Olhar Direto

Quinta-feira, 09 de julho de 2020

Notícias / Cidades

Treinador defende abertura de academias para promover saúde; prefeito se reunirá com setor

Da Redação - Fabiana Mendes

29 Mai 2020 - 10:52

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Treinador defende abertura de academias para promover saúde; prefeito se reunirá com setor
Proprietário de duas academias na região metropolitana de Cuiabá, o treinador Gil Melo defende a retomada das atividades do setor para promover saúde em meio à pandemia do novo coronavírus. As academias, cinemas, feiras e clubes ficaram de fora do novo decreto apresentado por Emanuel Pinheiro na manhã desta quinta-feira (28), e permanecem fechados em Cuiabá até segunda ordem, mesmo aquelas que funcionam dentro dos shopping centers.

Leia mais:
Com exercícios ao ar livre, professores e empresários pedem abertura de academias em Cuiabá

O empresário afirma que as academias devem seguir as normas para funcionamento da Associação Brasileira de Academias (Acad) e da Organização Mundial da Saúde. "Estamos desesperados em relação a isso. Hipocrisia abrir shopping e não abrir academia, onde tem controle de acesso e limpeza”, relata.

Desde o começo da pandemia, conforme Gil, o segmento tenta uma reunião com prefeito para apresentar as medidas de biossegurança para funcionamento das academias. Eles fizeram dois protestos na Praça Alencastro, nas não obtiveram retorno.

Em Mato Grosso, diversas academias estão funcionando como, por exemplo, em Várzea Grande. “Todas as academias estão voltando, no Rio de janeiro e São Paulo já vão reabrir”, conta.

O treinador cita também que os exercícios ajudam no combate as doenças que colocam as pessoas no grupo de risco da Covid-19 e aborda a lotação do sistema de saúde. Conforme a Secretaria de Saúde, o Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 258 leitos de UTI e 864 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado. 

Práticas para reabertura

Dentre os pilares apresentados pela cartilha estão a limpeza geral das unidades, a disponibilização de recipientes com álcool em gel a 70% para uso por clientes e colaboradores em todas as áreas da academia recepção, como musculação, peso livre, salas de coletivas, piscina, vestiários, kids room, e etc.
 
Durante o horário de funcionamento das academias, as unidades seriam fechadas de 1 a 2 vezes ao dia por, pelo menos 30 minutos, para limpeza geral e desinfecção dos ambientes. Posicionar kits de limpeza em pontos estratégicos das áreas de musculação e peso livre, contendo toalhas de papel e produto específico de higienização para que os clientes possam usar nos equipamentos de treino, como Ocolchonetes, halteres e máquinas. No mesmo local, deve haver orientação para descarte imediato das toalhas de papel.
 
Também fica estabelecido o uso obrigatório de equipamentos de proteção individual (Epi´s) para funcionários, personal trainers e terceirizados; máscaras para todos. Recomenda-se ainda  medir com termômetro do tipo eletrônico à distância a temperatura de todos os entrantes. Caso seja apontada uma temperatura superior a 37.8 °C recomenda-se não autorizar a entrada da pessoa na academia, incluindo clientes, colaboradores e terceirizados. 

Posicionamento da Prefeitura

O prefeito Emanuel Pinheiro vai se reunir com o setor nesta sexta-feira (29), mas afirmou que quem dita as diretrizes é a pandemia. “Estamos avaliando com base nos indicadores de controle da pandemia, eles é que me dizem se dá pra avançar ou se temos que retroceder e de novo, não é a vontade pessoal do prefeito, a minha vontade pessoal é não ter acontecido nenhuma pandemia e Cuiabá estar funcionando, bombando como a cidade pujante que é. Entretanto, estamos em uma pandemia e a minha responsabilidade, que eu não abro mão dela, é cuidar e proteger da saúde e da vida das pessoas e nesse momento não tem condições ainda de abrir, pelas suas características de funcionamento. Mas estamos avançando”, pontua. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet