Olhar Direto

Terça-feira, 29 de setembro de 2020

Notícias / Cidades

Fogo no Pantanal mato-grossense consumiu área de 204 mil hectares e já dura quase um mês

Da Redação - Fabiana Mendes

14 Ago 2020 - 14:20

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Fogo no Pantanal mato-grossense consumiu área de 204 mil hectares e já dura quase um mês
As estimativas apontam que uma área de 204 mil hectares, o equivalente a 285 mil campos de futebol, já foi atingida pelo fogo no Pantanal mato-grossense, nos municípios de Barão de Melgaço e Poconé. Os combatentes obtiveram êxito na construção de uma linha de defesa de 14 quilômetros para proteção de uma área de mais de 26 mil hectares da Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) Sesc Pantanal. A área protegida equivale a 10 vezes o arquipélago de Fernando de Noronha. As equipes de combate terrestre estão atuando na região desde o dia 21 de julho. 

Leia mais:
Pantanal mato-grossense tem cerca de 400 focos de incêndio; força-tarefa montada

A Operação Pantanal II reduziu em 73% o número de focos de calor no bioma. Na sexta-feira (07), quando deflagrada, o satélite NPP registrou 1.370 focos de calor e nesta sexta (14), foram registrados 368. Os dados foram repassados hoje pela manhã pelo Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT).

Também foram destinadas equipes para monitoramento nas proximidades da casa do senhor Dito Verde. A casa de barro, patrimônio Cultural do Pantanal, foi defendida em um intenso combate realizado na quinta-feira (13). O pantaneiro nasceu e cresceu na área da RPPN e construiu a casa há 64 anos.

As ações para defesa da maior planície alagável do mundo contam mais 134 pessoas atuando no combate. São 38 bombeiros militares de Mato Grosso e 12 de Mato Grosso do Sul.  Do Governo Federal, atuam oito militares da FAB e 23 da Marinha, além de 14 brigadistas do ICMBio. O Sesc Pantanal disponibilizou 39 funcionários, sendo quatro em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso.

Para ação, estão sendo empregados duas aeronaves de combate a incêndio do CBMMT e outas duas do ICMBio. Um helicóptero da Força Aérea Brasileira e outro da marinha atuam na operação para deslocamento de equipes e identificação das éreas atingidas. Nesta sexta-feira (14), mais um helicóptero do Ibama irá atuar na região do Porto Jofre, em Poconé.

Por terra, as equipes recebem o apoio de duas camionetes, uma van, um caminhão, um ônibus e dois quadriciclos também do Corpo de Bombeiros Militar e três máquinas oriundas de apreensão cedidas pela Sema. De recursos privados, estão em campo uma aeronave e três camionetes do Sesc Pantanal, três caminhões pipa, três tratores pipa, um micro-ônibus, um quadriciclo e uma van. Máquinas de diversos produtores rurais estão sendo empregadas na construção das linhas de defesa. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet