Olhar Direto

Quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Notícias / Política MT

Secretário de Saúde pede exoneração e prefeitura reitera lisura em compra de medicamentos

Da Redação - Wesley Santiago

01 Out 2020 - 08:10

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Secretário de Saúde pede exoneração e prefeitura reitera lisura em compra de medicamentos
O secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Possas de Carvalho, pediu exoneração do seu cargo, nesta quinta-feira (1º), após ser alvo de operação deflagrada pela  Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor) e o Ministério Público Estadual, por meio da Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e 10 Promotoria da Justiça Criminal. Ele havia sido afastado do cargo pela Justiça. Em nota, a prefeitura reiterou a lisura na compra de medicamntos durante a pandemia do novo coronavírus. Segundo a investigação, houve sobrepreço na compra de ivermectina.

Leia mais:
Secretário de Saúde de Cuiabá é afastado pela Justiça por sobrepreço na compra de Ivermectina

Assim que foi informado do seu afastamento pela Justiça e de que era alvo da operação, o secretário de Saúde pediu a sua exoneração do cargo. Segundo ele, isso se dá "a fim de contribuir para o bom andamento das investigações".

Em nota, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), disse reafirmar sua confiança no trabalho da Justiça, bem como no gestor da Secretaria de Saúde. O município ainda destacou que tem sempre prezado pela transparência nos investimentos públicos, criando inclusive um portal específico para abrigar as informações relacionadas aos gastos emergenciais com a pandemia.

"Além disso, todos os investimentos são acompanhados de forma online e em tempo real pelo Ministério Público do Estado (MPE), por meio de um acordo firmado entre as instituições", diz outro trecho da nota.

Operação

A Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor) e o Ministério Público Estadual, por meio da Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e 10 Promotoria da Justiça Criminal, deflagraram na manhã desta quinta-feira (01.10), a operação Overpriced, para cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão e um afastamento cautelar do secretario municipal de saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Possas de Carvalho. Nas investigações, foi identificado elevado sobrepreço na aquisição do medicamento ivermectina.

Após denúncia protocolada na Delegacia Especializada em Combate à Corrupção, diligências foram realizadas com o apoio da Força-Tarefa (MPE/PJC/CGE), criada para acompanhar eventuais desvios ocorridos em licitações relacionadas à pandemia ocasionada pela Covid-19, oportunidade em que foi identificado elevado sobrepreço na aquisição do medicamento ivermectina.

Os investigadores identificaram um  sobrepreço de R$ 715 mil, sendo representado pelo bloqueio de bens dos investigados, até citado valor. Com a coleta do material a investigação será aprofundada, objetivando a devida conclusão. A ação contou com o apoio do Gaeco e da Polícia civil do Paraná.

Confira a nota completa:

- A Prefeitura de Cuiabá reforça que irá colaborar com todas as informações necessárias para esclarecimentos dos fatos. 

- Destaca que tem sempre prezado pela transparência nos investimentos públicos, criando inclusive um portal específico para abrigar as informações relacionadas aos gastos emergenciais com a pandemia da Covid-19. 

- No portal é possível observar na íntegra a descrição de cada contrato firmado e valores aplicados no combate ao coronavírus. 

- Além disso, todos os investimentos são acompanhados de forma online e em tempo real pelo Ministério Público do Estado (MPE), por meio de um acordo firmado entre as instituições. 

- O prefeito Emanuel Pinheiro reafirma sua confiança no trabalho da Justiça, bem como no gestor da Secretaria de Saúde.

- Informa também que o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Possas de Carvalho, pediu exoneração do cargo, a fim de contribuir para o bom andamento das investigações.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet