Olhar Direto

Terça-feira, 04 de agosto de 2020

Notícias / Informática & Tecnologia

Produto desenvolvido por pesquisador do IFMT é primeira patente internacional de MT

Da Redação - Bruna Bom

05 Jul 2020 - 08:27

Foto: IFMT

Produto desenvolvido por pesquisador do IFMT é primeira patente internacional de MT
Uma válvula hidráulica que otimiza o uso do chuveiro, desenvolvida pelo engenheiro civil Luiz Souza Costa Filho do Instituto Federal de Mato Grosso, IFMT Campus  Cáceres – Prof. Olegário Baldo,  é o primeiro produto inovador de instituições de pesquisa e ensino superior pública de Mato Grosso com direitos autorais de criação protegidos em mais de 150 países, por meio de Tratado Internacional de Cooperação em matéria de Patentes.

Leia mais:
Escola do interior é 1ª colocada do Enem no estado e IFMT lidera rede pública; veja ranking

Fruto de pesquisa de doutorado de Luiz pela Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, com orientação do professor José Gilberto Dalfré Filho e coorientação do professor Paulo Vatavuk, o produto, apresenta, entre as inovações, economia para instalação, conforto aos usuários e aspectos ergonômicos que favorece a acessibilidade para pessoas com deficiência.

"Nosso propósito de pesquisa era criar algo que pudesse ter utilidade para as pessoas. A ideia já estava protegida como patente no âmbito nacional com o depósito realizado no final de 2019 no Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI. Nesse processo de internacionalização, estamos muito felizes por ajudar o IFMT a se tornar a primeira instituição educacional pública de Mato Grosso na abertura desses caminhos", afirma o engenheiro.

O depósito internacional de patente, realizado pela Agência de Inovação Tecnológica do IFMT, assegura proteção da invenção em países dos cinco continentes que são signatários do tratado de cooperação, a exemplo dos Estados Unidos, Cuba, Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Espanha, França, Itália, Reino Unido, Indonésia, Nova Zelândia, Israel, Angola, Emirados Árabes, Egito, Japão, Índia, República da Coréia, Turquia e China.

"Essa é a primeira patente internacional registrada pelo IFMT e também a primeira patente de Mato Grosso entre instituições públicas de ensino superior. Um processo e um avanço bastante importante para o nosso IFMT por meio da Agência de Inovação Tecnológica que trabalha no sentido de registro e proteção das nossas propriedades intelectuais e de acompanhar e divulgar o trabalho realizado pelos nossos pesquisadores", comemora a coordenadora da Agência de Inovação Tecnológica do IFMT, Silvana Santos da Cruz.

Com a proposta de produção em larga escala e disponibilidade do produto no mercado, pesquisador e instituições estão em diálogo com uma empresa especializada e uma das líderes do segmento na produção de metais sanitários no Brasil, para licenciamento da patente.

Educação  Pública

Com 32 anos de profissão, Luiz é egresso da antiga Escola Agrotécnica Federal de Cáceres, hoje campus do IFMT, onde cursou o ensino médio e retornou, em 2010, após aprovação em concurso público para engenheiro civil. Ele é um dos primeiros servidores do quadro técnico-administrativos da instituição com incentivo à qualificação para doutorado.

Para Luiz, a projeção internacional e conquistas no âmbito da inovação tecnológica é um grande desafio que depende sempre de investimento em educação pública de qualidade, com incentivo à pesquisa e ao desenvolvimento da ciência.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Antônio Carlos
    05 Jul 2020 às 21:01

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Maitê Siqueira
    05 Jul 2020 às 15:41

    Gunter tava sumido depois da decepção com Selminha. Bem vindo de volta.

  • Gunther Reuter
    05 Jul 2020 às 12:39

    Parabéns Doutor .

  • Maria Auxiliadora
    05 Jul 2020 às 12:14

    Parabéns, sucesso!!!!

  • Maitê Siqueira
    05 Jul 2020 às 11:35

    Se fosse uma coisa útil ainda ia. Matéria desnecessária.

  • João Inocente
    05 Jul 2020 às 11:19

    Parabéns!!!!

  • LUIS
    05 Jul 2020 às 11:13

    Parabéns ao engenheiro Luiz. Todos imaginamos como é difícil criar algo inovador hoje em dia- e ainda mais efetivamente prático. Sucesso e tomara que consiga indústria para fabricar o produto.

  • Sônia Maria
    05 Jul 2020 às 10:28

    Parabéns professor. É de pesquisadores como o senhor que nossas instituições precisam. Infelizmente a grande maioria só pensam em receber os recursos sem a responsabilidade de concluir a pesquisa e prestar conta. Ficam décadas e mais décadas num projeto que não chega a lugar nenhum e só se beneficiam dos recursos sem trazer para a instituição e para sociedade benefício algum. Mais uma vez, parabéns professor, o senhor fez a diferença e merece nossos aplausos.

Sitevip Internet