Olhar Direto

Terça-feira, 04 de agosto de 2020

Notícias / Cidades

Pressionado, Emanuel irá discutir recuo de rodízio de veículos e atendimento por CPF

Da Redação - Wesley Santiago

02 Jul 2020 - 22:57

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Pressionado, Emanuel irá discutir recuo de rodízio de veículos e atendimento por CPF
Horas após anunciar o decreto que estabelecia rodízio de veículos em Cuiabá e atendimento em alguns estabelecimentos pelo final do CPF, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) foi convencido a redescutir a medida. Diversos setores da sociedade, principalmente os da indústria e comerciantes, não concordaram com a decisão, que foi colocada em banho maria. A medida está programada para ter início na segunda-feira (06).

Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura disse que o prefeito "reitera que manterá o diálogo com a sociedade em geral quanto ao decreto 7.975/2020 buscando sempre as melhores estratégias para o combate à disseminação da Covid-19". A revogação das medidas não foi confirmada.

Leia mais:
Emanuel implanta rodízio de veículos e antecipa toque de recolher em Cuiabá

Ao Olhar Direto, o presidente do Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), Gustavo Oliveira, disse que recebeu a informação do prefeito Emanuel Pinheiro que a antecipação do toque de recolher entrará em vigência na sexta-feira (03), como estava prevista.

Quanto a questão do rodízio de veículos e de atendimento pelo final do CPF, Gustavo pontuou que "a questão será redescutida com os setores antes de entrar em vigor na próxima segunda-feira (06), como estava previsto".

O novo decreto assinado pelo prefeito determina o rodízio de veículos e atendimentos a clientes, na Capital. 

Com relação ao rodízio, a intenção é que veículos com placas final 1, 3, 5, 7 e 9 trafeguem em dias ímpares do mês. Já os de final 0, 2, 4, 6 e 8 nos pares. A medida não seria aplicada aos domingos e feriados.

Já na questão do rodízido pelo número final do CPF para atendimento presencial em bancos, lotéricas, supermercados e distribuidora de bebidas, a intenção é que fique da seguinte forma:


 
Com as medidas colocadas em cheque, uma resposta sobre o caso deverá ser dada pelo Executivo municipal até a próxima segunda-feira (06), data que passaria a valer o novo decreto.

Atualizada ás 23h14

17 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • O atalaia
    03 Jul 2020 às 16:13

    É o prefeito é desvairado e isso deixa a população do município na condição de "salve-se quem puder".

  • Oliveira
    03 Jul 2020 às 15:19

    Pergunta.....e eu como fasso nao tenho carro e nem C P F. Como fica êsse prefeito?

  • renato santos
    03 Jul 2020 às 15:02

    Prefeito esta perdido, nao sabe o que fazer.

  • Líbero Badaró
    03 Jul 2020 às 12:46

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Líbero Badaró
    03 Jul 2020 às 11:29

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Dito Pacupeva
    03 Jul 2020 às 11:08

    Esse prefeito e sua equipe é mais burra que o Bolsonaro e seus ministros.

  • nelson
    03 Jul 2020 às 10:38

    MANÈ, dado a sua inteligencia rara e obscura, determina que so pode andar com o atestado de obito em dias npares

  • Osneide Sales
    03 Jul 2020 às 09:19

    Já pensou vc que tem seu veículo com autorização de mobilidade? Não poder sair porque o decreto não coincide com o número de sua placa e vc tem que ir no médico por ter sido chamado para uma consulta ou por necessidade, ir à um mercado porque foi qdo vc recebeu ou ganhou alguns trocados, não tem sentido, ao invez de ajudar vai atrapalhar, até mesmo com maior perigo de contrair de alguma doença, como o próprio COVID 19. Vamos elaborar um decreto mais humano Srs do Jurídico municipal....

  • Altair
    03 Jul 2020 às 08:55

    Trabalhadores da saúde, segurança pública e outros serviços essenciais, devem andar em seus veículos independentemente do rodízio.

  • Sarah
    03 Jul 2020 às 08:52

    Pelo visto nosso nobre prefeito não pensou que o final da placa dos veículos e o último número do CPF podem não bater nos dias da semana e que há localidades em Cuiabá que condução é complicada, fora os riscos que corremos ao pegarmos um ônibus para ir trabalhar ou até mesmo ir ao banco e supermercado devido a exposição maior ao vírus.

Sitevip Internet