Olhar Direto

Domingo, 25 de outubro de 2020

Notícias / Política MT

Após manifestação de apoio a coronel, Barbudo pode ser acionado por infidelidade partidária

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Do local - Max Aguiar

18 Set 2020 - 18:19

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Após manifestação de apoio a coronel, Barbudo pode ser acionado por infidelidade partidária
Após declarar publicamente o desejo de subir no palanque da coronel Fernanda (Patriota), durante sua campanha para o Senado, o deputado federal Nelson Barbudo (PSL) tem tido problemas com o seu partido e pode ser acionado na Justiça Eleitoral pela prática de infidelidade partidária.
 
Leia também
Após arremeter voo por conta da fumaça, aeronave com Bolsonaro desembarca em MT

 
A informação foi confirmada pelo próprio parlamentar, que explicou que irá se reunir com o diretório estadual do partido, comandado hoje pelo advogado e pré-candidato à prefeitura de Cuiabá Aécio Rodrigues, para conseguir a liberação do apoio para a militar. O PSL hoje está no arco de aliança do deputado estadual Elizeu Nascimento, que também é policial militar e candidato ao Senado.
 
“Estamos definindo este apoio. O Bolsonaro me chamou para na semana que vem, vou me reunir com ele, pois está acontecendo um problema de infidelidade partidária. O PSL tem falado que irá utilizar desta prerrogativa no meu caso. Eu estou esperando a estadual me chamar para gente fazer esta composição e para saber como será a liberação para apoio. Eu não sou presidente do PSL e eu preciso da liberação para apoiar a coronel”, disse o deputado durante visita do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a Mato Grosso nesta sexta-feira (18).
 
Barbudo, que já foi presidente estadual do PSL, acabou sendo destituído após manifestação de apoio ao presidente da República quando ele deixou o partido, motivado por uma briga interna com o presidente nacional, Luciano Bivar.
 
Bolsonarista de carteirinha, o deputado resolveu seguir o presidente e apoiar a tenente-coronel na disputa pela vaga deixada pela sua antiga aliada Selma Arruda (Podemos), que foi cassada e exonerada neste ano.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet