Olhar Direto

Terça-feira, 29 de setembro de 2020

Notícias / Cidades

Rondonópolis paga UTIs da Covid-19 do próprio bolso para não receber pacientes de outras cidades

Da Redação - Wesley Santiago

07 Jul 2020 - 07:33

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Rondonópolis paga UTIs da Covid-19 do próprio bolso para não receber pacientes de outras cidades
O prefeito de Rondonópolis (215 quilômetros de Cuiabá), José Carlos do Pátio, está pagando Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) com recursos do próprio município para que não receba pacientes de outras cidades. Ao abrir mão de recursos federais, o gestor retira os leitos da lista de regulamentação para o Estado.

Leia mais:
Zé do Pátio afirma que a culpa por MT ter mais de 800 óbitos é do Estado e não de prefeitos
 
“Está havendo uma maldade do ‘fake news’, dizendo que não credenciei as unidades, colocando como se eu não estivesse usando. Eu não estou recebendo dinheiro do governo federal para bancar as UTIs. Estou bancando com recursos próprio. Como eu senti pouco apoio do Governo do Estado, resolvi segurar as vagas para Rondonópolis. Se eu credenciasse, teria que resolver o problema do Estado todo. Não queria ver minha população sofrendo”, explicou Zé do Pátio, em coletiva nesta segunda-feira (06).
 
Segundo o prefeito, tal medida oportunizou que moradores de Rondonópolis saíssem do particular e fossem tratados em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e outros locais. “Pessoas que poderiam morrer se não fossem transferidas. O não credenciamento é para o governo federal”.
 
Ainda conforme o gestor, todo dia Rondonópolis tem pelo menos quatro UTIs à disposição para internação. Zé do Pátio ainda pontuou que não deixa de atender os pacientes de municípios que chegam de outras cidades em situação de urgência e emergência.
 
Dos 22.078 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 11.534 estão em isolamento domiciliar e 8.974 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 227 internações em UTI e 327 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 93% para UTIs e em 48% para enfermarias.
 
Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19 estão Cuiabá (5.191), Várzea Grande (1.678), Rondonópolis (1.523), Sorriso (1.021), Lucas do Rio Verde (965),  Tangará da Serra (855), Primavera do Leste (827), Sinop (586), Nova Mutum (546), Pontes e Lacerda (488), Campo Verde (409), Cáceres (388), Confresa (330), Campo Novo do Parecis (278), Barra do Garças (274), Sapezal (265), Matupá (254), Colíder (253), Querência (245) e Peixoto de Azevedo (234).
 
Até a última segunda-feira (06), foram 857 óbitos no Estado. As 36 mortes mais recentes envolveram residentes de General Carneiro, Lucas do Rio Verde, Peixoto de Azevedo, Cuiabá, Rondonópolis, Campo Verde, Várzea Grande, Tangará da Serra, Diamantino, Sorriso, Apiacás, Juína, Jaciara, Cametá, Primavera do Leste e Campo Novo do Parecis. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet