Olhar Direto

Notícias / Política MT

Emanuel estuda transformar UTIs pediátricas vazias em adultas para abrir vagas em sistema colapsado

Da Redação - Érika Oliveira / Wesley Santiago

03 Jul 2020 - 07:30

Foto: Reprodução

Emanuel estuda transformar UTIs pediátricas vazias em adultas para abrir vagas em sistema colapsado
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), negou que tenha decidido desabilitar os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátricos que atendem casos de Covid-19 sob a gestão da Prefeitura da Capital. A informação, segundo ele, constava em nota da Sociedade Matogrossense de Pediatria (Somap). O emedebista, no entanto, admitiu que estuda transformar os leitos pediátricos em adulto, em razão da inatividade.
 
Leia mais:
MT registra 43 mortes nas últimas 24h e dispõe de apenas 14 UTI’s Covid-19 em todo o Estado
 
“Tomei conhecimento de uma nota da Somap, não quero polemizar com uma instituição tão importante, mas quero esclarecer que não corresponde à verdade. É um equivoco muito grande dizer que estávamos desabilitando leitos da UTI pediátrica para transformar em leitos da UTI adulto. No entanto, graças a Deus, há quase 90 dias a taxa de ocupação [nos leitos pediátricos] é zero. Uma ou duas crianças estiveram nesta UTI. Então, pondero que, caso haja aumento maior e o colapso seja uma realidade diária, que não se tenha leitos pediátricos vazios, enquanto adultos, idosos, morrem à espera de uma vaga”, disse o prefeito.
 
Cuiabá mantém atualmente, segundo a Prefeitura, 15 leitos de UTI’s pediátricas no antigo Pronto-Socorro, onde funciona o Hospital de Referência para pacientes com Covid-19. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (SES-MT), no entanto, somente 5 desses estão ativos, apesar de habilitados.
 
Olhar Direto questionou tanto a Prefeitura quanto a SES-MT sobre a divergência. Conforme o Município, já foi solicitado que o Governo do Estado atualize o boletim. A SES-MT, por sua vez, afirmou que a atualização dos leitos ativos é feita diariamente e que, até o momento, não foi notificada sobre a disponibilidade dos 10 leitos que não constam no documento.
 
Até o fechamento desta reportagem, a taxa de ocupação nas UTI’s pediátricas da Prefeitura de Cuiabá era de 0%. Os leitos de UTI’s adulto do Hospital Referência, no entanto, já se esgotaram. No Hospital São Benedito, onde a gestão municipal também mantém leitos de UTI adulto para tratar Covid-19, a taxa de ocupação é de 95%. Em todo o Estado, restam apenas 14 leitos de UTI adulto disponíveis.
 
“Vocês acham justo ter 13, 14 leitos pediátricos vazios, enquanto os adultos estão lotados e eu não poder tirar um adulto da fila porque é pediátrico? Essa discussão que eu estou levantando, vou provocar o MPE, entidades, especialistas. Graças a Deus não temos crianças nestes leitos. Não desativamos, não fizemos, nosso objetivo é salvar vidas”, pontuou Emanuel.
 

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Dudu
    03 Jul 2020 às 14:24

    " O homem que sabia governar" em breve nos cinemas!

  • Edinaldo Lemos
    03 Jul 2020 às 12:45

    Há alguns dias atrás, foram fechados vários leitos de UTI adulto no HMC, inclusive com devolução do dinheiro do Governo Federal. Agora estão faltando leitos de UTI. Isto demonstra falta de gerenciamento de gestão de crise. Agora querem transformar leitos de UTI em pediátrica em Leitos adultos, outro erro, pois quando as crianças venham a necessitar de leitos, estas ficarão desassistidos! A solução é criar novos leitos e assim deixar os leitos pediátricos Reservados para as nossas crianças.

  • Caline
    03 Jul 2020 às 12:42

    Caso a UTI pediátrica do PSMC venha a ser para pacientes NÃO COVID com certeza estará lotada....crianças estão precisando de leito Sr. Prefeito....não é simplesmente ocupar a ala pediátrica e sim providenciar novos leitos....estamos todos na luta contra a COVID-19 Mas não podemos esquecer que leitos pediátricos sempre foram poucos em todo o estado e esse não é o momento de diminuir mais ainda

  • JOSE LUIZ DIAS
    03 Jul 2020 às 11:53

    Se estudar muito ganha diploma de incompetente. Pense menos e tome atitudes urgente o povo de Cuiaba necessita de socorro. Cadê o dinheiro que foi disponilizado para ações contra a pandemia.

  • Gisele
    03 Jul 2020 às 11:08

    A UTI Pediátrica do PSMC tem 10 leitos com taxa de ocupação alta para pacientes não Covid. E o PSMC tem 5 leitos de semi intensiva que nunca funcionaram, apesar de até reinaugurada, por falta de recursos humanos não contratados pela SMS. O fato é que os 15 leitos foram pactuados como leito Covid-19 impossibilitando a internação de crianças com outras patologias. Esses 15 leitos da Ala pediátrica são adaptados para crianças e não resolvem o problema dos mais de 100 pacientes que estão em fila de espera para uma vaga de UTI/enfermaria. Senhor prefeito, compartilhamos da sua preocupação com a situação sanitária da cidade, mas precisamos ver outros caminhos e urgente, para esse grave problema de saúde pública.

  • MARCOS ANTONIO PEREIRA
    03 Jul 2020 às 09:57

    Esses dias anunciou fechamento de utis por falta de pacientes! Pensa na administração desastrosa no caso covid 19. Muita conversa mole e pouquíssimas atitudes. Enquanto isso nosso povo morre sem atendimento.

  • CLARA
    03 Jul 2020 às 08:24

    São somente doze UTIs pediátricas, mesmo se deixasse as crianças a deriva, temos 69 adultos aguardando por UTI, não contempla a todos. Tiveram mais de 100 dias para organizar isso, bastava ver o que estava acontecendo com a Itália, Espanha e depois com SP e RJ, só que não, faltou gestão, sem protocolos sem organização, com picuinhas políticas. Só um questionamento onde estava a Defensoria Pública, MP que também não tomaram nenhuma medida de antecipação, sabendo que iria colapsar??????? Agora precisa tentar regular os pacientes do SUS para demais Estados que tenham vaga.... Mas quem fará isso??????????

Sitevip Internet