Olhar Direto

Sábado, 31 de outubro de 2020

Notícias / Política MT

Mendes abraça candidatura de França e diz que Emanuel terá fim igual ou pior que o de Silval

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Do Local - Max Aguiar

18 Set 2020 - 12:07

Foto: Olhar Direto

Mendes abraça candidatura de França e diz que Emanuel terá fim igual ou pior que o de Silval
Já em ritmo de campanha para o candidato à prefeitura de Cuiabá Roberto França (Patriota), o governador Mauro Mendes (DEM) voltou a chamar o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) de corrupto e projetou que o fim do emedebista será igual ou pior do que o do ex-governador Silval Barbosa, condenado por desvios de dinheiro público.
 
Leia também
Sob protestos, Mauro defende ações e diz que não mudou taxação apenas do agronegócio
 

As críticas a Pinheiro aconteceram durante evento com o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), na manhã desta sexta-feira (18). Ao falar com a imprensa local, o governador voltou a atacar o prefeito da capital e garantiu que irá abraçar a candidatura de França.
 
“O Roberto França é um bom perfil, já foi prefeito, tem um histórico de honestidade diferente do que temos hoje. Ele é um bom perfil para fazer com que Cuiabá volte a ter uma gestão honesta para o povo e não para trabalhar para amealhar recursos para alguns agentes públicos. Vou trabalhar por ele, acredito que é um bom candidato que seja capaz de resgatar Cuiabá daquele antro de corrupção que virou a prefeitura”, disse.
 
Questionado sobre o projeto da família Pinheiro em ter o poder das duas maiores cidades do Estado, o governador se limitou a responder que a corrupção instalada na prefeitura de Cuiabá fará com que o prefeito tenha um fim idêntico ou pior do que do ex-governador Silval Barbosa, que chegou a ficar quase dois anos preso por corrupção e que conseguiu liberdade após acordo de delação premiada.
 
“É muita presunção. Um cara que tem um histórico de corrupção associado a seu nome, o Emanuel Pinheiro, com três secretários afastados por corrupção, com um monte de esquema sendo investigado pelo Ministério Público. É uma pena que a justiça tem um tempo lento para formar um conjunto probatório, mas eu não tenho dúvida que o fim de Emanuel Pinheiro será igual ou pior que de Silval Barbosa”, finalizou.
 
As declarações do governador mostram que o desentendimento com Pinheiro tende a ficar ainda mais forte durante a campanha para eleição municipal. O prefeito, que ainda estava avaliando tentar a reeleição, só confirmou sua candidatura nesta quinta-feira (17).

O filho mais velho do emedebista, o deputado federal Emanuelzinho (PTB), também se lançou como candidato à prefeitura de Várzea Grande.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet