Olhar Direto

Quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Após aliança com DEM na municipal, Fernanda diz que criticar ações de Mauro não é ser contra tudo

Da Redação - Isabela Mercuri

16 Set 2020 - 10:02

Foto: Assessoria

Após aliança com DEM na municipal, Fernanda diz que criticar ações de Mauro não é ser contra tudo
Após longas semanas de indefinição, o Democratas – partido do governador Mauro Mendes – que ia lançar Fábio Garcia à prefeitura de Cuiabá, recuou e decidiu apoiar o nome do ex-prefeito e apresentador do programa ‘Resumo do Dia’, Roberto França (PATRI) ao pleito. Com isso, a candidata ao Senado Coronel Fernanda (PATRI) que vinha criticando duramente Mendes, chegando até a questionar se ele não iria tomar cloroquina quando contraiu Covid-19, agora se vê aliada do chefe do Executivo. Durante a convenção municipal do Patriotas, na noite de terça-feira (15), no entanto, ela diminuiu o tom e afirmou que “criticar o governador não significa que seja contra tudo”.

Leia também:
Candidata bolsonarista alfineta e questiona se governador irá usar hidroxicloroquina

“Eu criticar uma ação não quer dizer que eu seja contra tudo. Eu aprendi uma coisa, as coisas boas a gente aproveita, e as coisas que desagradam a gente tem que apresentar a crítica e buscar uma solução. Então o que eu quero são soluções, o que nosso presidente Jair Bolsonaro tem feito é buscar soluções para o povo do Brasil”, afirmou.

A bolsonarista vinha alfinetando Mendes desde que se lançou pré candidata. Quando ele testou positivo para o novo coronavírus, ela foi até sua conta no Facebook dizer: “Mauro Mendes deve estar numa sinuca de bico em usar ou não o protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde, que sugere o uso da hidroxicloroquina logo na fase inicial da doença. Penso isso porque o Secretário de Saúde de Mato Grosso é contra o protocolo que foi instituído a pedido do Presidente Jair Bolsonaro. O secretário de saúde chegou a dizer que a Cloroquina ‘não seria a solução para o tratamento do novo Coronavírus’. E aí Mauro, você vai usar ou não cloroquina?”.

Na noite de terça-feira (15), Fernanda afirmou que seu projeto para o Senado é estar junto com Bolsonaro “aprovando todos os projetos que ele tem para o povo”. Também exaltou a candidatura de Roberto França, dizendo que ele representa a cuiabania e é “uma pessoa capacitada para que esse projeto seja realizado”.

A decisão do DEM de apoiar a candidatura de França veio nos últimos minutos. Por volta das 17h de terça-feira (15), o deputado estadual Max Russi (PSB) confirmou ao Olhar Direto que o governador o havia avisado da desistência de Fábio Garcia. Logo depois, a assessoria do governador enviou uma nota, dizendo que foi o próprio chefe do executivo estadual que havia pedido pelo recuo.

Apesar da parceria na campanha municipal, no pleito pelo Senado Federal Coronel Fernanda não contará com o Democratas em seu palanque. O partido decidiu apoiar a candidatura de Nilson Leitão (PSDB), com o ex-governador Julio Campos (DEM) na suplência, e o governador Mauro Mendes, por sua vez, estará com o atual senador interino Carlos Fávaro (PSD), na campanha pela reeleição.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet