Olhar Direto

Segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Notícias / Cidades

Pescadores flagram onça pintada em área não atingida pelo fogo próxima a cidade em MT; veja

Da Redação - José Lucas Salvani

24 Set 2020 - 09:55

Foto: Reprodução

Pescadores flagram onça pintada em área não atingida pelo fogo próxima a cidade em MT;  veja
Um grupo de pescadores flagrou uma onça pintada em uma área não atingida pelo fogo nas proximidades de Cáceres (a 217 km de Cuiabá), por volta das 17h da última terça-feira (22). O grupo acredita que o animal estava tentando fugir das queimadas que atingiram a região.

Leia também: 
Fotógrafo flagra resgate emocionante de quati que tentava fugir das queimadas no Pantanal; assista

O registro foi feito em frente a Praia do Julião. Adevanil Buck, que protagoniza o vídeo junto de amigos, revela que ficou surpreso com a aparição e, para ele, o animal estava fugindo dos incêndios: “tenho parentes que têm acampamento que fica a 600 metros de onde a avistamos. Ela estava fugindo do fogo que queimou o outro lado, menos naquela parte que ela estava”.
 

Nas última semanas, diversos vídeos têm surgido nas redes sociais com animais sendo atingidos pelo fogo no estado. O último foi de um quati que fugia do fogo no Pantanal mato-grossense. O vídeo foi registrado pelo produzido pelo fotógrafo independente Caio Guatelli e publicado em seu perfil do Instagram. 

O resgate foi realizado na última sexta-feira (18). Caio, que mora em São Paulo, esteve no Pantanal há cerca de um mês e meio, quando passou alguns dias na região do Sesc. Na época, era lançada a operação de combate aos incêndios. Contudo, os focos de calor aumentaram e diante da situação, ele decidiu voltar. Desta vez, para Porto Jofre, na Rodovia MT-060, conhecida como Transpantaneira.  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Caio Guatelli (@caioguatelli) em



O fotógrafo fazia registros da Rodovia, quando ficou sabendo do foco de incêndio perto de uma pousada na região do km 20. “Eu fui para essa pousada. Lá encontrei os proprietários bastante abatidos com a situação. A propriedade estava cercada de focos de incêndios e eles dependem do turismo ecológico”, lembra.

Com informações de Cáceres Notícias.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet