Olhar Direto

Quinta-feira, 02 de julho de 2020

Notícias / Cidades

Com equipamento doado pela Prefeitura, IFMT inicia realização de exames da Covid-19

Da Redação - Fabiana Mendes

27 Mai 2020 - 17:26

Foto: Reprodução

Com equipamento doado pela Prefeitura, IFMT inicia realização de exames da Covid-19
O Campus Cuiabá - Bela Vista do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) inicia nesta quarta-feira (27) a realização de exames laboratoriais para o diagnóstico da Covid-19, em parceria com a Prefeitura de Cuiabá. Um equipamento RT-PCR foi doado pelo Município e será de utilização permanente do laboratório. A capacidade inicial é de 5 mil análises.

Leia mais:
Médicos do HMC denunciam salários atrasados há 90 dias em Cuiabá

De acordo com o diretor-geral Deiver Teixeira, o Campus Cuiabá – Bela Vista trabalhou nas medidas administrativas junto aos órgãos competentes para a viabilização dos trabalhos em tempo célere. "Estamos trabalhando na estruturação e credenciamento do laboratório desde o registro dos primeiros casos no país. No Campus, temos como foco a produção científica com qualidade e, mais que isso, o compartilhamento desde conhecimento junto à sociedade. Neste momento delicado, temos a oportunidade de, mais uma vez, direcionar nossa produção para uma causa urgente e necessária. O Campus Cuiabá – Bela Vista não medirá esforços para, dentro da nossa área de conhecimento, colaborar com o que for preciso para o combate à pandemia de COVID-19".

A aquisição do equipamento representa um investimento único no trabalho de salvar e proteger vidas, conforme o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro. "A preocupação maior da Prefeitura é implementar o plano de contingenciamento e mitigação da pandemia. Neste sentido, nossa meta é aumentar a quantidade de exames realizados na nossa capital e desafogar a demanda do Laboratório Central do Estado", destacou. Ainda conforme o prefeito, o laboratório irá receber os testes das unidades de saúde e irá garantir mais agilidade na divulgação dos diagnósticos. 

De acordo com a coordenadora do projeto no Campus, professora Sandra Mariotto, o equipamento – chamado de RT-PCR ou PCR em Tempo Real - permite a amplificação da região gênica de um organismo, no caso o novo coronavírus, para a identificação. "Este trabalho será realizado no laboratório de Biotecnologia do Campus Cuiabá – Bela Vista, com uma capacidade inicial de 5 mil análises. Estamos em contato com outros parceiros para a aquisição de mais kits e ampliarmos esta capacidade". Sandra é professora do Campus Cuiabá – Bela Vista, Doutora em Genética e Evolução pela Universidade Federal de São Carlos (2008).

Mariotto destaca que, no momento, a equipe formada por professores especializados na área de Bioquímica e Biotecnologia passou por preparação para analisar as amostras. "Estudamos o desenho experimental do processo de análises e fomos capacitados também pelo Laboratório Central do Estado para efetivar o credenciamento do nosso laboratório". O equipamento poderá ser utilizado futuramente para análise de outros micro-organismos, caso necessário".

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet