Olhar Direto

Quarta-feira, 05 de agosto de 2020

Notícias / Picante

Cerceamento da opinião

Governo defende punição a servidores que fizerem criticas nas redes sociais

Da Redação

29 Jul 2020 - 17:23

Foto: Reprodução

Cerceamento da opinião
A Controladoria-Geral da União publicou uma nota técnica publicada defendendo que a divulgação por servidores federais "de opinião acerca de conflitos ou assuntos internos, ou de manifestações críticas ao órgão ao qual pertença" em suas redes sociais são condutas passíveis de de apuração disciplinar. O documento foi assinado no dia 3 de junho e é de responsabilidade da Coordenação-Geral de Uniformização de Entendimentos (CGUNE). Esta é a terceira vez que o Governo Federal busca coibir manifestações políticas contrárias na internet. Em maio, agentes do Ibama também foram notificados sobre o impedimento de manifestações políticas contrárias ao governo em suas contas nas redes sociais. E em outra ação vista como tentativa de cerceamento da opinião dos servidores federais, o Ministério da Justiça elaborou um dossiê sigiloso contra servidores associados a grupos antifascistas. O Ministério Público Federal (MPF) chegou a instaurar procedimento de Notícia de Fato para buscar informações preliminares sobre ação da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, que teria monitorado 579 pessoas, em sua maioria policiais e agentes de segurança estaduais e federais,  dois ex-secretários nacionais de segurança pública e um ex-secretário nacional de Direitos Humanos.

Mais Picantes

Sitevip Internet