Olhar Direto

Quarta-feira, 27 de maio de 2020

Notícias / Cidades

Aumenta para 90 casos de Covid-19 confirmados em Mato Grosso; 446 têm problemas respiratórios graves

Da Redação - Arthur Santos da Silva

08 Abr 2020 - 16:57

Foto: Rogério Florentino/ Olhar Direto

Aumenta para 90 casos de Covid-19 confirmados em Mato Grosso; 446 têm problemas respiratórios graves
O número de casos do novo coronavírus (Covid-19) registrados em Mato Grosso subiu para 90. A informação foi divulgada pela  Secretaria de Saúde (SES) em boletim informativo nesta quarta-feira (8).

Leia também 
PM's são chamados para atender discussão de casal e descobrem que desentendimento era por falta de comida

 
Dos 90 casos confirmados, 63 estão em isolamento domiciliar, 11 e fim da quarentena (sem sintomas) e 15 internados (seis em enfermarias e nove em leitos de UTI). Conforme o boletim, há uma morte registrada.
 
Cuiabá é a cidade mais atingida até o momento, com 50 casos confirmados. Rondonópolis (7), Várzea Grande (6), Sinop (6), Tangará da Serra (5), São José dos Quatro Marcos (2), Cáceres (2), Alta Floresta (1), Aripuanã (1), Campo Novo do Parecis (1), Canarana (1), Lambari D'Oeste (1), Lucas do Rio Verde (1), Nova Monte Verde (1), Nova Mutum (1), Primavera do Leste (1) e União do Sul (1) completam a lista.
 
O Boletim Informativo explica que há dois casos confirmados do novo coronavírus em pacientes que estão em cidades de Mato Grosso, mas residem em outros estados do país. 

Um caso foi notificado pela Secretaria Municipal de Saúde de Rondonópolis; o paciente mora em Sonora, Mato Grosso do Sul. O outro caso foi notificado pela Secretaria Municipal de Saúde de Chapada dos Guimarães; o paciente reside em São Paulo, Capital.

As mulheres correspondem a 59% dos casos registrados no Estado e 52 pacientes têm idade entre 36 e 55 anos.
 
Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis estão classificadas como cidades com transmissão comunitária - casos de transmissão do vírus entre a população onde não pode-se determinar a origem do contagio.
 
Sinop, Cáceres, Tangará da Serra e São José dos Quatro Marcos estão classificadas como cidades com transmissão local - casos de pessoas que se infectaram com vírus Sars-Cov2 , não estiveram em nenhum país com registro da doença, mas tiveram contato com outro paciente infectado confirmado.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Atualmente não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto.

Além dos casos de Covid-19 diagnosticados, 446 pessoas têm quadros de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • San
    09 Abr 2020 às 13:36

    Tem que fechar as pontes entre Cuiabá e várzea Grande..e só deixar passar quem reamente trabaha numa das outra cidade... diminuiria até a criminalidade... É muita gente "zanzando" sabe lá PRA onde?

  • Fernandes
    09 Abr 2020 às 06:57

    Quando a cidade vai para

  • Moacir
    08 Abr 2020 às 22:59

    Falta de ética, o pior tiro no pé que o ministério da Saúde pode estar dando é camuflar os resultados de infectados, só registrar os casos graves é o maior erro que pode-se cometer contra uma população, pois os casos menos graves são os que espalham o vírus. Este povo só sabe fazer o para o povo lamentável, quando as mortes chegar a mil por dia aí vão saber que foi tarde demais.

  • jose Olavo
    08 Abr 2020 às 21:19

    Pelo menos estamos livres de show de musica sertaneja.

  • JUSTO VERISSÍMO
    08 Abr 2020 às 20:46

    Nao caia no conto do vigário, essa peste e uma farsa dos comunistas de plantão, ninguém morre na véspera

  • Perguntar não ofende
    08 Abr 2020 às 20:08

    O que adianta a população de Cuiabá procurarem fazer sua parte quanto à questão do isolamento, se os da nossa amada cidade vizinha Várzea Grande, estão extrapolando em todos os aspectos. Queria tbm que verificassem os Idosos, que mesmo sabendo que são do grupo de risco, insistem em sair do isolamento e colocar em risco sua saúde e dos seus famiiares. Não poderia o Exército, ajudar nessa questão? Já que a PM , Bombeiros e Guarda Municipal estão fazendo o que pode. Acho que os Poderes do Estado, podiam intensificar nas cidades que têm apresentado quadros do COVID19. Se não quisermos sobrecarrar o Sistema de Saúde devemos fazer nossa parte. Eu cuido de vc, e vc cuida de mim.

Sitevip Internet