Olhar Direto

Terça-feira, 26 de maio de 2020

Notícias / Política MT

Mendes diz que Prefeitura de Cuiabá não abriu leitos de UTI e 'não fez lição de casa'

Da Reportagem Local - Carlos Gustavo Dorileo/ Da Redação - Lucas Bólico

19 Mai 2020 - 18:03

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Mendes diz que Prefeitura de Cuiabá não abriu leitos de UTI e 'não fez lição de casa'
O governador Mauro Mendes (DEM) cobrou mais ações e empenho da Prefeitura de Cuiabá com relação ao enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Mendes ressaltou que a capital não criou um leito de UTI sequer a mais para ajudar no tratamento dos pacientes infectados. A queixa também se estendeu ao governo federal.

Leia também:
Sou engenheiro e não é minha atribuição fazer receita a paciente, diz Mendes sobre hidroxicloroquina
 
Em entrevista concedida na tarde desta terça-feira (19), o governador afirmou que o avanço da doença é preocupante, mas que o foco do monitoramento do Estado tem sido na ocupação dos leitos de UTI para evitar que o sistema de saúde entre em colapso. Nesse contexto, criticou tanto a prefeitura da maior cidade do estado quanto o governo federal.
 
“O grande número que nós estamos monitorando não é o avanço dos casos, o grande número é exatamente a taxa de ocupação de leitos de UTI. Que é isso exatamente que a Organização Mundial da Saúde fala. Você tem que ter leitos para atender à sua população. O governo de Mato Grosso está fazendo essa lição de casa. Se todos os entes fizerem, governo federal, Prefeitura de Cuiabá, que é referencia fizesse a mesma coisa, nós estaríamos absolutamente tranqüilos”, alfinetou.
 
Questionado se a prefeitura não vem fazendo a parte dela, Mendes retrucou: “basta perguntar se eles abriram um leito novo na cidade de Cuiabá”.

Outro lado
 
A Prefeitura de Cuiabá respondeu por meio da assessoria de imprensa que transformou o prédio do antigo pronto-socorro municipal no hospital referência da capital para o tratamento da Covid-19, com uma estrutura de 170 leitos de enfermaria e 55 de UTI, sendo 40 de adultos e 15 pediátricos.
 
Fora isso, a Prefeitura de Cuiabá também conta que tem a estrutura da nova UPA do Verdão, que dentro do plano de contingenciamento municipal será destinada exclusivamente para o tratamento de pacientes com o novo coronavírus. Neste prédio são mais 26 leitos para as vítimas.

Entrega de viaturas

A alfinetada de Mendes foi na tarde desta terça, em evento no Palácio Paiaguás em que foram entregues 149 caminhonetes entre os modelos Amarok e Hillux, para as forças de segurança de Mato Grosso.

Serão destinados 75 veículos para a Polícia Militar, 37 para a Polícia Judiciária Civil, 27 ao Corpo de Bombeiros, 5 para Politec e outras 5 ao Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), ligado à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).
 
Os veículos são todos locados e vão atender as unidades do interior. Os 149 veículos vão se somar aos 1.158 da frota da Segurança Pública, entre locados e próprios.
 
Mais leitos 

Na semana passada, o governador inaugurou a obra de reforma e ampliação do hospital Metropolitano de Várzea Grande, que foi transformado na unidade referência para o tratamento ao novo coronavírus no Estado. Foram investidos R$ 16, 5 milhões e agora o local conta com 278 leitos definitivos para atender aos pacientes da Covid-19.

O hospital passou a ter 238 leitos clínicos e 40 leitos de UTI definitivos, sendo 210 totalmente novos, dos quais 180 são leitos clínicos e 30 de UTI. As obras começaram em 23 de março, com prazo de conclusão inferior a dois meses.

Atualizada às 18h25

22 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Luís Alberto Amorim Brito
    21 Mai 2020 às 10:14

    Eu prefiro acreditar no Governador....o histórico do prefeito não e recomendável em hipótese nenhuma.

  • BCES
    20 Mai 2020 às 12:09

    É impressionante que nesta hora que os ÓBITOS pela covid-19 estão aumentando , começam a troca de acusações para achar um culpado por tudo isso. Será que o nobre governador está querendo desviar o foco do aumento do salários dos seus secretários e protegidos ? Pelo Amor de Deus , coloquem a mão na consciência e parem de acusações por que tanto o Senhor Governador como o Prefeito tem culpa no cartório e São os responsáveis pela população de Cuiabá e do Estado. Resumindo, "está um sujo falando do mal lavado ".

  • Mariana Bispo
    20 Mai 2020 às 11:05

    Olha na altura dos acontecimentos não adianta criticar mais, o melhor é fazer o possível pra o vírus não se alastrar aqui no estado .

  • Bianca
    20 Mai 2020 às 10:41

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Carolina
    20 Mai 2020 às 06:17

    Governador pense bem e olha para os professores intestinos. Obrigada

  • luiz otavio
    20 Mai 2020 às 05:46

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Bispa Maria Alice
    20 Mai 2020 às 03:57

    Emanuel fez demagogia com dinheiro de nosso imposto pagando voucher.

  • Jacqueline
    20 Mai 2020 às 02:05

    Dois idiotas

  • Leandro
    20 Mai 2020 às 01:25

    Gostaria de perguntar ao nobre governador quando ele foi prefeito de Cuiabá quantos leitos de uti ele inaugurou? Desce do salto governador se acha demais, muita conversa e pouco trabalho.

  • Ouvido seletivo
    19 Mai 2020 às 22:42

    E o Jaime fez em VG? Além de não fazer liberou tudo....escancarou as portas ate do cemitério!! E rota na cidade que em VG tem o Metropolitano! Se o Sr. Custear os munícipes de lá e não deduzir do repasse da saúde que faz mensalmente, é repetição de indébito! Vamos fiscalizar Governador!! Cuiabá cuida dos seus!!

Sitevip Internet