Olhar Direto

Terça-feira, 04 de agosto de 2020

Notícias / Política MT

'Temos Fábio Garcia e Botelho', diz presidente do DEM sobre manter secretários de Mendes

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

06 Jul 2020 - 07:30

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

'Temos Fábio Garcia e Botelho', diz presidente do DEM sobre manter secretários de Mendes
A queda no número de opções de possíveis candidatos à prefeitura de Cuiabá, com a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) aprovada no Congresso Nacional, medida que adiou as eleições municipais e proíbe os secretários de Estado em exercício a participarem do pleito, não preocupa o Partido Democratas, segundo o presidente da sigla na capital, Alberto Machado.
 
Leia também
Vereadores ignoram preocupação com auxílio ao município e derrubam veto à RGA da Câmara

 
Segundo Machado, o momento de pandemia do coronavírus fez com que o partido fechasse os olhos para a política. Ele também explicou que o DEM optou por escolher pela permanecia dos secretários no Governo para ajudar o Estado neste momento difícil, mesmo correndo o risco de eles ficarem de fora da eleição.
 
O dirigente partidário também recordou que o partido ainda conta com nomes importantes como do ex-deputado federal Fábio Garcia e do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Botelho para representar a sigla na disputa pela prefeitura de Cuiabá.
 
“O DEM tomou uma decisão lá atrás de priorizar o combate a pandemia. O governador tomou isso como prioridade e eu concordo. Sabíamos do risco que estávamos correndo com os secretários em exercício, mas tivemos que fazer uma escolha e acredito que fizemos o certo. Não arrependemos de foram nenhuma. O momento não é de eleição, de campanha e nem de política. O momento é de enfrentar uma pandemia que está assolando não só os mato-grossenses como o mundo todo”, disse o presidente municipal ao Olhar Direto.
 
“Mas ao mesmo tempo o DEM tem grandes nomes em seus quadros, como o Fábio Garcia, o deputado Eduardo Botelho. Temos muita gente boa que com certeza pode representar o DEM na disputa da prefeitura de Cuiabá”, avaliou.
 
O Senado e a Câmara dos Deputados aprovaram o adiamento das eleições agendas à princípio para o mês de outubro, para o dia 15 de novembro, por conta da pandemia do novo coronavírus.
 
A legislação, no entanto, manteve a data de desincompatibilização de secretários municipais e de Estado no dia 4 de junho, deixando os membros do primeiro escalão do governo de Mauro Mendes (DEM) de fora da disputa.
 
Desde o início deste ano, os nomes dos secretários Gilberto Figueiredo (Saúde), Mauro Carvalho (Casa Civil), Rogério Gallo (Fazenda) e Marcelo de Oliveira (Infraestrutura) estavam sendo avaliados pelo partido como potenciais candidatos para prefeitura.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Coelho
    06 Jul 2020 às 11:00

    Ele toda vez fala alguma coisa sem saber o que esta falando manda ele ser candidato vcs vão ver votação dele

  • alexandre
    06 Jul 2020 às 08:57

    Não ganha,MM prejudica muito servidores públicos..

  • alexandre
    06 Jul 2020 às 08:57

    Não ganha,MM prejudica muito servidores públicos..

  • Bea
    06 Jul 2020 às 08:53

    Tudo bona gente, SQN.

  • Raimundo
    06 Jul 2020 às 08:30

    Tem o capiroto também.

Sitevip Internet