Olhar Direto

Notícias / Cidades

Idoso de 82 anos que estava internado com Covid-19 morre em Mato Grosso; prefeito aguarda laudo

Da Redação - Erika Oliveira e Max Aguiar

08 Abr 2020 - 21:31

Foto: Ronivon Barros/ Ascom - Prefeitura de Cáceres-MT

Idoso de 82 anos que estava internado com Covid-19 morre em Mato Grosso; prefeito aguarda laudo
Um idoso de 82 anos, que estava internado desde a segunda-feira (6) no Hospital São Luiz, em Cáceres (distante 220km de Cuiabá), morreu na noite desta quarta-feira (8) após complicações devido o agravamento do novo coronavírus. 

Leia mais:
Cidade de MT confirma 5º caso de coronavirus; outros 70 investigados

Segundo informações do prefeito Francis Maris (PSDB), a vítima estava internada, porém a causa da morte ainda não pode ser confirmada como se fosse o Covid-19 o causador, pois ainda aguardam o laudo médico. 

"Sim, o paciente estava internado desde o começo da semana em nossa unidade com um caso confirmado de coronavírus, mas ainda não posso dizer que foi a Covid-19 que é o causador da morte. Ele estava internado por isso, mas não fomos notificados se foi isso o motivo da morte. Independente de qualquer coisa, estamos muito tristes com esse caso", disse o prefeito. 

Ainda segundo Francis, tanto o paciente, quanto a esposa dele, chegaram de São Paulo no final da semana passada. "Eles são pais de um médico e classifico o ato como uma tamanha irresponsabilidade, pois os idosos viajaram de ônibus de São Paulo até aqui e tiveram contato com várias pessoas e num momento como esse. Infelizmente ele passou mal, internou, teve uma melhora inclusive hoje, mas acabou morrendo. Como já disse, não sei se morreu por Covid-19, mas que antes dele passar mal ele viajou, isso é fato. E um fato muito irresponsável por parte dos failiares", ponderou o prefeito. 

Francis está nesse momento aguardando o laudo médico, juntamente com a Secretaria de Saúde, para poder passar outras informações para a imprensa e também notificar a Secretaria Estadual de Saúde. 

Se for confirmado, esse será o segundo caso de morte causada pelo Covid-19 em Mato Grosso. A primeira ocorreu em Lucas do Rio Verde e a vítima tinha 54 anos e era diabético. 

A família enviou uma nota de esclarecimento:

“A Família de A.P, em razão de inúmeras notícias que circulam sobre o falecimento de seu pai vem a público esclarecer o seguinte: No madrugada do dia 23/03/2020, os senhores A.P e I.P, desembarcaram no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, após estadia em Taboão da Serra/SP, para realização de um tratamento de saúde. Ao chegarem em Cuiabá, vieram imediatamente para Cáceres, de Uber, e desde o momento em que chegaram na cidade, até darem entrada no Hospital São Luiz, mantiveram-se em isolamento social, sem realizar nenhum tipo de contato com qualquer público externo. No dia 31/03/2020, ao terem sintomas típicos da Sars-COVID-2, entraram em contato com sua filha J.P, que reside em Cáceres, e ela os conduziu ao Hospital São Luiz. Desde então, a filha do casal também se encontra em isolamento social, e está sendo monitorada pela Secretaria de Saúde do Município. Infelizmente, nesta noite, o senhor A.P faleceu, em decorrência da COVID-19, no entanto, a senhora I.P segue bem e estável, internada na clínica médica do Hospital São Luiz. A família reitera a todos que qualquer informação de que seus pais vieram de ônibus para Cáceres, e que teriam contraído o vírus de seu filho A.P.J, que é médico no estado de São Paulo, é inverídica. O momento é de muita dor para toda a família, e o ato de divulgar essas notícias falsas é uma atitude, além de desrespeitosa, sem qualquer empatia com o momento tão crítico que a família vem passando.

Sem mais para o momento, Juliana Sales Pavini, advogada da família”.

25 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Jhean
    13 Abr 2020 às 10:44

    Que deselegante Sr° Prefeito, não basta a dor da perda de um ente querido, necessita expor publicamente que a responsabilidade é do filho que é médico... Empatia pelo próximo passou longe. Ranço.

  • Arthur
    09 Abr 2020 às 15:39

    Ninguém morre de covid 19 em mt ???

  • Luiz Marcio
    09 Abr 2020 às 11:46

    Poucas vezes vi falta de sensibilidade e desfaçatez como nesse comunicado do prefeito. Tenta ao mesmo tempo negar o óbvio(a morte foi pelo convid 19), acusar as vítimas e tirar o corpo fora

  • Jaconias
    09 Abr 2020 às 11:32

    Infelizmente o Sr em questão faleceu, fato!! A família do mesmo ficou em luto pela perda!! Agora, vamos ser mais humanos!! Atrás de uma morte, existe uma família que sofre!! Vamos respeitar este momento de tristeza dos familiares!!

  • Confuso
    09 Abr 2020 às 08:58

    o sr. A.P e sua esposa I.P, que são pais do J.P. estiveram com a sra. F.M. amiga de G.A.S. estiveram com B.M. um dia antes, mas seu primo P.S. e sua urmaV.R.S não ficaram sabendo ..!!

  • Velho do Rastelo
    09 Abr 2020 às 08:51

    Morreu de velhice enquanto esperava o resultado do exame para ver se tinha o novíssimo vírus.

  • Júnior Gomes
    09 Abr 2020 às 07:49

    eu li na matéria que estava com covid agora se ainda espera resultado do exame , como se afirma que é? Brasileiro sendo Brasileiro

  • João Silva
    09 Abr 2020 às 07:40

    O casal viajou de aviao de São Paulo a Cuiabá e de uber de Cuiabá a cáceres e estavam em isolamento social desde então. Não tiveram contato com nenhuma munícipe da cidade de cáceres.

  • Wagner Cordeiro
    09 Abr 2020 às 07:25

    Segundo o secretário de saúde de Mato Grosso o paciente em que pese o fato de ter testado positivo para covid-19 o óbito se deu em função de parada respiratório indefinida.Segue Cáceres com apenas dois casos.Segue Mato Grosso no topo ,considerada a melhor saúde pública do Brasil. Aguardemos o desenrolar disso para ver onde vai parar.Não testar e não admitir casos parece-me uma solução simplista para o tamanho do problema.

  • Jujuba
    09 Abr 2020 às 06:48

    Infelizmente o senhor o Sr. Prefeito está desinformado, pois o relato da família e bem diferente, pois os conheço e garanto que a história e outra, procure se informar em fonte segura.

Sitevip Internet