Abr 2020 às 10:08

    Vamos voltar ao trabalho.

  • Olga Pontes
    02 Abr 2020 às 17:31

    Já tirei meus filhos de escola particular. Pago caro pra aula via internet? Negativo. Dinheiro é para comida agora. Pânico de guerra. Esqueçam lazer, cinema, viagens, escola particular. O mundo mudou.

  • Moacir
    02 Abr 2020 às 16:43

    Alguém avisa para o sabichão que essas medidas adotadas são de prevenção. E as cidades divisas com outro Estado? E as pessoas que viajam e circulam de estados?

Sitevip Internet