Olhar Direto

Notícias / Cidades

Com suspeita de Covid-19, professora ligou para o irmão pedindo ajuda antes de morrer no Alphaville

Da Redação - Isabela Mercuri

16 Jul 2020 - 08:29

Foto: Reprodução / Facebook

Andreia Bonfante

Andreia Bonfante

A professora de ciências da computação Andréia Gentil Bonfante, 47, estava com suspeita de coronavírus (Covid-19), e havia ligado para o irmão, relatando que não se sentia bem, antes de falecer na noite da última quarta-feira (15). A mulher morava sozinha em Cuiabá, em uma casa no condomínio Alphaville, e seus familiares vivem em Lucas do Rio Verde.

Leia também:
Professora da UFMT é encontrada morta com corte na cabeça no Alphaville

Segundo informações da Polícia Militar, por volta das 20h15 os policiais foram acionados pelo porteiro. Quando chegaram na casa, um médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já havia constatado o óbito. A professora foi encontrada debruçada sobre a cama e com um ferimento na cabeça.
 
Foram os vizinhos que contaram que a mulher já havia ligado para seu irmão, que mora em Lucas do Rio Verde, dizendo que não estava se sentindo bem. O irmão, então, entrou em contato com o porteiro do condomínio, e os seguranças foram verificar a situação. Neste momento, já a encontraram sem vida e acionaram o Samu.
 
A Universidade Federal de Mato Grosso, onde Andreia trabalhava desde 2007, emitiu uma nota de pesar. “Com experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Inteligência Artificial, a docente, além da sala de aula, ocupou, dentre outros,  os cargos de diretora adjunta do Instituto de Computação e coordenadora do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Informática na Educação (2013-2015) e de Especialização em Informática na Educação (2009-2012), ambos ofertados na modalidade EaD”, explica a nota.
 
Atualmente, Andreia trabalhava com os projetos de pesquisa "Desenvolvimento de habilidades criativas e pensamento computacional através da programação visual na linguagem Scratch" e "Tratamento e Recuperação de Informação em Grandes Bases de Dados de Patentes". Já na extensão, integrava o projeto "Escola de Tecnologia da Informação e Comunicação (ETICO)".

Andreia era formada em computação pela Universidade Estadual de Londrina (Uel), tinha mestrado em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo (USP) e doutorado também em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo (USP).
 

11 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • la
    16 Jul 2020 às 19:37

    Saudades do sorriso dela! Sempre muito gentil. Ótima professora e pessoa. Apesar de alguns falarem que ela era sozinha por morar sozinha, tenho certeza que não era, pois as pessoas adoravam ficar perto dela. Sozinha é como uma pessoa que faz esse tipo de comentário vai ficar daqui um tempo, por não ter aprendido coisas mas básicas da vida. Como ser completo por si só e não precisar estar rodeado de pessoas/seguidores para ser alguém plenamente feliz, além de a distância entre as pessoas muitas vezes é apenas física, mas no coração ela não estava só. Ela foi minha professora a muitos anos e de vez eu lembrava dela com muito carinho. Fique em paz profe!

  • Liana Regonat
    16 Jul 2020 às 18:27

    Não a conheci mas era uma pessoa útil , trabalhava transmitindo seus conhecimentos ! Muito triste morrer distante de familiares ! Que siga em paz no universo espiritual!

  • Paolo
    16 Jul 2020 às 15:23

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Almeida
    16 Jul 2020 às 13:33

    Não a conhecia, mas pelos comentários dá imaginar o quanto era uma pessoa do bem, vá em paz e que os familiares também tenham paz no coração e sintam orgulho de tamanha admiração por ela!

  • Sergio
    16 Jul 2020 às 13:19

    Ferimento da cabeça?

  • Rodrigo
    16 Jul 2020 às 12:01

    Pessoa incrivel, excelente professora, com curriculo incrivel e mesmo assim uma pessoa humana, gentil e exemplar... vai deixar muita, muita saudade...

  • kbça pensante
    16 Jul 2020 às 10:43

    Que pena. Currículo invejável que com certeza contribuiu muito e ainda tinha muito a contribuir com a nossa pesquisa, mas infelizmente a história se incumbiu de fazer diferente. Meus sentimentos à família. Cuidem-se.

  • Paulo
    16 Jul 2020 às 10:16

    Convivi com a Professora Andréia na UFMT, onde trabalho. Uma profissional dedicada e muito gentil, como o próprio sobrenome indica. Vai fazer uma falta danada aqui na Universidade. Que tenha muita luz.

  • Luiz
    16 Jul 2020 às 10:12

    Essa é uma notícia que eu jamais queria estar lendo.. Uma brilhante professora, exemplo de profissionalismo e pessoa.. Fará muita falta. Que Deus a tenha.

  • Zeca
    16 Jul 2020 às 10:03

    Muito bem formada, doutora, professora, sábia, porém vivia sozinha, como grande parte das pessoas nos dias de hoje. Ou seja, têm casa em condomínio de luxo, mas não têm lar. Que Deus a tenha junto aos seus.

Sitevip Internet